Fundo de Criptomoeda: como funciona e como investir

Fundo de Criptomoeda: como funciona e como investir

lucca

03 MAR

6 MIN

Fundo de Criptomoeda: como funciona e como investir

Olá, investidor! No artigo de hoje, vamos tratar sobre fundo de criptomoeda. Uma das formas mais comuns de investir em ativos, como ações e títulos, é por meio de fundos. Com as criptomoedas não é diferente, sendo uma ótima forma de iniciar nessa classe de ativos.

  • O que é fundo de criptomoeda?
  • Fundo de criptomoeda passivo (ETFs)
  • Principais fundos passivos de criptomoedas (ETFs)
  • Fundos passivos de finanças descentralizadas
  • Tributação do fundo de criptomoeda
  • Fundo de criptomoeda ativo

O que é fundo de criptomoeda?

Investir em criptomoedas pode ser uma tarefa complicada. É necessário abrir conta em uma corretora especializada, além de criar e proteger uma wallet.

Para facilitar esse processo, foi criado o fundo de criptomoeda, onde é possível investir em reais e na mesma corretora em que se tem ativos da bolsa brasileira (B3). O fundo de criptomoeda, assim como os fundos tradicionais, é dividido em: fundo passivo (ETFs) e fundo ativo, onde há um gestor fazendo a seleção.

Fundo de criptomoeda passivo (ETFs)

Popularizados depois da metade de 2020, os diversos ETFs de criptomoedas possuem exposição à cripto correspondentes ao desempenho, em reais (R$) de um certo índice de referência. Um ETF de Bitcoin, por exemplo, segue o desempenho do índice Nasdaq Bitcoin Reference Price (NQBTC). Além do Bitcoin, existem fundos de criptomoedas que replicam outros criptoativos, como o Ethereum.

Principais fundos passivos de criptomoedas (ETFs)

BITH11

Lançado em agosto de 2021, o BITH11 é um fundo de criptomoeda passivo que busca replicar o preço do Bitcoin através do índice Nasdaq Bitcoin Reference Price FI (NQBTC). O fundo foi desenvolvido pela Hashdex e possui o Banco Genial como administrador e custodiante.

Seu principal diferencial está na tentativa de neutralizar as emissões de carbono provocadas pela mineração da criptomoeda. Com esta política, o fundo é considerado o primeiro ETF de criptomoedas verde do Brasil.

O fundo de criptomoeda possui uma taxa de administração de 0,1% ao ano sobre seu patrimônio líquido, referente à remuneração paga ao administrador. Por outro lado, a gestora está limitada a cobrar uma taxa de 0,6% ao ano sobre o patrimônio líquido do fundo. Somando as duas taxas, pode-se dizer que a taxa de administração do fundo pode chegar até 0,7% ao ano.

QBTC11

O QBTC11 é outro fundo de criptomoeda negociado na B3 que busca replicar a performance do Bitcoin. Diferente do BITH, esse ETF replica o preço do Bitcoin a partir do índice CME CF Bitcoin Reference Rate, criado pela Bolsa de Chicago.

O fundo foi criado pela gestora QR Capital e possui uma taxa de administração de 0,75% a.a. O fundo ainda possui uma cota mínima bastante acessível, de aproximadamente R$13,54, com dados de hoje (03/03/2022).

HASH11

Diferente dos fundos citados anteriormente, o HASH11 é um fundo de criptomoeda que busca replicar o Nasdaq Crypto Index, uma cesta de criptoativos criada pela Hashdex. O ETF é composto por seis criptoativos:

  • Bitcoin (80,37%)
  • Ethereum (16,35%)
  • Litecoin (1,19%)
  • Chainlink (0,94%)
  • Bitcoin Cash (0,64%)
  • Stellar Lumens (0,50%)

O fundo possui uma taxa de administração um pouco maior, de 1.3% a.a. Sendo 0,3% do próprio fundo e 1% do master offshore.

ETHE11

Para os adeptos do Ethereum, existem também fundos que replicam o movimento de preço da plataforma.

O ETHE11 é um fundo de criptomoeda passivo criado pela Hashdex que replica o preço do Ethereum através do Hashdex Nasdaq Ethereum Reference Price FI. O fundo possui uma taxa de administração de 0,7% a.a. sendo 0,1% do ETHE11 e 0,6% do master offshore. A cota mínima para investir no fundo é de R$44,77 (valor referente ao dia 02/03/2022).

QETH11

Outra opção de fundo de criptomoeda passivo que replica o movimento do Ethereum é o QETH11.

Criado pela QR Capital, o ETHE11 é baseado no índice CME CF Ether Reference Rate. Possui uma taxa de administração de 0,75% a.a. e uma cota mínima de R$ 10,35 (valor referente ao dia 03/03/2022).

Fundos passivos de finanças descentralizadas

Devido ao grande boom dos protocolos de finanças descentralizadas, também foram criados fundos de criptomoedas passivos que replicam o movimento dos principais protocolos Defi.

QDFI11

Considerado o primeiro ETF de finanças descentralizadas do mundo, o QDF11 investe diretamente em uma das categorias mais inovadoras do mercado financeiro. O fundo foi criado pela QR Capital e segue o Bloomberg Galaxy DeFi Index. O QDFI11 possui em sua composição:

  • Uniswap (40%)
  • Aave Decentralized Lending Pools (14.612%)
  • Maker DAO (12.381%)
  • Curve (9.658%)
  • Yearn.finance (6.459%)
  • Compound (5.953%)
  • SushiSwap (4.006%)
  • Synthetix (3.655%)
  • Ox (3.275%)

O fundo de criptomoeda possui uma taxa de administração de 0.9% a.a. e uma cota mínima de R$7,16 (valor referente ao dia 02/03/2022).

DEFI11

Também considerado um dos primeiros ETF de finanças descentralizadas do mundo, o DEFI11 é um fundo de criptomoedas criado pela Hashdex e adminstrado pelo banco Genial. O DEFI11 é composto pelos seguintes ativos:

  • UNISWAP (23,40%)
  • ETHEREUM (15%)
  • AMP (10,10%)
  • CURVE (11,30%)
  • AAVE (9,10%)
  • MAKER (7,80%)
  • POLYGON (5,80%)
  • CHAINLINK (5,80%)
  • THE GRAPH (3,40)
  • COMPOUND (3,30%)
  • SYNTHETIX (2,80%)
  • YEARN.FINANCE (2,20%)

O fundo de criptomoeda DEFI11 possui uma taxa de administração de 1,3% a.a., sendo 0,3% do DEFI11 e 1,0% do Hashdex DeFi Index ETF. A cota mínima para se investir no DEFI11 é de R$43,48, valor referente ao dia 03/03/2022.

Tributação do fundo de criptomoeda

Similar à maioria dos fundos passivos negociados na B3, no fundo de criptomoeda aplica-se uma alíquota de 15% de IR sobre o ganho de capital para alienação de cotas no mercado secundário.

Riscos de investir em fundo de criptomoeda

Apesar dos fundos passivos serem uma forma bastante segura de se investir em criptomoedas, existem riscos inerentes a esse tipo de investimento:

Risco de mercado: O risco da variação no valor das cotas de acordo com as flutuações de preços e cotações de mercado, taxa de juros, câmbio e demais questões.

Fatores macroeconômicos: O risco de alterações nas condições políticas, econômicas ou sociais, no Brasil ou no exterior.

Risco de liquidez: O risco de liquidez se caracteriza pela baixa ou falta de demanda pelos ativos financeiros; o fundo poderá não estar apto a efetuar pagamentos relativos a resgates dentro do prazo máximo estabelecido no regulamento, quando solicitado pelos cotistas.

Risco de Ágio ou Deságio: O valor patrimonial poderá diferir do preço das negociações na B3. Isso porque o valor patrimonial é calculado apenas uma única vez no dia, enquanto os preços de negociação na B3 poderão ser superiores ou inferiores ao valor patrimonial.

Fundo de criptomoeda ativo

O fundo de criptomoeda ativo é outra forma de se investir em criptomoedas sem ter que se preocupar com wallet, chaves privadas ou com a seleção de criptoativos. Diferente dos fundos passivos, alguns fundos ativos de criptomoedas possuem taxa de performance e prazo para resgate. Dentre os principais fundos brasileiros estão:

  • QR BLOCKCHAIN ASSETS FIM IE
  • BLP Digital 100
  • Hashdex 100 Nasdaq Crypto Index
  • A5 Bohr Arbitrage Cripto

Além das taxas, os fundos ativos são menos acessíveis a investidores menores, com aplicação mínima de R$1.000. Ainda sim, por mérito de uma boa seleção de ativos, alguns fundos bateram a performance do Bitcoin no ano passado (sem considerar taxas).

Baixe nosso app grátis! No TC você acompanha as principais notícias e cotações do mercado em tempo real, além de ter acesso a canais exclusivos para interagir com os melhores profissionais.

Aprenda com quem realmente entende de investimentos. Tire dúvidas, troque ideias, experiências e construa uma grande rede de networking com investidores de todo Brasil. Ah, e também temos cursos voltados para criptos, sabia? Clique aqui e conheça!

Por fim, também estamos no Instagram, YouTube e no TikTok. Acompanhe!

Estudante de Economia na UFPE

Aprenda tudo sobre criptomoedas

E-BOOK

Aprenda tudo sobre criptomoedas

Neste e-book — “Aprenda tudo sobre criptomoedas”, trazemos informações importantes que você precisa saber antes de investir no mercado de criptoativos, com segurança, conhecimento e confiança.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.