IBOV

105.069,69 pts

+0,68%

SP500

4.533,93 pts

-0,65%

DJIA

34.576,46 pts

+0,06%

NASDAQ

15.689,07 pts

-1,57%

IFIX

2.610,67 pts

+1,06%

BRENT

US$ 69,81

-0,83%

IO62

¥ 628,00

+2,44%

TRAD3

R$ 6,70

-2,89%

ABEV3

R$ 16,00

+0,62%

AMER3

R$ 27,81

+1,90%

ASAI3

R$ 13,30

+7,25%

AZUL4

R$ 22,43

+0,80%

B3SA3

R$ 11,63

+2,10%

BIDI11

R$ 32,90

+0,67%

BBSE3

R$ 21,18

+1,29%

BRML3

R$ 7,94

+1,01%

BBDC3

R$ 17,81

+0,96%

BBDC4

R$ 20,76

+0,28%

BRAP4

R$ 51,70

-0,93%

BBAS3

R$ 32,20

+0,49%

BRKM5

R$ 60,50

+4,85%

BRFS3

R$ 19,62

-0,15%

BPAC11

R$ 21,25

+1,48%

CRFB3

R$ 14,78

-0,67%

CCRO3

R$ 12,56

+3,97%

CMIG4

R$ 13,80

+3,13%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,20

+2,80%

COGN3

R$ 2,48

+1,22%

CPLE6

R$ 6,21

-1,27%

CSAN3

R$ 22,37

+2,42%

CPFE3

R$ 27,89

+1,63%

CVCB3

R$ 14,15

+7,27%

CYRE3

R$ 14,93

+7,02%

ECOR3

R$ 8,82

+5,62%

ELET3

R$ 35,39

+2,78%

ELET6

R$ 34,40

+1,92%

EMBR3

R$ 19,15

-0,98%

ENBR3

R$ 21,43

+0,28%

ENGI11

R$ 46,66

+1,08%

ENEV3

R$ 14,53

+3,19%

EGIE3

R$ 39,47

+0,50%

EQTL3

R$ 23,56

+2,25%

EZTC3

R$ 19,81

+4,64%

FLRY3

R$ 18,56

+3,57%

GGBR4

R$ 27,85

+1,45%

GOAU4

R$ 11,37

+0,17%

GOLL4

R$ 15,17

+0,73%

NTCO3

R$ 25,75

-0,30%

HAPV3

R$ 11,43

+4,76%

HYPE3

R$ 28,28

+3,09%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 64,54

+4,89%

IRBR3

R$ 4,18

-1,87%

ITSA4

R$ 9,85

-0,10%

ITUB4

R$ 22,98

-0,08%

JBSS3

R$ 33,41

-4,78%

JHSF3

R$ 5,19

+3,18%

KLBN11

R$ 24,20

-0,90%

RENT3

R$ 54,86

+2,40%

LCAM3

R$ 24,40

+2,39%

LWSA3

R$ 12,75

+8,97%

LAME4

R$ 5,13

+2,60%

LREN3

R$ 29,25

+2,27%

MGLU3

R$ 7,05

+4,28%

MRFG3

R$ 20,87

-5,69%

BEEF3

R$ 8,62

+1,65%

MRVE3

R$ 11,97

+5,36%

MULT3

R$ 20,70

+3,19%

PCAR3

R$ 22,50

+1,44%

PETR3

R$ 30,07

+2,27%

PETR4

R$ 28,76

+1,66%

VBBR3

21,90

+2,91%

PRIO3

R$ 21,21

+1,62%

QUAL3

R$ 16,22

+1,88%

RADL3

R$ 22,82

+2,74%

RAIL3

R$ 18,10

+3,36%

SBSP3

R$ 37,32

+1,85%

SANB11

R$ 33,66

+0,11%

CSNA3

R$ 23,28

-0,55%

SULA11

R$ 26,47

+1,92%

SUZB3

R$ 57,10

-1,27%

TAEE11

R$ 37,66

+1,20%

VIVT3

R$ 50,85

+1,31%

TIMS3

R$ 13,77

+1,02%

TOTS3

R$ 30,50

+1,19%

UGPA3

R$ 14,74

+4,16%

USIM5

R$ 14,23

-1,18%

VALE3

R$ 71,87

-1,61%

VIIA3

R$ 5,36

+4,28%

WEGE3

R$ 32,78

+0,76%

YDUQ3

R$ 23,76

+2,50%

IBOV

105.069,69 pts

+0,68%

SP500

4.533,93 pts

-0,65%

DJIA

34.576,46 pts

+0,06%

NASDAQ

15.689,07 pts

-1,57%

IFIX

2.610,67 pts

+1,06%

BRENT

US$ 69,81

-0,83%

IO62

¥ 628,00

+2,44%

TRAD3

R$ 6,70

-2,89%

ABEV3

R$ 16,00

+0,62%

AMER3

R$ 27,81

+1,90%

ASAI3

R$ 13,30

+7,25%

AZUL4

R$ 22,43

+0,80%

B3SA3

R$ 11,63

+2,10%

BIDI11

R$ 32,90

+0,67%

BBSE3

R$ 21,18

+1,29%

BRML3

R$ 7,94

+1,01%

BBDC3

R$ 17,81

+0,96%

BBDC4

R$ 20,76

+0,28%

BRAP4

R$ 51,70

-0,93%

BBAS3

R$ 32,20

+0,49%

BRKM5

R$ 60,50

+4,85%

BRFS3

R$ 19,62

-0,15%

BPAC11

R$ 21,25

+1,48%

CRFB3

R$ 14,78

-0,67%

CCRO3

R$ 12,56

+3,97%

CMIG4

R$ 13,80

+3,13%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,20

+2,80%

COGN3

R$ 2,48

+1,22%

CPLE6

R$ 6,21

-1,27%

CSAN3

R$ 22,37

+2,42%

CPFE3

R$ 27,89

+1,63%

CVCB3

R$ 14,15

+7,27%

CYRE3

R$ 14,93

+7,02%

ECOR3

R$ 8,82

+5,62%

ELET3

R$ 35,39

+2,78%

ELET6

R$ 34,40

+1,92%

EMBR3

R$ 19,15

-0,98%

ENBR3

R$ 21,43

+0,28%

ENGI11

R$ 46,66

+1,08%

ENEV3

R$ 14,53

+3,19%

EGIE3

R$ 39,47

+0,50%

EQTL3

R$ 23,56

+2,25%

EZTC3

R$ 19,81

+4,64%

FLRY3

R$ 18,56

+3,57%

GGBR4

R$ 27,85

+1,45%

GOAU4

R$ 11,37

+0,17%

GOLL4

R$ 15,17

+0,73%

NTCO3

R$ 25,75

-0,30%

HAPV3

R$ 11,43

+4,76%

HYPE3

R$ 28,28

+3,09%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 64,54

+4,89%

IRBR3

R$ 4,18

-1,87%

ITSA4

R$ 9,85

-0,10%

ITUB4

R$ 22,98

-0,08%

JBSS3

R$ 33,41

-4,78%

JHSF3

R$ 5,19

+3,18%

KLBN11

R$ 24,20

-0,90%

RENT3

R$ 54,86

+2,40%

LCAM3

R$ 24,40

+2,39%

LWSA3

R$ 12,75

+8,97%

LAME4

R$ 5,13

+2,60%

LREN3

R$ 29,25

+2,27%

MGLU3

R$ 7,05

+4,28%

MRFG3

R$ 20,87

-5,69%

BEEF3

R$ 8,62

+1,65%

MRVE3

R$ 11,97

+5,36%

MULT3

R$ 20,70

+3,19%

PCAR3

R$ 22,50

+1,44%

PETR3

R$ 30,07

+2,27%

PETR4

R$ 28,76

+1,66%

VBBR3

21,90

+2,91%

PRIO3

R$ 21,21

+1,62%

QUAL3

R$ 16,22

+1,88%

RADL3

R$ 22,82

+2,74%

RAIL3

R$ 18,10

+3,36%

SBSP3

R$ 37,32

+1,85%

SANB11

R$ 33,66

+0,11%

CSNA3

R$ 23,28

-0,55%

SULA11

R$ 26,47

+1,92%

SUZB3

R$ 57,10

-1,27%

TAEE11

R$ 37,66

+1,20%

VIVT3

R$ 50,85

+1,31%

TIMS3

R$ 13,77

+1,02%

TOTS3

R$ 30,50

+1,19%

UGPA3

R$ 14,74

+4,16%

USIM5

R$ 14,23

-1,18%

VALE3

R$ 71,87

-1,61%

VIIA3

R$ 5,36

+4,28%

WEGE3

R$ 32,78

+0,76%

YDUQ3

R$ 23,76

+2,50%

Notícias do mercado financeiro: dicas de como ficar bem informado

15 OUT

5 MIN

Você já deve ter ouvido a máxima que a informação vale ouro. A máxima vale especialmente quando falamos sobre notícias do mercado financeiro.

É um dito que se encaixa em diversos setores da sociedade e do nosso dia a dia. E muito bem no mercado financeiro. Estar bem informado faz toda a diferença, seja você um investidor mais de longo prazo ou, principalmente, aquele que busca operações rápidas durante o dia.

Notícia faz preço. Esse é um fato.

Por isso, é fundamental que você saiba como e onde se informar. Até porque o excesso de informação tem o feito contrário do que você deseja. Pode te paralisar, te confundir, te fazer perder dinheiro.

Pense que você é um atleta de alto rendimento que precisa estar afiado em todos os campos que envolvem sua atividade. Foco e conhecimento são fundamentais. Além, é claro, de utiliza todas as ferramentas possíveis e necessárias. E a informação é uma delas.

Hoje vou te ajudar no caminho para se manter bem informado e conseguir unir as notícias do mercado financeiro e opiniões a favor de seus investimentos. Vamos lá.

Nesse texto você vai encontrar:

  • Apenas notícias do mercado financeiro?
  • Em quem confiar
  • Notícias do mercado financeiro em ação

Boa leitura!

notícias do mercado financeiro

Apenas notícias do mercado financeiro?

Quando falamos em ficar bem informado para os investimentos, a tendência natural é que o pensamento volte somente para blogs, podcasts e notícia específicas do mundo das finanças. Isso faz parte, é verdade, mas não deve parar por aí.

Um investidor bem informado é um investidor ciente sobre o mundo em geral. Antenado, esperto, ligado em tendências, movimentos e novidades de última hora. Isso vai desde a política local até o movimento das commodities do outro lado do mundo.

Um exemplo claro da necessidade de ficar ligado no que acontece para se posicionar bem nos investimentos, principalmente se você faz operações de ganho rápido durante a crise atual. Quando as primeiras informações surgiram da China entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020, muita gente fez pouco caso. Outros tentaram enxergar o que aquela nova doença poderia causar no mundo.

Quem se antecipou ao que poderia acontecer, soube se posicionar bem para buscar movimentos rápidos. Investidores de longo prazo também puderam aproveitar as oportunidades que ali sugiram. Estar conectado com a informação foi fundamental.

A forma e a periodicidade para o acompanhamento das notícias do mercado financeiro não é um padrão. Mas quanto mais seus investimentos exigem reações rápidas, mais conectado(a) você deve estar.

Notificações no celular, canais de comunicação em aplicativos e sites específicos são indispensáveis. Utilizar o TC Mover é quase que uma obrigação.

Acompanhar o noticiário deve ser uma atividade diária. E aí você define qual a frequência que se encaixa melhor para o seu perfil. E quais editorias são as mais importantes.

Mas, usando uma expressão de quem teve o costume de pegar jornais impressos nas mãos, dois cadernos não podem faltar de forma alguma: política e economia.

Em muitos casos eles estão conectados. Em boa parte das vezes, o que é notícia em um é consequência ou anúncio do que virá no outro. E, quase sempre, eles impactam em seus investimentos.

Em quem confiar

Mas sabemos que atualmente ter uma boa fonte de informação não é algo tão simples assim.

Com a popularização das redes sociais, aumentaram os riscos de golpes e fake news. Por isso, muito cuidado com o que recebe em grupos, canais e sites de conteúdo duvidoso. Para se precaver dessas postagens duvidosas, aqui estão algumas dicas:

  • Abrir o link da postagem para ver se o texto é recente: é importante conferir qual a data de publicação e/ou atualização das matérias. Mesmo sendo verdadeira, uma notícia publicada há alguns anos pode ser inválida para discussões atuais.
  • Faça uma busca sobre os termos principais para avaliar outras fontes: use o Google ou outros buscador para avaliar se os termos principais do assunto são encontrados em outras fontes.
  • Existe apenas um meio informando isso? Outros sites ou canais falam sobre o tema?: alguns sites que poucos são vistos normalmente são utilizados como base para distribuir as fakes news. Se um determinado assunto só é visto lá, fique com um pé atrás.
  • Veja se o texto que você recebeu tem alguma fonte de informação: se não houver uma autoria identificada de textos e imagens, desconfie.
  • Fique atento à ortografia: um meio de encontrar facilmente uma fake news é encontrar os erros de português. São deslizes comuns com falhas na ortografia e concordância.

Obviamente, canais oficiais e os grandes conglomerados de comunicação tendem a ser as fontes mais procuradas para o acompanhamento das notícias do mercado financeiro. É natural e você deve e pode seguir o mesmo caminho. Mas com cuidado.

Como em tudo na vida, existem vieses e interesses. Ter estes dois componentes em veículos jornalísticos não é o fim do mundo. O que não deve existir é esconder estes campos dos leitores, telespectadores ou ouvintes.

À medida que você conhece a linha editorial de determinado meio de comunicação, você consegue filtrar e aproveitar melhor as notícias do mercado financeiro e opiniões que ali são expostas.

Notícias do mercado financeiro em ação

Como você sabe, não basta apenas ler, entender ou compreender as informações que vai receber através dos diversos canais de comunicação. Não é apenas a teoria que fará com que você se torne um melhor investidor. É preciso aliar à prática.

O que você vai precisar é de fazer a correlação entre as notícias do mercado financeiro que irá filtrar e como elas podem afetar áreas de investimentos.

Você precisa ter a capacidade de interpretar e avaliar as diversas informações e como elas impactam fatos como variação do preço do dólar, oscilação do valor de ações, aumento ou diminuição das taxas de juros, por exemplo.

Claro que não é possível saber de tudo a todo instante. Aliás, tentar ser muito informado pode ser um problema também. O excesso de informação, chamado de infobesidade, é um problema. Assim como ficar desinformado, o exagero pode ser mais prejudicial do que positivo.

Uma coisa é você procurar pontos de vistas e defesas antagônicas. É um meio de formar sua opinião e tentar enxergar os diversos lados de um caso. Mas ao fazer isso de forma exagerada, você se confunde. Passa a não saber qual caminho seguir, o que avaliar, como organizar as ideias. Cuidado para não cair no excesso de informação.

Um processo importante nesse papo é conversar com outros investidores, avaliar o que eles estão enxergando e como avaliam os impactos de cada situação no mercado financeiro. E o TC é o melhor lugar para que você consiga fazer esse relacionamento da melhor maneira possível.

Jornalista e planejador financeiro

Aprenda tudo sobre contabilidade

E-BOOK

Aprenda tudo sobre contabilidade

Neste e-book — “Contabilidade”, trazemos informações e conceitos importantes sobre contabilidade financeira.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.