IBOV

105.069,69 pts

+0,68%

SP500

4.533,93 pts

-0,65%

DJIA

34.576,46 pts

+0,06%

NASDAQ

15.689,07 pts

-1,57%

IFIX

2.610,67 pts

+1,06%

BRENT

US$ 69,81

-0,83%

IO62

¥ 628,00

+2,44%

TRAD3

R$ 6,70

-2,89%

ABEV3

R$ 16,00

+0,62%

AMER3

R$ 27,81

+1,90%

ASAI3

R$ 13,30

+7,25%

AZUL4

R$ 22,43

+0,80%

B3SA3

R$ 11,63

+2,10%

BIDI11

R$ 32,90

+0,67%

BBSE3

R$ 21,18

+1,29%

BRML3

R$ 7,94

+1,01%

BBDC3

R$ 17,81

+0,96%

BBDC4

R$ 20,76

+0,28%

BRAP4

R$ 51,70

-0,93%

BBAS3

R$ 32,20

+0,49%

BRKM5

R$ 60,50

+4,85%

BRFS3

R$ 19,62

-0,15%

BPAC11

R$ 21,25

+1,48%

CRFB3

R$ 14,78

-0,67%

CCRO3

R$ 12,56

+3,97%

CMIG4

R$ 13,80

+3,13%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,20

+2,80%

COGN3

R$ 2,48

+1,22%

CPLE6

R$ 6,21

-1,27%

CSAN3

R$ 22,37

+2,42%

CPFE3

R$ 27,89

+1,63%

CVCB3

R$ 14,15

+7,27%

CYRE3

R$ 14,93

+7,02%

ECOR3

R$ 8,82

+5,62%

ELET3

R$ 35,39

+2,78%

ELET6

R$ 34,40

+1,92%

EMBR3

R$ 19,15

-0,98%

ENBR3

R$ 21,43

+0,28%

ENGI11

R$ 46,66

+1,08%

ENEV3

R$ 14,53

+3,19%

EGIE3

R$ 39,47

+0,50%

EQTL3

R$ 23,56

+2,25%

EZTC3

R$ 19,81

+4,64%

FLRY3

R$ 18,56

+3,57%

GGBR4

R$ 27,85

+1,45%

GOAU4

R$ 11,37

+0,17%

GOLL4

R$ 15,17

+0,73%

NTCO3

R$ 25,75

-0,30%

HAPV3

R$ 11,43

+4,76%

HYPE3

R$ 28,28

+3,09%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 64,54

+4,89%

IRBR3

R$ 4,18

-1,87%

ITSA4

R$ 9,85

-0,10%

ITUB4

R$ 22,98

-0,08%

JBSS3

R$ 33,41

-4,78%

JHSF3

R$ 5,19

+3,18%

KLBN11

R$ 24,20

-0,90%

RENT3

R$ 54,86

+2,40%

LCAM3

R$ 24,40

+2,39%

LWSA3

R$ 12,75

+8,97%

LAME4

R$ 5,13

+2,60%

LREN3

R$ 29,25

+2,27%

MGLU3

R$ 7,05

+4,28%

MRFG3

R$ 20,87

-5,69%

BEEF3

R$ 8,62

+1,65%

MRVE3

R$ 11,97

+5,36%

MULT3

R$ 20,70

+3,19%

PCAR3

R$ 22,50

+1,44%

PETR3

R$ 30,07

+2,27%

PETR4

R$ 28,76

+1,66%

VBBR3

21,90

+2,91%

PRIO3

R$ 21,21

+1,62%

QUAL3

R$ 16,22

+1,88%

RADL3

R$ 22,82

+2,74%

RAIL3

R$ 18,10

+3,36%

SBSP3

R$ 37,32

+1,85%

SANB11

R$ 33,66

+0,11%

CSNA3

R$ 23,28

-0,55%

SULA11

R$ 26,47

+1,92%

SUZB3

R$ 57,10

-1,27%

TAEE11

R$ 37,66

+1,20%

VIVT3

R$ 50,85

+1,31%

TIMS3

R$ 13,77

+1,02%

TOTS3

R$ 30,50

+1,19%

UGPA3

R$ 14,74

+4,16%

USIM5

R$ 14,23

-1,18%

VALE3

R$ 71,87

-1,61%

VIIA3

R$ 5,36

+4,28%

WEGE3

R$ 32,78

+0,76%

YDUQ3

R$ 23,76

+2,50%

IBOV

105.069,69 pts

+0,68%

SP500

4.533,93 pts

-0,65%

DJIA

34.576,46 pts

+0,06%

NASDAQ

15.689,07 pts

-1,57%

IFIX

2.610,67 pts

+1,06%

BRENT

US$ 69,81

-0,83%

IO62

¥ 628,00

+2,44%

TRAD3

R$ 6,70

-2,89%

ABEV3

R$ 16,00

+0,62%

AMER3

R$ 27,81

+1,90%

ASAI3

R$ 13,30

+7,25%

AZUL4

R$ 22,43

+0,80%

B3SA3

R$ 11,63

+2,10%

BIDI11

R$ 32,90

+0,67%

BBSE3

R$ 21,18

+1,29%

BRML3

R$ 7,94

+1,01%

BBDC3

R$ 17,81

+0,96%

BBDC4

R$ 20,76

+0,28%

BRAP4

R$ 51,70

-0,93%

BBAS3

R$ 32,20

+0,49%

BRKM5

R$ 60,50

+4,85%

BRFS3

R$ 19,62

-0,15%

BPAC11

R$ 21,25

+1,48%

CRFB3

R$ 14,78

-0,67%

CCRO3

R$ 12,56

+3,97%

CMIG4

R$ 13,80

+3,13%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,20

+2,80%

COGN3

R$ 2,48

+1,22%

CPLE6

R$ 6,21

-1,27%

CSAN3

R$ 22,37

+2,42%

CPFE3

R$ 27,89

+1,63%

CVCB3

R$ 14,15

+7,27%

CYRE3

R$ 14,93

+7,02%

ECOR3

R$ 8,82

+5,62%

ELET3

R$ 35,39

+2,78%

ELET6

R$ 34,40

+1,92%

EMBR3

R$ 19,15

-0,98%

ENBR3

R$ 21,43

+0,28%

ENGI11

R$ 46,66

+1,08%

ENEV3

R$ 14,53

+3,19%

EGIE3

R$ 39,47

+0,50%

EQTL3

R$ 23,56

+2,25%

EZTC3

R$ 19,81

+4,64%

FLRY3

R$ 18,56

+3,57%

GGBR4

R$ 27,85

+1,45%

GOAU4

R$ 11,37

+0,17%

GOLL4

R$ 15,17

+0,73%

NTCO3

R$ 25,75

-0,30%

HAPV3

R$ 11,43

+4,76%

HYPE3

R$ 28,28

+3,09%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 64,54

+4,89%

IRBR3

R$ 4,18

-1,87%

ITSA4

R$ 9,85

-0,10%

ITUB4

R$ 22,98

-0,08%

JBSS3

R$ 33,41

-4,78%

JHSF3

R$ 5,19

+3,18%

KLBN11

R$ 24,20

-0,90%

RENT3

R$ 54,86

+2,40%

LCAM3

R$ 24,40

+2,39%

LWSA3

R$ 12,75

+8,97%

LAME4

R$ 5,13

+2,60%

LREN3

R$ 29,25

+2,27%

MGLU3

R$ 7,05

+4,28%

MRFG3

R$ 20,87

-5,69%

BEEF3

R$ 8,62

+1,65%

MRVE3

R$ 11,97

+5,36%

MULT3

R$ 20,70

+3,19%

PCAR3

R$ 22,50

+1,44%

PETR3

R$ 30,07

+2,27%

PETR4

R$ 28,76

+1,66%

VBBR3

21,90

+2,91%

PRIO3

R$ 21,21

+1,62%

QUAL3

R$ 16,22

+1,88%

RADL3

R$ 22,82

+2,74%

RAIL3

R$ 18,10

+3,36%

SBSP3

R$ 37,32

+1,85%

SANB11

R$ 33,66

+0,11%

CSNA3

R$ 23,28

-0,55%

SULA11

R$ 26,47

+1,92%

SUZB3

R$ 57,10

-1,27%

TAEE11

R$ 37,66

+1,20%

VIVT3

R$ 50,85

+1,31%

TIMS3

R$ 13,77

+1,02%

TOTS3

R$ 30,50

+1,19%

UGPA3

R$ 14,74

+4,16%

USIM5

R$ 14,23

-1,18%

VALE3

R$ 71,87

-1,61%

VIIA3

R$ 5,36

+4,28%

WEGE3

R$ 32,78

+0,76%

YDUQ3

R$ 23,76

+2,50%

KNIP11 – o maior FII da B3

14 OUT

3 MIN

Seguimos conhecendo os maiores FIIs da B3 e, dando continuidade às apresentações, elencamos informações sobre o KNIP11 que, sozinho, representa 5,89% do índice IFIX. Fantástico, não é mesmo?

O KNIP11 é gerido pela Kinea Investimentos. Nas dez primeiras posições do índice a gestora tem três fundos imobiliários, que representam 12,95% do índice, estamos falando do fundo estudado hoje, o KNCR11 e o KNRI11.

Então, o fundo tem hoje cerca de 60 mil cotistas, R$ 5,8 bilhões de patrimônio líquido e um valor de mercado que supera os R$ 6 bilhões. Tudo conforme dados retirados da Economatica.

Agora, para conhecermos um pouco mais sobre este fundo imobiliário, vamos analisar os seguintes pontos.

  • O que são recebíveis imobiliários
  • Características gerais do KNIP11
  • O que podemos esperar do KNIP11

Boa leitura!

KNIP11

O que são recebíveis imobiliários?

Em primeiro lugar, temos que deixar claro que o KNIP11 é um fundo imobiliário que investe em recebíveis imobiliários indexados à inflação, especialmente ao IPCA, que teve seu início em 16 de setembro de 2016.

Em segundo lugar, para entendermos de forma simples o que vem a ser um certificado de recebíveis imobiliários (CRI), precisamos entender que este é um título de dívida com lastro imobiliário.

Aliás, é importante saber que podemos investir em certificado de recebíveis imobiliários diretamente. No entanto, preferimos investir nesses ativos através de um fundo imobiliário.

Alguns investidores podem questionar o motivo pelo qual preferimos realizar esse investimento através de fundos imobiliários e não diretamente. Vou resumir minha resposta neste artigo para tratar melhor o tema em outra oportunidade: diversificação.

Investindo diretamente em um certificado de recebíveis imobiliários, dificilmente o investidor pode alcançar uma diversificação saudável de seu patrimônio. Agora, realizando o aporte através de um fundo imobiliário, a diversificação é por si só natural.

Vamos analisar especificamente o KNIP11. O fundo investe o seu patrimônio líquido em 80 certificados de recebíveis imobiliários. Além de investir também em dois fundos imobiliários.

Agora, se você deseja conhecer mais sobre certificado de recebíveis imobiliários, lhe convido a conferir o artigo que eu escrevi aqui no TC School sobre o tema, basta clicar aqui.

Características gerais do KNIP11

Agora, vamos passar a conhecer melhor o fundo, analisando alguns números que chamam a atenção dele, que é o fundo com maior representação dentro do IFIX.

Desde já, devemos apontar que este é um fundo voltado para investidores qualificados. A gestão já tentou alterar essa característica, no entanto, não obteve êxito.

Assim, passamos a analisar o número de cotista do fundo. No início, eram apenas 679 investidores confiando na tese de investimento. Atualmente, estamos falando de 59.360 cotistas.

O crescimento observado durante a pandemia chama a atenção, sendo que em março de 2020 o fundo tinha 21.196 investidores, um crescimento de aproximadamente 180%.

fundos imobiliários gráfico

Fonte: Economatica

O fundo vem sendo negociado com ágio no mercado secundário ao longo desses anos, sendo que apenas no período da pandemia observamos ele sendo negociado com deságio.

KNIP11 FII

Fonte: Economatica

Com relação aos rendimentos distribuídos pelo fundo, os cotistas não têm o que reclamar. Nos últimos 12 meses o fundo entregou um rendimento que gerou um dividend yield médio de 1,01% por mês.

Fundo KNIP11

Fonte: Economatica

Como podemos perceber, o fundo apresenta bons números, sendo que entregando um dividend yield maior nesses últimos meses de alta da inflação, sendo que IPCA

O que podemos esperar do KNIP11

Analisando o histórico de alocação do fundo, percebemos que o fundo tem o costume de manter alocado o seu capital em certificado de recebíveis imobiliários indexados ao IPCA.

Atualmente, apenas 1,2% do patrimônio líquido está alocado em títulos indexados ao IGP-M, sendo que este percentual sempre foi pequeno quando olhamos a alocação do fundo.

Consequentemente, podemos esperar um fundo que tende a crescer seu patrimônio líquido, inclusive acabou de anunciar nova emissão de cotas, e que se mantenha alocado em títulos indexados ao IPCA.

Logo, o investidor deve ter o conhecimento de que o rendimento do fundo irá acompanhar esse indexador, ou seja, será melhor nos momentos de alta da inflação, e pior quando esta estiver controlada.

Em outras palavras, reforço aqui a necessidade de conhecermos os índices e suas composições, especialmente o IPCA, IGP-M e CDI, para realizarmos investimentos com mais segurança.

Baixe nosso app grátis! No TC você acompanha as principais notícias e cotações do mercado em tempo real, além de ter acesso a canais exclusivos para interagir com os melhores profissionais.

Estude e conheça! Aprenda com quem realmente entende de investimentos. Tire dúvidas, troque ideias, experiências e construa uma grande rede de networking com investidores de todo Brasil.

Qualquer dúvida lembrem que estamos disponíveis no canal de fundos imobiliários do TC para aquele bate-papo.

A gente também está no Instagram, YouTube e no TikTok. Acompanhe!

Especialista em Fundos Imobiliários

Aprenda tudo sobre Fundos Imobiliários

E-BOOK

Aprenda tudo sobre Fundos Imobiliários

Quer saber como investir em fundos imobiliários? Neste ebook vamos fazer uma introdução aos fundos imobiliários, os chamados FIIs.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.