O Mago das Mentiras, a história de Bernie Madoff

O Mago das Mentiras, a história de Bernie Madoff

iris-sousa

29 OUT

8 MIN

O Mago das Mentiras, a história de Bernie Madoff

O filme “O Mago das Mentiras”, é estrelado por Robert De Niro no papel principal de Bernie Madoff, operador financeiro que foi responsável pela maior fraude financeira já existente na história dos Estados Unidos.

O longa está aborda um enredo dramático das consequências na vida pessoal e profissional do Bernie Madoff. O filme, dirigido por Barry Levinson (2017), não busca explicar a verdade ou como foi feito o processo de fraude, tendo como figura central o aspecto comportamental do protagonista.

Nesse cenário, podemos observar alguns pontos interessantes sobre o processo de fraude e como o Bernie Madoff se porta diante das suas consequências. Sendo assim, essa resenha se divide da seguinte forma:

  • O início da fraude – esquema ponzi
  • Quem são os culpados?
  • Dramatização e perfil 
  • O triângulo da fraude
  • Conclusão

Boa leitura!

bernie madoff

O início da fraude – esquema ponzi

Bernie Madoff era operador financeiro e prestava serviços de consultoria a diversos clientes renomados. Além de seu sucesso como consultor, tinha enorme relevância no sistema financeiro estadunidense, chegando a ser cotado para presidir a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos.

Fundou em 1960 uma sociedade de investimentos que carregava seu nome, responsável por uma fraude de US$65 bilhões e a falência de diversos clientes.

O Mago das Mentiras inicia com a confissão de Bernie Madoff aos seus filhos (Mark e Andrew) e sua esposa (Ruth), que posteriormente o entrega para o FBI. Ao revelar sua fraude, Madoff explica que a consultoria da empresa é uma grande farsa, denominada esquema ponzi. 

Este esquema consiste numa pirâmide financeira sofisticada que faz a promessa de pagamento de altos rendimentos aos investidores à custa do dinheiro pago pelos investidores que chegarem posteriormente, em vez da receita gerada por qualquer negócio real.

Na situação, Madoff pagava os investidores já existentes com o dinheiro dos novos clientes. Dessa forma ele conseguia manter consistência, prometendo grandes lucros em pouco tempo. 

A partir da sua confissão, o drama familiar e profissional vivido por Madoff é destrinchado no longa de O Mago das Mentiras. 

Como o esquema foi revelado?

Os problemas começaram a surgir a partir da crise financeira de 2008 (subprime), pois com os problemas relacionados às inadimplências hipotecárias, os indivíduos passaram a aguçar seus receios fazendo retirada de seus recursos que estavam sob a consultoria de Madoff na empresa.

Como o esquema era fraudulento, não existiam recursos financeiros de fato, pois eles eram repassados em forma de falsos retornos. À medida que as pessoas faziam o saque, o problema começou a surgir.

Visto desse contexto, Madoff sabia que sua fraude estava prestes a ser descoberta e se antecipou ao fazer a confissão. 

Quem são os culpados?

Com a confissão do Madoff, dada a magnitude da sua fraude, há diversos questionamentos sobre quem o ajudou no processo da fraude, pois afinal de contas, foram quase duas décadas de esquema sem qualquer suspeita por parte dos familiares e órgãos reguladores.

Por incrível que pareça, de fato, não foi provado que os familiares do Bernie Madoff tinham qualquer relação com a fraude. Entretanto, mesmo com o não envolvimento deles, O Mago das Mentiras retrata a punição que os familiares tiveram de passar por parte da sociedade.

Os familiares, em especial, Mark e Andy, filhos do Madoff que trabalhavam na empresa, foram investigados e indagados pelo FBI em como eles poderiam ser filhos e empregados do grande cabeça fraude e não saber de nada. 

O fato é que o Madoff tratava em segredo os procedimentos que eram tratados na consultoria, sendo assim, os filhos não tinham qualquer acesso, pois trabalhavam em outras áreas que não o deixavam ter acesso às transações do esquema.

Quando indagado pelo FBI, os filhos respondem “Como vocês não sabiam? Como vocês, que são órgãos reguladores do mercado, não desconfiaram de nada?”.

Essa fala soa como uma crítica e ao mesmo tempo pode ser a dúvida de outras pessoas que queriam saber como o Madoff conseguiu realizar todas essas transações sem qualquer tipo de desconfiança pelos órgãos reguladores.

Falha fiscalização

Bom, se quisermos atribuir uma parcela de culpa a alguém que não o Madoff, podemos dizer que o governo, juntamente com órgãos reguladores, falharam nas fiscalizações dessas transações.

Como o Bernie fala, todos os registros de traders eram falsificados, pois no fim das contas, não havia ganhos reais. 

Sendo assim, os órgãos reguladores deveriam ter tido um olhar mais crítico, e não se deixar influenciar pela renome que o Bernie Madoff tinha no mercado.

Uma das cenas posteriores, mostra agentes de órgãos reguladores presentes na empresa para alguns questionamentos, e, em posição de superioridade, o Madoff afirma que não há nada a declarar.

No cenário da crise do subprime, a falta de fiscalização e regulamentação das concessões também foi um fator predominante no desencadeamento da crise.

Desse modo, não excluindo a culpa do Bernie Madoff, os órgãos reguladores do mercado estadunidense tiveram uma parcela de culpa no não descobrimento da farsa, dado que a exposição partiu do próprio Madoff.

Dramatização e perfil

O Mago das Mentira tem um enfoque comportamental muito interessante na figura principal do Madoff. Esse fato possibilita que façamos uma ponte entre a teoria das finanças que versa sobre fraudes, vista mais adiante.

Em grande parte das cenas é atribuído um ar melancólico e indiferente ao perfil do protagonista. Além disso, em algumas cenas, é mostrado um viés de superioridade e de arrogância na condução de suas falas e atitudes dentro e fora da empresa. 

Com a exposição da farsa, todo o legado do operador é desmascarado. Agora, o gigante do mercado Bernie Madoff, não passava de uma grande farsa responsável pela falência de diversas pessoas.

As consequências em sua vida e da sua família foram notadas imediatamente. Todos os jornais passaram a divulgar as notícias e, principalmente, a questionar a inocência dos entes familiares. 

Os filhos e a esposa do protagonista eram excluídos e banalizados de qualquer círculo social. O ápice das consequências se dá com a tentativa de suicídio de Ruth Madoff e seu esposo. Numa tentativa falha de suicídio, o casal toma um coquetel de medicamentos.

A prisão de Bernie Madoff

Bernie Madoff foi preso e sentenciado por 150 anos de prisão em decorrência de 11 crimes. Ainda antes da prisão, seus filhos já haviam cortado relações, o que se intensificou após sua detenção. Apenas Ruth o visitava, levando notícias sobre seus filhos.

O segundo ápice de consequências se dá com o trágico suicídio de seu filho Mark, encontrado morto em seu apartamento tempos após a prisão do pai. É fatídica a forma que seus filhos sofreram com as consequências, em especial quando ouvimos que a justificativa do Madoff para o esquema era de “proteger e cuidar da minha família”

Decerto, a justificativa não é aceitável e no fim das contas, o Madoff foi o responsável pela destruição da sua família e do legado deixado anteriormente. Além da dramatização pessoal, diversas outras pessoas tiveram todas as suas economias perdidas

O triângulo da fraude

Na literatura há diversos estudos sobre fraudes e as motivações por trás delas. No âmbito financeiro, existe a Teoria do triângulo da fraude formulada por Cressey (1953). Essa teoria afirma que para a ocorrência de fraudes é necessário a existência conjunta de três dimensões: pressão, oportunidade e racionalização.

Ao observar O Mago das Mentiras por um lente mais crítica, é possível detectar falas e comportamentos do Madoff que se enquadram nesse triângulo fraudulento. Vale ressaltar que essas teorias e observações são utilizadas atualmente por auditores e responsáveis por fiscalizações. 

A primeira dimensão diz respeito à pressão e também é chamada de motivação. Na teoria, o potencial fraudador se enquadra nessa primeira dimensão quando ele possui algum problema, normalmente correlato às finanças, e acredita que o mesmo, não pode e não deve ser compartilhado com ninguém.

Essa primeira dimensão é muito presente na figura do Madoff. No decorrer do longa vemos diversas vezes que principalmente seus filhos o pressionam para ficar mais por dentro dos negócios e a resposta sempre foi negativa, com a prerrogativa de que eles não entendem e/ou não saberiam, nem poderiam lidar com os negócios.

A segunda dimensão é a da oportunidade. Aqui, há a presunção de que os potenciais fraudadores têm o conhecimento e a oportunidade de cometer fraudes. 

Como vimos, Madoff era um homem influente e com oportunidades infinitas dentro de sua empresa. Pode-se dizer que a primeira oportunidade foi quando da primeira transação fraudulenta bem sucedida, angariando mais conhecimentos e possibilidades para o decorrer da fraude.

Por fim, tem-se a dimensão da racionalização. Nessa etapa do processo, o atuante da fraude busca arranjar justificativas que tornem suas atitudes aceitáveis, principalmente com relação a solução do seu problema “não compartilhável”. 

Aqui fica muito claro no filme que a forma que o Madoff busca um escape para suas atitudes é na prerrogativa de proteger e garantir a segurança financeira da sua família. Ele remonta nessa ideia algumas vezes ao longo do filme ao dizer que apenas queria deixá-los seguros e jamais iria comprometê-los.

Dado esse contexto, o triângulo da fraude é inteiramente percebido pelas atitudes e intenções do Bernie, ocasionando, por fim, uma das maiores fraudes já existentes na história dos Estados Unidos. 

O longa está disponível na plataforma HBO.

Conclusão

Bernie Madoff foi um gigante no mercado financeiro, entretanto, sua fama era baseada num legado falso de um enorme pirâmide financeira: o esquema ponzi. 

O Mago das Mentiras, ao mesmo tempo que retrata a história, traz um enredo melancólico e dramático das consequências da fraude para o protagonista e sua família.

Conseguimos observar traços comportamentais interessantes que nos possibilita observar por diversas lentes os acontecimentos.

Além disso, sob o olhar do investidor, podemos destacar a importância de desconfiar de situações que garantem retornos, principalmente aqueles que estão excessivamente altos, além de ficar atento aos sinais de situações que apontem desconformidades.

Baixe nosso app grátis! No TC você acompanha as principais notícias e cotações do mercado em tempo real, além de ter acesso a canais exclusivos para interagir com os melhores profissionais.

Estude e conheça! Aprenda com quem realmente entende de investimentos. Tire dúvidas, troque ideias, experiências e construa uma grande rede de networking com investidores de todo Brasil.

A gente também está no Instagram, YouTube e no TikTok. Acompanhe!

Estagiária do TC School | Graduanda em Ciências Contábeis (UFPB)

Aprenda a investir o seu dinheiro

E-BOOK

Aprenda a investir o seu dinheiro

Neste e-book — "Aprenda a investir o seu dinheiro", trazemos todas as informações que você precisa saber antes de investir no mercado de ações, com segurança, conhecimento e confiança.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.