Fundos de investimento em Renda Fixa

Fundos de investimento em Renda Fixa

tcschool

18 FEV

3 MIN

Fundos de investimento em Renda Fixa

Investir em fundos de renda fixa pode ser uma opção interessante para quem busca diversificar sua carteira de renda fixa.

O presente artigo irá explicar o que são os fundos de renda fixa e como investir neles.

O que é um fundo de investimento

Fundo de investimento é o nome dado à um veículo criado com a finalidade de unir os recursos de diversas pessoas em um único lugar e contratar um gestor para aplicar estes recursos de forma profissional e de acordo com uma estratégia pré-determinada.

Para entender o funcionamento de um fundo, é importante entender quem são os principais agentes envolvidos.

  • Cotistas – Estas são as pessoas que investem no fundo. E fazem isso, comprando cotas do fundo;
  • Gestor – Empresa contratada pelo fundo para definir a estratégia e realizar os investimentos do fundo;
  • Administrador – Empresa contratada pelo fundo para cuidar do dia a dia e controlar os outros prestadores de serviços; e
  • Custodiante – Este representa a instituição financeira onde o dinheiro e os ativos do fundo ficam guardados, consequentemente para onde os cotistas enviam o dinheiro ao comprar cotas de um fundo.

Fundo de Investimento em Renda Fixa

Todo fundo de investimento é constituído mediante um regulamento, onde estão estabelecidas as regras de funcionamento que se aplicam a todos os cotistas, inclusive a estratégia de investimentos.

É a partir da estratégia de investimento que os fundos são distribuídos entre as diversas classes, dentre elas a classe de renda fixa.

Os fundos de investimento em renda fixa são caracterizados pela determinação de que quase a totalidade do seu patrimônio seja investido em ativos de renda fixa de um modo geral.

Com a finalidade de facilitar a escolha do investidor, a CVM ainda divide os fundos de renda fixa em 4 subclasses:

  • Renda Fixa – Curto Prazo: Vencimento dos ativos que compõem a sua carteira precisa respeitar o prazo máximo a decorrer de 375 dias;
  • Renda Fixa – Referenciados: Buscam acompanhar a variação de determinado indicador de referência (benchmark) definido em seu objetivo. Geralmente o CDI;
  • Renda Fixa – Simples: Devem manter no mínimo 95% do seu patrimônio em títulos públicos federais; e
  • Renda Fixa – Dívida Externa (pouco comum no Brasil): mantêm no mínimo 80% de seu patrimônio líquido em títulos representativos da dívida externa de responsabilidade da União.

No que ficar atento ao escolher um fundo

Antes de mais nada, é importante o investidor ter em mente dois pontos comparativos merecedores de destaque:

1. O rendimento apresentado pela cota do fundo é líquido das taxas de administração e performance (se houver). Sendo assim, não se deve utilizar taxas como fator excludente de opções de fundos a escolher. Tome como exemplo um fundo cuja rentabilidade é 110% do CDI com taxa de 1% ao ano e um fundo com rentabilidade de 100% do CDI e taxa de 0,3% ao ano. No caso de risco semelhante, o investimento no primeiro fundo é preferível;

2. Fundos de investimento possuem uma antecipação de impostos chamada “come-cotas” que afeta a rentabilidade líquida de impostos deste investimento (confira o artigo “Tributação de
Investimentos em Renda Fixa”). Sendo assim, ao comparar um CDB de 2 anos e um fundo de renda fixa, por exemplo. É importante saber que caso os dois apresentem a mesma rentabilidade antes de imposto, o CDB renderá mais do que o fundo por conta do “come-cotas”. Além disso, quando um investidor decide alocar recursos em um fundo de renda fixa, este deve se faze as seguintes perguntas:

1. Quem é e qual o histórico do gestor do fundo?
2. Em quais ativos este gestor pode investir?
3. O prazo de resgate e liquidação das cotas corresponde às suas necessidades de liquidez?
4. Existem taxas de entrada e resgate?
5. Quais as taxas de administração e performance? (Vale destacar que em fundos de renda fixa, uma taxa de administração elevada pode afetar a rentabilidade do fundo em um cenário de juros
baixos como o atual)
6. Em comparação com fundos do mesmo segmento como ele se comporta?

Respondendo a estas perguntas, aumenta a probabilidade de o investidor realizar uma boa escolha de fundos.

A sua escola como investidor

Aprenda a investir o seu dinheiro

E-BOOK

Aprenda a investir o seu dinheiro

Neste e-book — "Aprenda a investir o seu dinheiro", trazemos todas as informações que você precisa saber antes de investir no mercado de ações, com segurança, conhecimento e confiança.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.