IBOV

107.557,67 pts

+0,65%

SP500

4.697,68 pts

+2,31%

DJIA

35.801,24 pts

+1,63%

NASDAQ

16.360,37 pts

+3,25%

IFIX

2.660,89 pts

+0,67%

BRENT

US$ 75,14

+2,82%

IO62

¥ 669,00

+3,08%

TRAD3

R$ 6,35

-0,15%

ABEV3

R$ 16,10

+0,12%

AMER3

R$ 29,80

-0,10%

ASAI3

R$ 14,05

+2,18%

AZUL4

R$ 24,73

-0,28%

B3SA3

R$ 12,05

+2,29%

BIDI11

R$ 37,41

+13,36%

BBSE3

R$ 21,22

-0,32%

BRML3

R$ 7,93

-1,97%

BBDC3

R$ 17,78

-1,33%

BBDC4

R$ 20,95

-1,17%

BRAP4

R$ 53,93

+0,74%

BBAS3

R$ 32,60

-1,42%

BRKM5

R$ 66,58

+0,27%

BRFS3

R$ 20,44

-0,77%

BPAC11

R$ 21,22

-0,15%

CRFB3

R$ 14,85

-1,59%

CCRO3

R$ 13,12

+1,31%

CMIG4

R$ 13,75

+0,58%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,25

-0,88%

COGN3

R$ 2,49

-2,73%

CPLE6

R$ 6,24

+1,62%

CSAN3

R$ 21,97

+0,36%

CPFE3

R$ 27,21

-1,16%

CVCB3

R$ 14,69

-1,93%

CYRE3

R$ 15,19

-1,36%

ECOR3

R$ 8,81

-2,11%

ELET3

R$ 35,14

-1,51%

ELET6

R$ 34,55

-0,94%

EMBR3

R$ 20,30

+0,34%

ENBR3

R$ 21,26

-0,79%

ENGI11

R$ 45,62

-1,36%

ENEV3

R$ 14,67

+0,61%

EGIE3

R$ 39,31

-1,08%

EQTL3

R$ 23,35

+0,12%

EZTC3

R$ 19,56

-4,35%

FLRY3

R$ 18,80

+1,84%

GGBR4

R$ 28,95

+1,57%

GOAU4

R$ 11,89

+1,53%

GOLL4

R$ 17,11

+1,30%

NTCO3

R$ 27,06

+1,12%

HAPV3

R$ 11,18

-0,44%

HYPE3

R$ 28,71

+1,23%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 63,40

-0,99%

IRBR3

R$ 4,23

-2,30%

ITSA4

R$ 9,88

-0,90%

ITUB4

R$ 22,96

-1,24%

JBSS3

R$ 34,41

+1,98%

JHSF3

R$ 5,31

-2,02%

KLBN11

R$ 25,05

-0,31%

RENT3

R$ 53,89

-1,60%

LCAM3

R$ 23,79

-1,65%

LWSA3

R$ 13,82

+6,96%

LAME4

R$ 5,42

-0,55%

LREN3

R$ 29,46

-1,10%

MGLU3

R$ 7,62

+4,38%

MRFG3

R$ 21,25

+1,91%

BEEF3

R$ 8,67

+0,57%

MRVE3

R$ 11,57

-3,08%

MULT3

R$ 20,07

-2,80%

PCAR3

R$ 22,53

+1,03%

PETR3

R$ 31,19

+2,76%

PETR4

R$ 29,36

+1,62%

VBBR3

22,20

+0,45%

PRIO3

R$ 21,93

+1,48%

QUAL3

R$ 16,59

+0,18%

RADL3

R$ 23,28

+2,15%

RAIL3

R$ 17,29

-1,76%

SBSP3

R$ 37,99

+0,47%

SANB11

R$ 33,21

-1,33%

CSNA3

R$ 24,41

+1,15%

SULA11

R$ 26,23

-0,91%

SUZB3

R$ 58,32

+0,77%

TAEE11

R$ 35,90

-1,96%

VIVT3

R$ 49,96

-0,27%

TIMS3

R$ 13,42

-1,32%

TOTS3

R$ 31,38

+2,48%

UGPA3

R$ 14,89

-0,53%

USIM5

R$ 14,92

+0,94%

VALE3

R$ 76,33

+0,73%

VIIA3

R$ 5,80

+3,38%

WEGE3

R$ 34,56

+4,69%

YDUQ3

R$ 23,69

-0,58%

IBOV

107.557,67 pts

+0,65%

SP500

4.697,68 pts

+2,31%

DJIA

35.801,24 pts

+1,63%

NASDAQ

16.360,37 pts

+3,25%

IFIX

2.660,89 pts

+0,67%

BRENT

US$ 75,14

+2,82%

IO62

¥ 669,00

+3,08%

TRAD3

R$ 6,35

-0,15%

ABEV3

R$ 16,10

+0,12%

AMER3

R$ 29,80

-0,10%

ASAI3

R$ 14,05

+2,18%

AZUL4

R$ 24,73

-0,28%

B3SA3

R$ 12,05

+2,29%

BIDI11

R$ 37,41

+13,36%

BBSE3

R$ 21,22

-0,32%

BRML3

R$ 7,93

-1,97%

BBDC3

R$ 17,78

-1,33%

BBDC4

R$ 20,95

-1,17%

BRAP4

R$ 53,93

+0,74%

BBAS3

R$ 32,60

-1,42%

BRKM5

R$ 66,58

+0,27%

BRFS3

R$ 20,44

-0,77%

BPAC11

R$ 21,22

-0,15%

CRFB3

R$ 14,85

-1,59%

CCRO3

R$ 13,12

+1,31%

CMIG4

R$ 13,75

+0,58%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,25

-0,88%

COGN3

R$ 2,49

-2,73%

CPLE6

R$ 6,24

+1,62%

CSAN3

R$ 21,97

+0,36%

CPFE3

R$ 27,21

-1,16%

CVCB3

R$ 14,69

-1,93%

CYRE3

R$ 15,19

-1,36%

ECOR3

R$ 8,81

-2,11%

ELET3

R$ 35,14

-1,51%

ELET6

R$ 34,55

-0,94%

EMBR3

R$ 20,30

+0,34%

ENBR3

R$ 21,26

-0,79%

ENGI11

R$ 45,62

-1,36%

ENEV3

R$ 14,67

+0,61%

EGIE3

R$ 39,31

-1,08%

EQTL3

R$ 23,35

+0,12%

EZTC3

R$ 19,56

-4,35%

FLRY3

R$ 18,80

+1,84%

GGBR4

R$ 28,95

+1,57%

GOAU4

R$ 11,89

+1,53%

GOLL4

R$ 17,11

+1,30%

NTCO3

R$ 27,06

+1,12%

HAPV3

R$ 11,18

-0,44%

HYPE3

R$ 28,71

+1,23%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 63,40

-0,99%

IRBR3

R$ 4,23

-2,30%

ITSA4

R$ 9,88

-0,90%

ITUB4

R$ 22,96

-1,24%

JBSS3

R$ 34,41

+1,98%

JHSF3

R$ 5,31

-2,02%

KLBN11

R$ 25,05

-0,31%

RENT3

R$ 53,89

-1,60%

LCAM3

R$ 23,79

-1,65%

LWSA3

R$ 13,82

+6,96%

LAME4

R$ 5,42

-0,55%

LREN3

R$ 29,46

-1,10%

MGLU3

R$ 7,62

+4,38%

MRFG3

R$ 21,25

+1,91%

BEEF3

R$ 8,67

+0,57%

MRVE3

R$ 11,57

-3,08%

MULT3

R$ 20,07

-2,80%

PCAR3

R$ 22,53

+1,03%

PETR3

R$ 31,19

+2,76%

PETR4

R$ 29,36

+1,62%

VBBR3

22,20

+0,45%

PRIO3

R$ 21,93

+1,48%

QUAL3

R$ 16,59

+0,18%

RADL3

R$ 23,28

+2,15%

RAIL3

R$ 17,29

-1,76%

SBSP3

R$ 37,99

+0,47%

SANB11

R$ 33,21

-1,33%

CSNA3

R$ 24,41

+1,15%

SULA11

R$ 26,23

-0,91%

SUZB3

R$ 58,32

+0,77%

TAEE11

R$ 35,90

-1,96%

VIVT3

R$ 49,96

-0,27%

TIMS3

R$ 13,42

-1,32%

TOTS3

R$ 31,38

+2,48%

UGPA3

R$ 14,89

-0,53%

USIM5

R$ 14,92

+0,94%

VALE3

R$ 76,33

+0,73%

VIIA3

R$ 5,80

+3,38%

WEGE3

R$ 34,56

+4,69%

YDUQ3

R$ 23,69

-0,58%

Blue Chips da Bovespa: o que são e quais as principais empresas

14 JAN

5 MIN

Olá investidor! Hoje vamos falar sobre as ações blue chips da Bovespa. Você sabe o porquê e quais empresas recebem esta classificação no mercado financeiro? Para esclarecer este termo, que classifica as empresas que possuem alta capitalização e alto valor de mercado, discorremos abaixo sobre o tema. Para facilitar a compreensão, elencamos o artigo nos seguintes tópicos:

  • O que são ações blue chips?
  • A origem do termo blue chip
  • Como reconhecer se uma empresa é blue chip?
  • Exemplos reais de blue chips da B3
  • A relevância dessa informação para o investidor

Boa leitura!

O que são ações blue chips?

Quando nos referimos às ações blue chips, estamos falando sobre empresas com alto valor de mercado e elevada liquidez na Bolsa de Valores. Isso porque essas companhias são reconhecidas pela solidez de seus negócios e entrega de resultados consistentes, fatores estes, que corroboram para a geração de valor aos seus acionistas com considerável previsibilidade e um baixo risco. E, justamente por isso, as ações blue chips são frequentemente as mais procuradas e negociadas na Bovespa.

A origem do termo blue chip

Se você recorrer ao Google Tradutor para encontrar o que o termo blue chip significa em português, certamente você deve estar se perguntando o que “chip azul” tem a ver com a empresa possuir alto valor de mercado e liquidez de ações? Calma! A seguir, iremos contextualizar o porquê da utilização deste termo. Se liga neste conteúdo que preparamos que é bem bacana!

Com certeza você deve conhecer o jogo de cartas poker. Nele os jogadores possuem as fichas de aposta que constituem o valor que o jogador possui em mãos. Assim, para facilitar a contagem, cada cor de ficha possui um determinado valor. Dentre as fichas, que no inglês são chamadas de “chips”, temos a ficha azul e a ficha preta como sendo as mais valiosas.

Entretanto, a ficha preta é de difícil obtenção, sendo assim, a ficha de maior valor e maior facilidade de se obter no poker é a “blue chip”. Entenderam o contexto que fundamenta o uso do termo blue chip para essa classificação no mercado acionário? Fica mais fácil entender sobre o mercado de capitais quando estamos fundamentados. O TC School é simples e descomplicado, aqui você aprende e não paga nada por isso!

Fonte: Pixabay

Blue chips da Bovespa

Como reconhecer se uma empresa é blue chip?

Dentre os reconhecimentos por solidez de negócios e entrega de resultados consistentes, podemos citar alguns pontos característicos de empresas Blue Chips:

  • Baixo risco de insolvência;
  • Presença de uma governança corporativa eficiente na entrega de resultados;
  • Recorrência de crescimento;
  • Elevado desempenho financeiro e operacional que reduzem a sujeição aos impactos não recorrentes;
  • Histórico de distribuição de dividendos, entre outros.

É extremamente importante pontuar que o processo de reconhecimento de uma empresa com blue chip não segue uma fórmula padrão, como os múltiplos de avaliação relativa por exemplo, e muito menos são listadas por algum órgão do mercado como a B3 e afins, mas sim, de um consenso do mercado.

Isso porque tanto esta classificação como a de small caps (o inverso das blue chips, ou seja, empresas com baixo valor de mercado e liquidez), são termos informais utilizados na rotina frenética do mercado financeiro, que facilitam o dia a dia dos investidores.

Mas, temos uma dica para você não ficar na dúvida se de fato aquela empresa que você possui em mente é uma blue chip ou não. Como citamos anteriormente, as small caps são a única classificação que tem uma relação íntima ao tema de blue chips, visto que elas possuem definições opostas.

Se liga, pois e aí que entra a nossa dica! Apesar das blue chips não possuírem uma classificação por alguma entidade do mercado financeiro, as small caps possuem! A B3 possui o Índice Small Cap – SMLL11, que nada menos é uma carteira teórica composta apenas por empresas que são small caps.

Note que esse índice apenas auxilia uma análise, pois não lhe dará uma constatação definitiva. Isso porque se a empresa em questão não está dentro do ETF SMLL11 você não pode concluir diretamente que ela não é uma small cap. Entretanto, poderá estudar de acordo com as diretrizes de composição do índice se a empresa que é sua dúvida se enquadra nos certames de classificação como small caps definidos pela B3.

Além disso temos o Índice Bovespa – Ibovespa, que também é uma carteira teórica, porém composta apenas por empresas que a B3 julga como as mais importantes do mercado de capitais brasileiro. Assim, se a empresa em questão tiver participação relevante neste índice, há fortes indícios de que ela possa ser uma blue chip.

Novamente, vale destacar que ambos os índices citados não são regras para classificação de empresas como blue chips ou small caps, pois essa classificação vai além destes pontos avaliados. Lembrando que ainda há um meio termo entre estas classificações, como no caso das empresas mid caps, porém isto será assunto de um próximo artigo.

Blue chips da B3: exemplos

Feita a exposição sobre o conceito de blue chips e como identificá-las, segue abaixo uma lista com algumas blue chips do mercado acionário brasileiro:

A relevância dessa informação para o investidor

A principal contribuição desta discussão é a relação risco x retorno a ser contraída pelo investidor dada a classificação encontrada para a companhia em questão. Ou seja, compreendendo o significado da classificação — blue chips ou small caps, somado a uma análise prévia da empresa, o investidor já terá uma boa noção do que enfrentará ao investir naquela ação.

Isso porque de posse da informação de que aquela empresa é consistente em seus resultados, lucrativa e distribuidora de dividendos, possui um modelo de negócio ajustado e uma governança eficiente, certamente o investidor terá o interesse de possuir esse ativo em seu portfólio (ou não). De qualquer forma, de antemão já se sabe que esta empresa é consolidada e possui uma alta demanda de negociação no mercado financeiro.

Finalmente, o investidor pode compreender que as blue chips são empresas que dificilmente vão entregar forte crescimento, mas sim uma constância, e tudo isso a um baixo risco. Diferentemente das small caps, que são empresas não consolidadas e de considerável incerteza, o que dá margem para entrega de forte crescimento com um maior risco assumido.

Estagiário do TC School

Análise Fundamentalista

E-BOOK

Análise Fundamentalista

Neste e-book, abordaremos de forma simplificada os principais pontos que você precisa saber para entender a Análise Fundamentalista nas suas decisões de investimento.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.