IBOV

108.013,47 pts

+1,26%

SP500

4.545,73 pts

+0,28%

DJIA

35.113,98 pts

+0,24%

NASDAQ

15.114,84 pts

+0,45%

IFIX

2.807,06 pts

+0,17%

BRENT

US$ 88,22

-0,25%

IO62

¥ 736,00

+0,20%

TRAD3

R$ 4,18

-2,10%

ABEV3

R$ 14,54

-0,27%

AMER3

R$ 33,20

+9,89%

ASAI3

R$ 12,03

+0,92%

AZUL4

R$ 25,27

-1,32%

B3SA3

R$ 12,26

-0,40%

BIDI11

R$ 22,50

+8,69%

BBSE3

R$ 20,68

+1,82%

BRML3

R$ 8,73

+4,55%

BBDC3

R$ 17,62

-0,11%

BBDC4

R$ 21,10

-1,26%

BRAP4

R$ 28,71

+3,05%

BBAS3

R$ 31,01

+0,87%

BRKM5

R$ 49,20

+0,14%

BRFS3

R$ 23,71

+1,67%

BPAC11

R$ 19,90

+5,40%

CRFB3

R$ 15,04

+2,94%

CCRO3

R$ 11,34

+0,08%

CMIG4

R$ 12,96

+1,64%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,08

+1,46%

COGN3

R$ 2,20

-2,22%

CPLE6

R$ 6,49

+2,04%

CSAN3

R$ 21,97

+3,09%

CPFE3

R$ 26,67

+1,79%

CVCB3

R$ 11,56

+4,23%

CYRE3

R$ 14,75

+7,58%

ECOR3

R$ 7,29

+1,67%

ELET3

R$ 33,04

+4,22%

ELET6

R$ 32,35

+3,32%

EMBR3

R$ 20,58

-2,78%

ENBR3

R$ 21,64

+2,36%

ENGI11

R$ 41,31

+0,07%

ENEV3

R$ 12,91

+2,86%

EGIE3

R$ 39,33

+1,60%

EQTL3

R$ 22,20

+1,64%

EZTC3

R$ 18,90

+6,41%

FLRY3

R$ 18,13

+1,62%

GGBR4

R$ 29,04

+1,53%

GOAU4

R$ 12,11

+2,45%

GOLL4

R$ 16,45

+0,42%

NTCO3

R$ 20,87

+3,11%

HAPV3

R$ 10,92

+3,80%

HYPE3

R$ 28,42

+1,39%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 63,74

+3,64%

IRBR3

R$ 3,37

+0,59%

ITSA4

R$ 9,62

+0,10%

ITUB4

R$ 23,48

-0,67%

JBSS3

R$ 36,61

+0,02%

JHSF3

R$ 4,95

+1,22%

KLBN11

R$ 25,69

+2,22%

RENT3

R$ 49,85

+0,28%

LCAM3

R$ 22,45

+0,98%

LWSA3

R$ 8,64

+12,64%

LAME4

R$ 6,28

+9,40%

LREN3

R$ 24,85

+5,74%

MGLU3

R$ 6,31

+7,13%

MRFG3

R$ 22,69

+0,30%

BEEF3

R$ 9,87

-1,30%

MRVE3

R$ 11,24

+4,46%

MULT3

R$ 18,75

+2,40%

PCAR3

R$ 19,98

+1,62%

PETR3

R$ 34,25

-0,92%

PETR4

R$ 31,49

-0,47%

VBBR3

20,52

+4,69%

PRIO3

R$ 23,99

+0,29%

QUAL3

R$ 16,64

+3,61%

RADL3

R$ 20,54

-0,19%

RAIL3

R$ 16,73

+2,01%

SBSP3

R$ 35,69

+2,38%

SANB11

R$ 31,52

+0,19%

CSNA3

R$ 26,47

+2,63%

SULA11

R$ 23,77

+5,45%

SUZB3

R$ 61,85

-1,59%

TAEE11

R$ 36,81

+1,74%

VIVT3

R$ 48,69

+2,26%

TIMS3

R$ 12,99

+2,20%

TOTS3

R$ 25,30

+4,67%

UGPA3

R$ 13,23

+3,19%

USIM5

R$ 16,75

+1,26%

VALE3

R$ 88,21

+2,20%

VIIA3

R$ 4,00

+6,66%

WEGE3

R$ 30,50

-0,13%

YDUQ3

R$ 19,37

-1,32%

IBOV

108.013,47 pts

+1,26%

SP500

4.545,73 pts

+0,28%

DJIA

35.113,98 pts

+0,24%

NASDAQ

15.114,84 pts

+0,45%

IFIX

2.807,06 pts

+0,17%

BRENT

US$ 88,22

-0,25%

IO62

¥ 736,00

+0,20%

TRAD3

R$ 4,18

-2,10%

ABEV3

R$ 14,54

-0,27%

AMER3

R$ 33,20

+9,89%

ASAI3

R$ 12,03

+0,92%

AZUL4

R$ 25,27

-1,32%

B3SA3

R$ 12,26

-0,40%

BIDI11

R$ 22,50

+8,69%

BBSE3

R$ 20,68

+1,82%

BRML3

R$ 8,73

+4,55%

BBDC3

R$ 17,62

-0,11%

BBDC4

R$ 21,10

-1,26%

BRAP4

R$ 28,71

+3,05%

BBAS3

R$ 31,01

+0,87%

BRKM5

R$ 49,20

+0,14%

BRFS3

R$ 23,71

+1,67%

BPAC11

R$ 19,90

+5,40%

CRFB3

R$ 15,04

+2,94%

CCRO3

R$ 11,34

+0,08%

CMIG4

R$ 12,96

+1,64%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,08

+1,46%

COGN3

R$ 2,20

-2,22%

CPLE6

R$ 6,49

+2,04%

CSAN3

R$ 21,97

+3,09%

CPFE3

R$ 26,67

+1,79%

CVCB3

R$ 11,56

+4,23%

CYRE3

R$ 14,75

+7,58%

ECOR3

R$ 7,29

+1,67%

ELET3

R$ 33,04

+4,22%

ELET6

R$ 32,35

+3,32%

EMBR3

R$ 20,58

-2,78%

ENBR3

R$ 21,64

+2,36%

ENGI11

R$ 41,31

+0,07%

ENEV3

R$ 12,91

+2,86%

EGIE3

R$ 39,33

+1,60%

EQTL3

R$ 22,20

+1,64%

EZTC3

R$ 18,90

+6,41%

FLRY3

R$ 18,13

+1,62%

GGBR4

R$ 29,04

+1,53%

GOAU4

R$ 12,11

+2,45%

GOLL4

R$ 16,45

+0,42%

NTCO3

R$ 20,87

+3,11%

HAPV3

R$ 10,92

+3,80%

HYPE3

R$ 28,42

+1,39%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 63,74

+3,64%

IRBR3

R$ 3,37

+0,59%

ITSA4

R$ 9,62

+0,10%

ITUB4

R$ 23,48

-0,67%

JBSS3

R$ 36,61

+0,02%

JHSF3

R$ 4,95

+1,22%

KLBN11

R$ 25,69

+2,22%

RENT3

R$ 49,85

+0,28%

LCAM3

R$ 22,45

+0,98%

LWSA3

R$ 8,64

+12,64%

LAME4

R$ 6,28

+9,40%

LREN3

R$ 24,85

+5,74%

MGLU3

R$ 6,31

+7,13%

MRFG3

R$ 22,69

+0,30%

BEEF3

R$ 9,87

-1,30%

MRVE3

R$ 11,24

+4,46%

MULT3

R$ 18,75

+2,40%

PCAR3

R$ 19,98

+1,62%

PETR3

R$ 34,25

-0,92%

PETR4

R$ 31,49

-0,47%

VBBR3

20,52

+4,69%

PRIO3

R$ 23,99

+0,29%

QUAL3

R$ 16,64

+3,61%

RADL3

R$ 20,54

-0,19%

RAIL3

R$ 16,73

+2,01%

SBSP3

R$ 35,69

+2,38%

SANB11

R$ 31,52

+0,19%

CSNA3

R$ 26,47

+2,63%

SULA11

R$ 23,77

+5,45%

SUZB3

R$ 61,85

-1,59%

TAEE11

R$ 36,81

+1,74%

VIVT3

R$ 48,69

+2,26%

TIMS3

R$ 12,99

+2,20%

TOTS3

R$ 25,30

+4,67%

UGPA3

R$ 13,23

+3,19%

USIM5

R$ 16,75

+1,26%

VALE3

R$ 88,21

+2,20%

VIIA3

R$ 4,00

+6,66%

WEGE3

R$ 30,50

-0,13%

YDUQ3

R$ 19,37

-1,32%

Alavancagem operacional: o que é e qual a sua importância?

igor-leite

30 DEZ

3 MIN

Alavancagem operacional: o que é e qual a sua importância?

Neste texto, abordaremos a alavancagem operacional, conceito esse que pode ser entendido como uma estratégia utilizada pelas empresas para tentar maximizar sua rentabilidade. Assim, este texto está divido nos seguintes tópicos para facilitar o entendimento do leitor:

  • Alavancagem operacional: entenda o conceito
  • Exemplo prático: calculando a alavancagem operacional da Cogna e da Anima
  • Reflexões: a importância dessa informação para o investidor

Boa leitura!

Alavancagem operacional: entenda o conceito

A alavancagem operacional (GAO) é um conceito que vai fazer uma relação entre a estrutura de ativos da companhia. Garrison (2001) conceitua a alavancagem operacional como uma medida do grau de sensibilidade do lucro as variações nas receitas de vendas. Nesse sentido, o conceito vai aborda a possibilidade de um acréscimo ou diminuição proporcional ao lucro ou prejuízo da companhia.

Logo, quando pensamos em alavancagem operacional, temos que associar a magnitude da incerteza do lucro operacional em relação à incerteza das vendas (DANTAS; MEDEIROS; LUSTOSA, 2006).

Além disso, de acordo com Moyer, McGuigan e Kretlow (1981), o GAO é uma referência utilizada para o gerenciamento dos gastos fixos, cuja otimização é obtida pelo aumento do volume. Assim, se comparamos duas empresas com a mesma receita e despesas, porém, possuindo estruturas de custos diferentes, aquela que tiver a maior parte dos custos em custos fixos, será a que tem maior GAO (DANTAS; MEDEIROS; LUSTOSA, 2006).

Devemos lembrar que os custos fixos são aqueles que não se alteram, se mantendo fixo por um bom tempo, um dos exemplos são aluguéis de fábricas, depreciação linear de maquinário não ligado a produção, entre outros. Já os custos variáveis, são aqueles que vão variar de acordo com o volume de produção da companhia, um dos exemplos são salário da mão de obra fabril, depreciação de máquinas em função da hora trabalhada na fábrica, gastos com hora extra na produção, entre outros.

A fórmula da alavancagem operacional é a seguinte:

Grau de alavancagem operacional

 

Onde, GAO é a Alavancagem Operacional, MC é a Margem de Contribuição e LO é Lucro Operacional.

Outra fórmula que também pode ser utilizada é a seguinte:

Grau de alavancagem financeira

Onde, GAO é a Alavancagem Operacional, LO é Lucro Operacional e RV é a variação da Receita de Vendas.

Exemplo prático: calculando a alavancagem operacional da Cogna e da Anima

Depois de entender o conceito da alavancagem operacional, faremos um exemplo com os dados da Cogna (COGN3) e da Anima Educação (ANIM3)

Alavancagem operacional da Cogna e da Anima

Fonte: Elaboração própria (2020).

Conforme as tabelas acima, observa-se que apenas a Anima Educação possui um GAO positivo em 2019. Sendo assim, esse resultado mostra que a Anima possui uma boa administração financeira, uma vez que companhia consegue ter um crescimento nas suas receitas e lucro operacional. Entretanto, o resultado negativo da Cogna, mostra que a companhia teve um aumento nas suas despesas fixas superior e dos custos da companhia, que impactaram seu lucro operacional.

Olhando de forma separada, observamos que no caso da Cogna, a variação foi negativa, pois no ano de 2016 a empresa tinha um GAO positiva. Sendo assim, as mudanças que aconteceram na companhia fez com que ela passasse a ter uma alavancagem operacional negativa. Dessa forma, o investidor deve acompanhar esse indicador como uma maneira de observar o possível turnaround da companhia.

No caso da Anima, observamos o efeito contrário, a companhia passou de um cenário negativo, para um indicador positivo, fruto das mudanças operacionais que a companhia fez e que estão mostrando o resultado no último ano.

Reflexões: a importância do GAO para o investidor

Assim, este texto apresentou o conceito de alavancagem operacional, bem como exemplos do cálculo com dados de companhia reais. Neste sentido, o texto destaca que esse indicador pode ajudar o investidor a interpretar o operacional da companhia, bem como ser mais um indicador para auxiliar seu processo de tomada de decisão de investimento.

Referências

DANTAS, José Alves; MEDEIROS, Otávio Ribeiro de; LUSTOSA, Paulo Roberto B. Reação do mercado à alavancagem operacional: um estudo empírico no Brasil. Revista Contabilidade & Finanças, v. 17, n. 41, p. 72-86, 2006.

GARRISON, Ray H. Noreen. Managerial Accounting, 2001.

MOYER, R. Charles; MCGUIGAN, James R.; KRETLOW, William J. Contemporary Financial Management, St. Paul: West Publishing, 1981.

Contador e Mestre em Ciências Contábeis pelo PPGCC/UFPB.

Análise Fundamentalista

E-BOOK

Análise Fundamentalista

Neste e-book, abordaremos de forma simplificada os principais pontos que você precisa saber para entender a Análise Fundamentalista nas suas decisões de investimento.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.