A sua empresa gera caixa suficiente para pagar os dividendos?

A sua empresa gera caixa suficiente para pagar os dividendos?

tcschool

26 AGO

5 MIN

A sua empresa gera caixa suficiente para pagar os dividendos?

Você conhece o Quociente de Cobertura de Dividendos com Caixa e sua importância em uma estratégia de investimento em empresas pagadoras de dividendos? Algumas pessoas vendem a ideia de dividend investing como uma estratégia na qual deve-se analisar apenas o dividend yield para escolher as empresas. No meu curso, disponível na plataforma do TradersClub, eu ensino como escapar de diversas armadilhas, entre elas a armadilha do dividend yield.

Neste texto, explicarei o conceito de Cash Dividend Coverage Ratio (CDC) ou Quociente de Cobertura de Dividendos com Caixa, extremamente útil para analisar a sustentabilidade dos dividendos da empresa. Para facilitar o entendimento, o texto está dividido nos seguintes tópicos:

  • Quociente de Cobertura de Dividendos com Caixa: entenda os conceitos
  • CDC: um exemplo prático com a Engie
  • Quociente de Cobertura de Dividendos: como interpretar o número?
  • Dados reais: uma tabela com o CDC de 2019 de todas as empresas que compõem o Ibovespa
  • Casos especiais: Quociente de Cobertura de Dividendos nas holdings

Boa leitura!

Ilustração de homem com dinheiro escrito a sua empresa gera caixa suficiente para pagar os dividendos?

Leia mais sobre análise fundamentalista:

Quociente de Cobertura de Dividendos: entenda o conceito

A Oi, que carrega uma histórica incrível de má gestão, dívidas e, no passado, dividendos, passou pelo absurdo de captar dívida para pagar dividendos. Isso porque a empresa não gerava caixa suficiente. Hoje está em recuperação judicial, tendo levado diversos investidores ao prejuízo.

O Quociente de Cobertura de Dividendos com Caixa (CDC), ou Cash Dividend Covarage Ratio, indica quantas vezes o fluxo de caixa operacional (FCO) da empresa é maior do que os dividendos pagos aos acionistas. Demonstra quanto de fluxo de caixa a empresa é capaz de gerar para cada R$ 1,00 de dividendo. Quando negativo, indica que a empresa não tem gerado caixa suficiente com suas operações para manter o pagamento de dividendos. Se isso acontecer, representa um risco para sua estratégia de investimento.

CDC: um exemplo prático com a Engie

Primeiramente, deixamos claro que trata-se apenas de um exemplo com fins educacionais, não caracterizando nenhum tipo de recomendação de investimento.

Para exemplificar, vejamos o caso da Engie no ano de 2019, quando ela gerou um total de R$ 4,768 bilhões em FCO. Dessa forma, como naquele ano ela tinha 815,9 milhões de ações em circulação, o FCO por Ação foi de R$ 5,84. O dividendo pago por ação (DPA) foi de R$ 1,62. Isso revela que a Engie gerou 3,6 vezes mais caixa do que a quantidade de dividendos pagos. Em outras palavras, a empresa gerou R$ 3,60 em caixa operacional para cada R$ 1,00 de dividendo pago.

CDC = FCO por ação / DPA

No numerador desse indicador está o fluxo de caixa das atividades operacionais (FCO) por ação (FCO dividido pela quantidade de ações em circulação). O FCO demonstra o fluxo de entradas e saídas de caixa de uma empresa, levando em consideração apenas as movimentações necessárias às suas operações. No denominador está o DPA pago aos acionistas naquele período. Assim, é importante que você tenha um olhar mais cuidadoso sobre os proventos, no sentido de identificar o valor que efetivamente é uma saída de caixa no período.

Quociente de Cobertura de Dividendos: como interpretar o número?

O CDC reflete a solvência da empresa em relação aos seus acionistas. Ele demonstra a capacidade da empresa pagar dividendos aos seus acionistas com o caixa gerado por suas próprias atividades operacionais. Nesse sentido, este é um importante indicador de estabilidade dos dividendos. Quanto maior é o CDC, melhor é a solvência da empresa, indicando que a empresa tem recursos financeiros suficientes para pagar dividendos. Assim, o adequado é que o valor do CDC seja maior que 1 (um).

Em casos pontuais, sua empresa pode apresentar um FCO negativo, por exemplo, devido a mudanças em suas políticas de gestão de estoque ou de vendas. Por exemplo, aumentar o prazo de suas vendas pode levar a empresa a ter menos entradas de caixa em um período. Também há casos de empresas com atividades mais sazonais ou cíclicas. Para esses casos, é importante que você amplie seu horizonte de análise e utilize médias periódicas.

Apesar de o próprio FCO já ser reduzido pelos dividendos pagos no período, ter FCO positivo e maior que os dividendos pagos é um importante indicador de que a empresa terá solvência suficiente para pagar dividendos no período seguinte. Especialmente para empresas que pagam dividendos com frequência e em montantes persistentes e aproximados em cada ano, os dividendos pagos no presente podem ser utilizados como expectativas futuras de saídas de caixa.

Conclusão: uma tabela com o CDC de 2019 de todas as empresas que compõem o Ibovespa

Por fim, eu demonstro uma tabela com o CDC do ano de 2019 das empresas que compõem o Ibovespa.

CDC do ano de 2019 das empresas que compõem o Ibovespa.

Segunda parte da tabela de CDC do ano de 2019 das empresas que compõem o Ibovespa.

Fonte: elaboração própria a partir dos dados coletados do Economática

Caso especiais: Quociente de Cobertura de Dividendos nas holdings

Você pode ter analisado a tabela e ficado curioso com o péssimo desempenho da Itaúsa. Assim, para resolver esse mal entendido, é preciso lembrar que a Itaúsa é uma holding. Ou seja, trata-se de uma empresa cujo resultado provém do investimento de outras empresas. Para fazer esse ajuste, deve-se utilizar o fluxo de caixa de investimentos no lugar do fluxo de caixa operacional para o cálculo envolvendo holdings. Para o período analisado, o fluxo de caixa de investimentos líquido da Itaúsa foi de R$ 9.437.000 mil. Dessa forma, o CDC ficaria assim:

CDC = FCO por ação / DPA

FCI por ação = 9.437.000 / 8.410.777        –>   FCI por ação = 1,12

Dessa forma, temos o CDC ajustado da Itaúsa:

CDC = FCI por ação / DPA

CDC = 1,12 / 1, 19           –>     CDC ajustado Itaúsa = 0,94

Nesse sentido, é importante analisar o CDC para observar a sustentabilidade do dividendo pago pelas suas empresas. Entretanto, lembre de utilizar o fluxo de caixa de investimentos ao invés do fluxo de caixa operacional quando estiver trabalhando com as holdings.

Orleans Martins
Orleans Martins
Professor e pesquisador com doutorado na área de Contabilidade, Governança e Valuation
Gestor de Clube de Investimentos. Contribui com textos educativos para o TC School.

A sua escola como investidor

Análise Fundamentalista

E-BOOK

Análise Fundamentalista

Neste e-book, abordaremos de forma simplificada os principais pontos que você precisa saber para entender a Análise Fundamentalista nas suas decisões de investimento.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.