O que são ETF's? Vale a pena investir?

O que são ETF's? Vale a pena investir?

andre-musso

17 DEZ

4 MIN

O que são ETF's? Vale a pena investir?

Neste artigo, iremos falar sobre investimentos em ETF’s (Exchange Traded Funds), fundos fechados negociados na Bovespa. Para facilitar a leitura, dividimos o artigo nos seguintes tópicos:

  • O que é um ETF?
  • Pontos positivos de um ETF
  • Tipos de ETF
  • BOVA11
  • SMAL11
  • IVVB11
  • IMAB11
  • ETF Inverso
  • Vale a pena investir em ETF?

Boa leitura!

etf

O que é ETF?

Os ETF’s são fundos de investimento, mas diferentemente dos fundos de gestão ativa que estamos acostumados, os ETF’s não têm a figura de um gestor. Com isso, a carteira de ativos desse tipo de investimento é formada de forma passiva, seguindo algum índice de referência.

Os ETF’s são divididos em cotas, as quais são negociadas nas bolsas mundiais. Logo, para investir em um ETF, basta abrir seu home broker, adicionar o código do ativo e comprar, bem semelhante a investir em ações. Além disso, temos no TC School um texto sobre ETF invertido ou inverso, que usam os derivativos com o objetivo de lucrar com a queda do índice subjacente. Vale a pena a leitura!

Pontos positivos de um ETF

Para destacar as principais características dos ETF’s, veja abaixo seus principais pontos positivos:

  • Diversificação: Ao investir em um ETF, você estará comprando uma cesta de ativos. Ou seja, com um único ativo, você já consegue ter uma carteira diversificada.
  • Liquidez: Por serem fundos negociados em bolsa, você tem a vantagem da liquidez, podendo comprar e vender a qualquer momento (durante o pregão).
  • Custos: As taxas dos ETF’s são baixas frente a diversificação e alocação que eles te proporcionam.
  • Gestão passiva: O resultado do ETF depende exclusivamente do índice que ele está proposto a acompanhar. Ou seja, caso você queira investir em ações, mas não sabe muito bem como analisar as empresas, você tem a possibilidade de investir no mercado acionário como um todo e ter uma rentabilidade condizente ao índice de referência.

Tipos de ETF’s

Sendo assim, existem milhares de opções de ETF’s espalhados pelas bolsas mundiais. Em países com a economia mais madura, como os Estados Unidos, esse mercado é muito mais desenvolvido do que no Brasil. Há um maior número de opções de ETFs e taxa mais competitiva.

No entanto, vemos este tipo de investimento ganhando cada vez mais espaço no Brasil. Além disso, novos ETF’s estão sendo disponibilizados e as taxas estão cada vez mais justas. Vale lembrar apenas que os ETFs não pagam dividendos. Abaixo, os três ETFs mais procurados por investidores da B3 Bovespa:

BOVA11

O BOVA11 replica o índice Ibovespa, composto pelas maiores e mais líquidas empresas do Brasil. É uma opção para quem busca o investimentos em ações brasileiras de forma neutra.

SMAL11

O SMAL11 é um ETF composto por small caps brasileiras. Essas são empresas com menor capitalização de mercado. Em média, essas empresas apresentam um maior risco frente a média do mercado e, por conseguinte, um maior retorno esperado.

IVVB11

O IVVB11 replica o índice S&P 500, composto pelas 500 maiores empresas dos Estados Unidos. Por ser um ETF que investe em ações americanas, ao investir nesse, o investidor estará exposto tanto a valorização dessas companhias quanto a variação cambial.

IMAB11

O ETF IMAB11 replica uma cesta de títulos do Tesouro Nacional. A cesta é composta por títulos de renda fixa do índice IMA-B. O índice é composto por 13 títulos, sendo todos indexados a inflação. Ao investir nesse ETF, o investir vai se expor ao mercado de renda fixa, com foco em títulos do Tesouro Direto indexados à inflação.

ETF Inverso

Imagine que você queira apostar contra o índice de ações. Provavelmente, a forma mais simples é alugar um ETF que replique um índice amplo de ações e logo depois vender o índice. Em seguida, quando o movimento de queda acontecer, você compra novamente o índice e entrega ao investidor que alugou para você.

Entretanto, tal estratégia apresenta custos do aluguel. Para facilitar a operação, foi criado o conceito de “ETF invertido” ou “ETF inverso”, do inglês inverted ETF (ou inverse ETF).

Um ETF invertido é um fundo negociado em bolsa (ETF) construído usando vários derivativos para lucrar com um declínio no valor de índice subjacente. Investir em ETFs inversos é semelhante a manter várias posições vendidas (short-selling), que envolvem o empréstimo de títulos e a sua venda a descoberto, na esperança de recomprá-los a um preço mais baixo. Um ETF inverso também é conhecido como “Short ETF“, que vem das operações vendidas (short) ou “Bear ETF”, que faz menção ao mercado de baixa.

Caso queira aprender mais sobre ETF Inverso, leia o nosso texto disponível no TC School.

Vale a pena investir em ETF’s?

Afinal, vale a pena investir em ETF’s? Bom, como toda resposta no mercado financeiro, depende. Os ETF’s são sim uma ótima opção para investidores que buscam uma maior diversificação com um menor custo. Entretanto, existem investidores que vão preferir investir individualmente e realizar a seleção dos ativos de sua carteira.

Em suma, os ETF’s são um veículo excelente para aqueles que têm interesse em se expor em classes de ativos específicas, sem a necessidade de escolher quais ativos irão compor a sua carteira. Ao comprar o um ETF, o investidor terá uma rentabilidade condizente ao índice que o ETF acompanha.

Analista do TC Matrix

Análise Fundamentalista

E-BOOK

Análise Fundamentalista

Neste e-book, abordaremos de forma simplificada os principais pontos que você precisa saber para entender a Análise Fundamentalista nas suas decisões de investimento.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.