Conheça os principais índices de renda fixa do Brasil

Conheça os principais índices de renda fixa do Brasil

tcschool

23 OUT

4 MIN

Conheça os principais índices de renda fixa do Brasil

Você conhece algum índice de renda fixa brasileiro? Índices são muito comuns no mercado de ações, porém algumas pessoas não sabem que existem índices para acompanhar os ativos da renda fixa. Assim, esse texto irá apresentar para você os principais índices de renda fixa do Brasil

  • O que é um índice?
  • IMA: o índice de renda fixa referência
  • IDKA: o índice de duração constante
  • Índice de renda fixa valor/Insper

Boa leitura!

índices de renda fixa

O que é um índice?

Os Índices de mercado funcionam como um indicador de desempenho de um determinado grupo de ativos, taxas ou valores mobiliários. Seu uso é bastante conhecido no seguimento de renda variável, como o índice Bovespa (IBOV). Assim, cada índice estima a performance por meio de cálculos estatísticos próprios do valor das ativos. Nesse contexto, conheceremos os índices de renda fixa mais utilizados no mercado brasileiro.

IMA: o índice de renda fixa referência

O Índice de Mercado ANBIMA (IMA) é uma referência para os investimentos em renda fixa. É uma das formas dos investidores acompanharem o desempenho das aplicações e também avaliarem, de forma comparativa, as opções de produtos disponíveis no mercado.

O IMA-Geral é fruto do agregado diário da rentabilidade dos índices a seguir relacionadas.

  • IMA-S
  • IMA-B
  • IMA-C
  • IRF-M

Fonte: ANBIMA

Os títulos públicos têm diversos vencimentos e perfis que variam entre suas modalidades. A remuneração, por exemplo, pode ser uma taxa fixa ou acompanhar a variação da taxa de juros de curto prazo (DI e Selic) ou juros somados à variação da inflação.

Para cobrir todas essas opções, o IMA se divide em vários sub-índices.

Confira todos abaixo. Entretanto, caso queira se aprofundar, basta acessar as lâminas de cada um deles que estão disponíveis no site da ANBIMA.

IMA-Geral ex-C

Formado por todos os títulos que compõem a dívida pública, excluindo os papéis indexados ao IGP-M (as antigas NTN-C – Notas do Tesouro Nacional – Série C ou Tesouro IGPM+ com Juros Semestrais). Isso se dá pelo fato de não haver emissão de títulos atrelados ao IGP-M (NTN-C) e a baixa liquidez observada nesse segmento.

IMA-C

Formado por títulos públicos indexados à inflação medida pelo IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado). Atualmente, não há mais emissão deste papel (NTN-Cs – Notas do Tesouro Nacional – Série C ou Tesouro IGPM+ com juros semestrais), mas há estoque em mercado até 2031, quando vence o título de maior prazo.

IRF-M

Formado por títulos públicos prefixados, que são as LTNs (Letras do Tesouro Nacional ou Tesouro Prefixado) e NTN-Fs (Notas do Tesouro Nacional – Série F ou Tesouro Prefixado com Juros Semestrais).

IRF-M 1

Formado por títulos públicos prefixados, que são as LTNs (Letras do Tesouro Nacional ou Tesouro Prefixado) e NTN-Fs com Juros Semestrais e vencimentos abaixo de um ano.

IRF-M 1+

Formado por títulos públicos prefixados, que são as LTNs e NTN-Fs com Juros Semestrais e vencimentos acima de um ano.

IRF-M P2

É um índice igual ao IRF-M. Ou seja, reflete os papéis prefixados, mas com um mecanismo de controle de prazo (PMR – Prazo Médio de Repactuação). Esse indicador foi criado para atender aos ETFs (Exchange Traded Funds), fundos que possuem gestão passiva e têm as carteiras atreladas a um índice de referência.

Segundo a ANBIMA isso se dá porque o imposto de renda dos ETFs é calculado com base no prazo médio da carteira, diferentemente dos demais fundos em que o imposto de renda é cobrado de acordo com a permanência do investidor no produto. Nesse caso, a carteira do índice mantém sempre prazo médio (acima de 720 dias). Assim, se o fundo replicar integralmente a carteira, garantirá a menor alíquota de imposto de renda.

IMA-B

Formado por títulos públicos indexados à inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que são as NTN-Bs (Notas do Tesouro Nacional – Série B ou Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais).

IMA-B 5

Formado por títulos públicos indexados à inflação medida pelo IPCA, que são as NTN-Bs com Juros Semestrais e vencimento de até cinco anos.

IMA-B 5+

Formado por títulos públicos indexados à inflação medida pelo IPCA que são as NTN-Bs com juros semestrais e vencimento igual ou acima de cinco anos.

IMA-B 5 P2

Índice igual ao IMA-B 5, mas conta com o mesmo mecanismo de controle de prazo (PMR – Prazo Médio de Repactuação) citado no IRF-M P2. Assim como o IRF-M P2, também foi criado para atender aos ETFs (Exchange Traded Funds).

IMA-S

Formado por títulos pós-fixados atrelados à taxa básica de juros (Selic), as LFTs (Letras Financeira do Tesouro ou Tesouro Selic).

IDKA: o índice de duração constante

É o índice de duração constante ANBIMA, ele é um conjunto de índices que medem o comportamento de carteiras sintéticas de títulos públicos federais com prazo constante.

Nesse contexto, os benchmarks são calculados a partir de vértices escolhidos da estrutura a termo (ETTJ) prefixada e da indexada ao IPCA que são disponibilizadas pela ANBIMA, construídas com base nas taxas dos títulos públicos negociados no mercado secundário.

Ficou com dúvida sobre a ETTJ? Confere então nosso texto explicando o que é uma curva de juros

Nesse sentido, por representar ganhos e perdas oriundos dos movimentos nas curvas de juros, constituem novas ferramentas para diversificação de estratégias e parâmetro de referência aos investimentos que, a partir das características do passivo, procuram adequar suas carteiras a determinados prazos/indexadores.

Índice de renda fixa Valor/Insper

Esse é um índice que reflete a evolução de preços das emissões de títulos públicos federais calculados em média aritmética (igualmente ponderados), a partir de 1999. Ele consiste no valor relativo a carteira de LTNs negociadas no mercado secundários diariamente.

Por fim, espero que você tenha gostado de conhecer todos os índices de renda fixa brasileiros, até a próxima!

Referências

Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro de Capitais. Disponível em: https://www.anbima.com.br/pt_br/informar/precos-e-indices/indices/indices.htm

Natanael Liberalino
Natanael Liberalino
Certificado de Especialista em Investimentos – CEA/ANBIMA
Estudante de Economia

A sua escola como investidor

Análise Fundamentalista

E-BOOK

Análise Fundamentalista

Neste e-book, abordaremos de forma simplificada os principais pontos que você precisa saber para entender a Análise Fundamentalista nas suas decisões de investimento.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.