IBOV

105.069,69 pts

+0,68%

SP500

4.533,93 pts

-0,65%

DJIA

34.576,46 pts

+0,06%

NASDAQ

15.689,07 pts

-1,57%

IFIX

2.610,67 pts

+1,06%

BRENT

US$ 69,81

-0,83%

IO62

¥ 628,00

+2,44%

TRAD3

R$ 6,70

-2,89%

ABEV3

R$ 16,00

+0,62%

AMER3

R$ 27,81

+1,90%

ASAI3

R$ 13,30

+7,25%

AZUL4

R$ 22,43

+0,80%

B3SA3

R$ 11,63

+2,10%

BIDI11

R$ 32,90

+0,67%

BBSE3

R$ 21,18

+1,29%

BRML3

R$ 7,94

+1,01%

BBDC3

R$ 17,81

+0,96%

BBDC4

R$ 20,76

+0,28%

BRAP4

R$ 51,70

-0,93%

BBAS3

R$ 32,20

+0,49%

BRKM5

R$ 60,50

+4,85%

BRFS3

R$ 19,62

-0,15%

BPAC11

R$ 21,25

+1,48%

CRFB3

R$ 14,78

-0,67%

CCRO3

R$ 12,56

+3,97%

CMIG4

R$ 13,80

+3,13%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,20

+2,80%

COGN3

R$ 2,48

+1,22%

CPLE6

R$ 6,21

-1,27%

CSAN3

R$ 22,37

+2,42%

CPFE3

R$ 27,89

+1,63%

CVCB3

R$ 14,15

+7,27%

CYRE3

R$ 14,93

+7,02%

ECOR3

R$ 8,82

+5,62%

ELET3

R$ 35,39

+2,78%

ELET6

R$ 34,40

+1,92%

EMBR3

R$ 19,15

-0,98%

ENBR3

R$ 21,43

+0,28%

ENGI11

R$ 46,66

+1,08%

ENEV3

R$ 14,53

+3,19%

EGIE3

R$ 39,47

+0,50%

EQTL3

R$ 23,56

+2,25%

EZTC3

R$ 19,81

+4,64%

FLRY3

R$ 18,56

+3,57%

GGBR4

R$ 27,85

+1,45%

GOAU4

R$ 11,37

+0,17%

GOLL4

R$ 15,17

+0,73%

NTCO3

R$ 25,75

-0,30%

HAPV3

R$ 11,43

+4,76%

HYPE3

R$ 28,28

+3,09%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 64,54

+4,89%

IRBR3

R$ 4,18

-1,87%

ITSA4

R$ 9,85

-0,10%

ITUB4

R$ 22,98

-0,08%

JBSS3

R$ 33,41

-4,78%

JHSF3

R$ 5,19

+3,18%

KLBN11

R$ 24,20

-0,90%

RENT3

R$ 54,86

+2,40%

LCAM3

R$ 24,40

+2,39%

LWSA3

R$ 12,75

+8,97%

LAME4

R$ 5,13

+2,60%

LREN3

R$ 29,25

+2,27%

MGLU3

R$ 7,05

+4,28%

MRFG3

R$ 20,87

-5,69%

BEEF3

R$ 8,62

+1,65%

MRVE3

R$ 11,97

+5,36%

MULT3

R$ 20,70

+3,19%

PCAR3

R$ 22,50

+1,44%

PETR3

R$ 30,07

+2,27%

PETR4

R$ 28,76

+1,66%

VBBR3

21,90

+2,91%

PRIO3

R$ 21,21

+1,62%

QUAL3

R$ 16,22

+1,88%

RADL3

R$ 22,82

+2,74%

RAIL3

R$ 18,10

+3,36%

SBSP3

R$ 37,32

+1,85%

SANB11

R$ 33,66

+0,11%

CSNA3

R$ 23,28

-0,55%

SULA11

R$ 26,47

+1,92%

SUZB3

R$ 57,10

-1,27%

TAEE11

R$ 37,66

+1,20%

VIVT3

R$ 50,85

+1,31%

TIMS3

R$ 13,77

+1,02%

TOTS3

R$ 30,50

+1,19%

UGPA3

R$ 14,74

+4,16%

USIM5

R$ 14,23

-1,18%

VALE3

R$ 71,87

-1,61%

VIIA3

R$ 5,36

+4,28%

WEGE3

R$ 32,78

+0,76%

YDUQ3

R$ 23,76

+2,50%

IBOV

105.069,69 pts

+0,68%

SP500

4.533,93 pts

-0,65%

DJIA

34.576,46 pts

+0,06%

NASDAQ

15.689,07 pts

-1,57%

IFIX

2.610,67 pts

+1,06%

BRENT

US$ 69,81

-0,83%

IO62

¥ 628,00

+2,44%

TRAD3

R$ 6,70

-2,89%

ABEV3

R$ 16,00

+0,62%

AMER3

R$ 27,81

+1,90%

ASAI3

R$ 13,30

+7,25%

AZUL4

R$ 22,43

+0,80%

B3SA3

R$ 11,63

+2,10%

BIDI11

R$ 32,90

+0,67%

BBSE3

R$ 21,18

+1,29%

BRML3

R$ 7,94

+1,01%

BBDC3

R$ 17,81

+0,96%

BBDC4

R$ 20,76

+0,28%

BRAP4

R$ 51,70

-0,93%

BBAS3

R$ 32,20

+0,49%

BRKM5

R$ 60,50

+4,85%

BRFS3

R$ 19,62

-0,15%

BPAC11

R$ 21,25

+1,48%

CRFB3

R$ 14,78

-0,67%

CCRO3

R$ 12,56

+3,97%

CMIG4

R$ 13,80

+3,13%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,20

+2,80%

COGN3

R$ 2,48

+1,22%

CPLE6

R$ 6,21

-1,27%

CSAN3

R$ 22,37

+2,42%

CPFE3

R$ 27,89

+1,63%

CVCB3

R$ 14,15

+7,27%

CYRE3

R$ 14,93

+7,02%

ECOR3

R$ 8,82

+5,62%

ELET3

R$ 35,39

+2,78%

ELET6

R$ 34,40

+1,92%

EMBR3

R$ 19,15

-0,98%

ENBR3

R$ 21,43

+0,28%

ENGI11

R$ 46,66

+1,08%

ENEV3

R$ 14,53

+3,19%

EGIE3

R$ 39,47

+0,50%

EQTL3

R$ 23,56

+2,25%

EZTC3

R$ 19,81

+4,64%

FLRY3

R$ 18,56

+3,57%

GGBR4

R$ 27,85

+1,45%

GOAU4

R$ 11,37

+0,17%

GOLL4

R$ 15,17

+0,73%

NTCO3

R$ 25,75

-0,30%

HAPV3

R$ 11,43

+4,76%

HYPE3

R$ 28,28

+3,09%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 64,54

+4,89%

IRBR3

R$ 4,18

-1,87%

ITSA4

R$ 9,85

-0,10%

ITUB4

R$ 22,98

-0,08%

JBSS3

R$ 33,41

-4,78%

JHSF3

R$ 5,19

+3,18%

KLBN11

R$ 24,20

-0,90%

RENT3

R$ 54,86

+2,40%

LCAM3

R$ 24,40

+2,39%

LWSA3

R$ 12,75

+8,97%

LAME4

R$ 5,13

+2,60%

LREN3

R$ 29,25

+2,27%

MGLU3

R$ 7,05

+4,28%

MRFG3

R$ 20,87

-5,69%

BEEF3

R$ 8,62

+1,65%

MRVE3

R$ 11,97

+5,36%

MULT3

R$ 20,70

+3,19%

PCAR3

R$ 22,50

+1,44%

PETR3

R$ 30,07

+2,27%

PETR4

R$ 28,76

+1,66%

VBBR3

21,90

+2,91%

PRIO3

R$ 21,21

+1,62%

QUAL3

R$ 16,22

+1,88%

RADL3

R$ 22,82

+2,74%

RAIL3

R$ 18,10

+3,36%

SBSP3

R$ 37,32

+1,85%

SANB11

R$ 33,66

+0,11%

CSNA3

R$ 23,28

-0,55%

SULA11

R$ 26,47

+1,92%

SUZB3

R$ 57,10

-1,27%

TAEE11

R$ 37,66

+1,20%

VIVT3

R$ 50,85

+1,31%

TIMS3

R$ 13,77

+1,02%

TOTS3

R$ 30,50

+1,19%

UGPA3

R$ 14,74

+4,16%

USIM5

R$ 14,23

-1,18%

VALE3

R$ 71,87

-1,61%

VIIA3

R$ 5,36

+4,28%

WEGE3

R$ 32,78

+0,76%

YDUQ3

R$ 23,76

+2,50%

A estratégia do preço médio e os vieses cognitivos

07 OUT

4 MIN

Desde a pontuação máxima atingida em junho, o Ibovespa perdeu quase 17% até o nível mais baixo atingido durante o mês de setembro de 2021. Durante este período de queda da bolsa de valores, recebemos alguns questionamentos de clientes sobre o que deveriam fazer com suas posições compradas em ações e, principalmente, àquelas feitas via derivativos e eventualmente alavancadas.

No texto a seguir você irá encontrar:

  • A estratégia do preço médio
  • Enquadramento
  • Ancoragem
  • Confirmação

Boa leitura!

A estratégia do preço médio

O questionamento mais frequente, contudo, era sobre aproveitar o movimento de queda do preço dos ativos na bolsa para fazer um preço médio das ações mais baixo nesse momento de volatilidade.

Podemos dizer que pensar no preço médio das ações é a estratégia de aumentar uma posição em bolsa após o ativo ter se desvalorizado, acumulando assim uma quantidade maior de ações (ou de opções) com um preço médio inferior ao original.

Esta estratégia precisa ser utilizada com cuidado, principalmente quando o investidor utiliza derivativos com alavancagem.

Normalmente, para o investidor acumulador e de longo prazo, que deseja aproveitar uma realização de lucros para comprar mais ações, a estratégia do preço médio faz sentido.

Contudo, para o especulador, é necessário ficar atento se não está se deixando levar por algum viés cognitivo que pode atrapalhar sobremaneira a tomada de decisão.

Efeito de Enquadramento

Um destes vieses é chamado de Efeito de Enquadramento (ou framing, em inglês). Este viés descreve como a tomada de decisão pode ser afetada pela maneira como determinado problema é apresentado.

Estudos mostram que as pessoas tendem a ser avessas ao risco quando se trata de ganhos (realizar lucros cedo demais), porém ficam mais propensas a correr riscos a fim de evitar ou compensar perdas (fazer preço médio ou manter posições perdedoras).

Já relatamos tal disposição no artigo que tratamos sobre o efeito disposição, inicialmente relatada por Hersh Shefrin e Meir Statman no artigo The disposition to sell winners too early and ride losers too long: theory and evidence“, publicado no The Journal of Finance, em 1985.

Os autores acima relatam a teoria e demonstram, por meio de evidências, uma propensão dos indivíduos em vender ativos “vencedores” muito cedo e passar tempo demais com aqueles considerados como “perdedores”. Isto é, há uma tendência a realizar bons resultados e postergar a realização de resultados ruins.

Ancoragem

Outro viés é o da Ancoragem: investidores comumente ficam ancorados no preço de compra de um ativo. Ou ainda, no preço-alvo que tinham em mente para vendê-lo quando realizaram o investimento.

O preço-alvo original pode não ser mais factível frente a novas realidades de mercado e, nesta situação, a estratégia de fazer preço médio poderá apenas piorar o problema.

Existe também a situação em que a pessoa define uma faixa de valores como justa com base nos preços de mercado da ação durante determinado período. E, a partir daí, passa a realizar operações de compra em qualquer momento que o ativo se move abaixo desta linha.

Umas das recomendações mais comuns que se faz para investidores que se veem nas situações acima é a de buscar novas informações disponíveis no mercado que possam confrontar ou até invalidar suas próprias expectativas sobre os preços futuros.

Entretanto, buscar informações que corroborem suas crenças vai levá-lo a incorrer em outros vieses, como a da Confirmação, por exemplo.

Confirmação

As expectativas sobre o mercado ainda são as mesmas de quando você iniciou sua operação? Se suas ações se desvalorizaram fortemente, continuam havendo indícios de que os fundamentos não mudaram?

Já numa operação envolvendo derivativos, você reavaliou a tendência de preços (de alta ou de baixa) para saber se ela continua inalterada?

Estas são algumas questões que o investidor deve se fazer antes de tomar a decisão de manter posições perdedoras e, principalmente, para justificar se a estratégia do preço médio é apropriada para sua carteira.

Opções de PETR

Há algumas semanas, um aluno me fez o seguinte questionamento:

Pegando esse caso como exemplo, do ponto de vista de precificação e estrutura de volatilidade, não vejo nada contra a estrutura. Eu, particularmente, gosto de Risk Reversal (ainda que seja um ratio 1:2), pois a estrutura fica parcialmente sem o risco de um choque nas vols, além do carrego ser barato, pois uma financia a outra.

Contudo, analisando o ativo objeto, e não as opções, a compra em PETR ficaria mais óbvia caso a ação superasse os R$ 26.40. Essa call estava bem fora do dinheiro.

Nesse caso, eu teria montado usando uma call com strike R$ 28.10, por exemplo, (PETRJ296). Além disso, acho importante frisar que minha sugestão é fazer esse tipo de trade, ou qualquer outro que venda put, apenas com notional que tenha cobertura de caixa para pagar caso seja exercido.

Em resumo: se fosse meu trade, não tentaria pegar a faca caindo, inclusive por já estar posicionado. Eu aguardaria um price action melhor, usando de referência, por exemplo, os R$ 26.40 que mencionei.

Baixe nosso app grátis! No TC você acompanha as principais notícias e cotações do mercado em tempo real, além de ter acesso a canais exclusivos para interagir com os melhores profissionais.

Estude e conheça! Aprenda com quem realmente entende de investimentos. Tire dúvidas, troque ideias, experiências e construa uma grande rede de networking com investidores de todo Brasil.

A gente também está no Instagram, YouTube e no TikTok. Acompanhe!

Colaborador do TC School

Análise Fundamentalista

E-BOOK

Análise Fundamentalista

Neste e-book, abordaremos de forma simplificada os principais pontos que você precisa saber para entender a Análise Fundamentalista nas suas decisões de investimento.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.