Relatórios Integrados: geração de valor para os acionistas

Relatórios Integrados: geração de valor para os acionistas

tcschool

19 MAR

3 MIN

Relatórios Integrados: geração de valor para os acionistas

Você já ouviu falar dos Relatórios Integrados?

A divulgação dos relatórios financeiros e relatórios de sustentabilidade, de forma apartada em oposição aos relatórios integrados, ampliaram o volume de informações disponíveis nos mercados.

Contudo, esse volume de informações disponíveis não necessariamente necessariamente ampliou a transparência corporativa e a compreensão sobre o processo de geração de valor nas empresas.

Relatórios Integrados - entenda o conceito

Entenda o conceito de Relatórios Integrados e integração de relatórios financeiros e de sustentabilidade

A utilização de relatórios integrados está alterando o panorama de divulgação de informações e tem como objetivo chave atender de forma mais adequada as necessidades informacionais do mercado.

Neste sentido, estão emergindo diferentes formas de integração dos relatórios financeiros e de sustentabilidade, entre as quais o relato integrado tem se destacado no panorama internacional.

Iniciativas para a divulgação integrada

Órgãos reguladores, ONGs e o mercado em geral têm incentivado e buscado identificar os possíveis resultados relacionados a esta alteração na forma de divulgação de informações.

Entre estas iniciativas pode-se destacar:

1) Concept Release emitido pela SEC, que questiona:

Quão importante para os investidores é a divulgação integrada de relatórios, em oposição à divulgação em separado dos relatórios financeiros e de sustentabilidade?” (SEC, 2016, p. 214)

2) O lançamento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas (ONU), em que a meta 12.6 está diretamente relacionada à elaboração de relatórios corporativos mais abrangentes (Adams, 2017)

O item 12.6 diz o seguinte: Incentivar as empresas, especialmente as grandes empresas e transnacionais, a adotar práticas sustentáveis e a integrar informações de sustentabilidade em seu ciclo de relatórios.

3) A carta anual do presidente da BlackRock, maior empresa de gestão de ativos do mundo, em 2018.

Esta carta enfatiza a importância da adoção de um formato de evidenciação corporativa de forma holística, incluindo a evidenciação de um processo de geração de valor de longo prazo (Blackrock, 2019).

A divulgação integrada cria valor para o acionista de fato? Como?

Diante do interesse do mercado em compreender o impacto da adoção de relatórios integrados, desenvolvi a minha tese de doutorado buscando analisar qual é a relação entre a divulgação de relatórios integrados e a criação de valor para os acionistas.

Para isso, no período entre os anos de 2011 e 2018 foram analisados três efeitos:

  • Redução da assimetria informacional (lucro por ação projetado x lucro por ação real)
  • Redução da sincronicidade dos retornos (capacidade da ação incorporar informações específicas da companhia)
  • Ampliação da previsibilidade dos resultados (lucros menos voláteis).

Mas, os efeitos citados acima são esperados dado que, por um lado, a ampliação da compreensão dos acionistas sobre o desempenho presente e futuro das empresas possibilita projeções mais precisas e incorporação de informações específicas no valor de mercado das companhias.

Além disso, a integração de informações auxilia no processo interno de tomada de decisão, o que pode resultar em performances menos voláteis, característica buscada no mercado pelos investidores (IIRC, 2017; BlackRock, 2019).

A divulgação de relatórios integrados ajuda no processo de geração de valor aos acionistas?

Adicionalmente ao que já foi citado anteriormente, analisou-se se a adoção de um framework específico para a integração de relatórios corporativos, o formato proposto pelo IIRC, apresentou relações mais pronunciadas destes efeitos.

Os resultados demonstram que após a adoção da divulgação de relatórios integrados houve uma adição de valor aos acionistas a partir das três perspectivas analisadas.

Este efeito que não foi observado na mesma proporção quando se analisou somente aquelas empresas que adotaram o modelo do IIRC, uma vez que nessa amostra somente se verificou a redução da assimetria informacional.

Portanto, para se gerar valor aos acionistas, não é necessária a adoção de um formato específico de divulgação.

Contudo, é preciso a implementação de um arranjo informacional integrando informações financeiras e não financeiras.

Assim, a adoção de relatórios integrados não se limita a um símbolo de legitimação das companhias perante o público, pois atua como um instrumento que melhora a qualidade informacional dos mercados.

Ainda, o uso dos relatórios integrados possibilita a incorporação de um maior volume de informações específicas nos preços das ações.

Dessa forma, esse tipo de informação pode nos auxiliar na tomada de decisão interna. De forma, a refletir em resultados mais previsíveis pelos investidores e demais usuários da informação financeira (ou não).
Acesse clicando aqui um exemplo de relatório integrado do Itaú.

Talieh Shaikhzadeh Vahdat Ferreira
Talieh Shaikhzadeh Vahdat Ferreira
Atuou como analista de risco de crédito no segmento corporate no Citibank e HSBC. Tem doutorado em Finanças e, atualmente, atua como professora no Departamento de Administração da UFPB
É investidor com base em análise fundamentalista.
Contribui com textos educativos para o TC School

A sua escola como investidor

Análise Fundamentalista

E-BOOK

Análise Fundamentalista

Neste e-book, abordaremos de forma simplificada os principais pontos que você precisa saber para entender a Análise Fundamentalista nas suas decisões de investimento.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.