TC Mover
Mover

Café com Ferri: Por que estou ficando de olho na Gerdau (GGBR4)?

Postado por: TC Mover em 15/10/2020 às 13:49

Porto Alegre, 14 de outubro – Galera: todo mundo me pediu para falar no Café com Ferri de domingo de frigoríficos. Essas considerações eu vou deixar para os nossos assinantes – como prometi, até novembro, as lives serão fechadas somente para assinantes. Falei bastante desses papéis, com muitos detalhes. 

 

No entanto, também falei que estava de olho em outras coisas. A principal delas, que vou começar a olhar a Gerdau (GGBR4), para comprar opção. Eu não estava muito atento nos números da empresa, por vários motivos, mas agora estou. Por quê?

 

No geral, espero que a Gerdau seja menos impactada no curto prazo devido à sua diversificação operacional, sua exposição cambial – pois tem muitos ativos em dólar – e também, importante, porque carrega exposição à construção no Brasil. 

 

Falei da solidez do balanço patrimonial e dos altos níveis de liquidez da siderúrgica, que os nossos contribuidores dizem que é a maior das Américas. A dívida da empresa despencou forte em relação ao EBITDA, coisa que eu sempre acho muito positiva. 

 

Acho que o mercado de aços longos tem se mostrado resiliente até agora. Gerdau tem espaço para buscar uma faixa de preço acima da que vemos agora – o papel estava perto dos R$22,00 na abertura deste terça-feira. 

 

Embora os preços das ações da Gerdau tenham apresentado um bom desempenho recentemente – alta de 34% no terceiro trimestre, – se incluirmos todos os aumentos de preços, assumirmos um pequeno repasse da inflação daqui para frente e combinarmos a redução do endividamento e a dinâmica mais favorável da construção, não vejo porque o papel não possa andar bem depois do balanço. 

 

Usando uma versão beta do TC Matrix, nossa ferramenta gratuita de análise fundamentalista no TC, e as estimativas de alguns dos nossos contribuidores, o valor empresarial da Gerdau deve ficar por volta dos 6,2 vezes o EBITDA anual estimado para o ano que vem, ou seja, dentro das médias históricas de 6 vezes a 6,5 vezes. 

 

Agora, se os aumentos de preço e de volume continuarem, os múltiplos devem cair. Dada a paridade de importação com desconto de 15% a 20%, mais aumentos de preços parecem viáveis. 

 

Abraços e até a próxima.

 

Disclaimer:

 

– Este texto reflete uma opinião pessoal do contribuidor e não representa recomendação de investimento.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis