Rede D'Or (RDOR) mostra força com alta no setor de saúde - TC
TC Mover
Mover

Sanita: Rede D’Or (RDOR) mostra força com alta no setor de saúde

Postado por: TC Mover em 20/08/2021 às 17:23
Rede D'Or mostra força com setor

Esta semana falo sobre a Rede D’Or (RDOR3). Fundada em 1977 no Rio de Janeiro como Cardiolab, a Rede D’Or São Luiz é a maior rede integrada de cuidados em saúde no Brasil, com presença nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Sergipe, Ceará, Paraná e no Distrito Federal.

Rede D’Or (RDOR3) ainda não estabeleceu tendência altista

A empresa fez sua oferta pública inicial, IPO na sigla em inglês, recentemente na bolsa brasileira, no final de 2020.

De lá para cá, não conseguiu ainda estabelecer uma tendência altista secundária, usando como referência o gráfico semanal.

O setor de saúde me chamou bastante a atenção nas últimas duas semanas, pois vem mostrando forte reação, enquanto a maioria dos setores seguem em viés baixista no Ibovespa. No caso da ação ordinária RDOR3, estamos montando uma figura, o triângulo ascendente, que remete a um potencial início de alta no semanal.Rede D'Or

Rompimento de máxima histórica no papel da Rede D’Or (RDOR3) pode trazer potencial de valorização

A máxima histórica no papel da Rede D’Or (RDOR3) foi de R$76,32 em maio de 2021. Nos meses posteriores, fez algumas correções, deixando fundos mais altos, o que acabou por montar essa estrutura do triângulo ascendente que, se rompida, trará um viés de alta para o papel.

Ficaremos atentos agora no rompimento da região da máxima histórica nos R$76,32. Esse rompimento pode trazer um potencial de valorização de quase 22,00%!Rede D'Or

Se esse rompimento ocorrer na próxima semana, ativaremos esse padrão altista e o stop para operação. No meu caso, usaria a MMe9. Nesta sexta-feira, 20, ele ficaria próximo de 6,50%, levando em consideração que, na semana que vem, estaremos com essa média em um valor um pouco maior.

Fazendo as contas, temos o risco de 1 para um potencial retorno de 3,35. O que nos mostra uma bela assimetria!

Indicadores aumentam a probabilidade de tendência de alta

Com relação aos indicadores, temos alguma sinalização de força, que aumenta a probabilidade desse início de tendência de alta? Sim! Temos o On Balance Volume, OBV, muito forte, já próximo dos níveis da máxima de maio de 2021 e rompendo a linha de tendência de baixa, LTB.Rede D'Or

Temos também o IFR14, mostrando força, próximo à região de máxima histórica e ainda com espaço para altas, sem indicar níveis de sobrecompra.

Estocástico também apontando para altas e ainda longe de apontar sobrecompra.Rede D'Or

Força do setor de saúde indica bom momento para avaliar empresas do segmento

Considerando um mercado baixista no curto prazo e o setor de saúde apresentando força e oportunidades nas últimas duas semanas, acredito ser um bom momento para avaliar empresas desse segmento. Se conseguir aliar bons fundamentos junto com price action e análise técnica, pode ser uma combinação que nos dê uma boa probabilidade de sucesso nesses trades. Penso que o segmento de saúde vem mostrando força, pois estamos caminhando para um percentual muito relevante da população já vacinada contra a Covid-19.

Por mais que tenhamos riscos de novas variantes que tenham um poder maior de contaminação, com a população protegida – principalmente com um percentual crescente com a segunda dose da vacina completa – temos novamente foco na volta de tratamentos que foram deixados de lado por conta dessa pandemia e que, em muitos casos, tendem a ser mais vantajosos financeiramente para os hospitais e empresas de diagnósticos do que teste e tratamento da Covid-19.

Como sempre, deixo o alerta: além da análise da movimentação dos preços via AT, devemos considerar o cenário macro/micro atual, perspectivas de curto prazo para o setor e decisões políticas que afetam diretamente a economia – e no Brasil costumam fazer bastante preço – para avaliarmos se faz sentido investir nessa empresa.

Conheça mais sobre a Rede D’Or (RDOR3)

Fonte: site da Rede D’Or

Com foco no atendimento humanizado, na qualificação da equipe, na adoção de novas tecnologias e na expansão do atendimento, a Rede D’Or São Luiz é referência em qualidade técnica e conta com 58 hospitais próprios, um hospital administrado e 50 clínicas oncológicas. Além disso, atua em serviços complementares, como banco de sangue, diálise e ambulatórios de diversas especialidades.

A Rede D’Or São Luiz também investe em inovação e pesquisa clínica, por meio do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino, IDOR, fundado em 2010. Com unidades também em São Paulo, Bahia e Distrito Federal, o IDOR reúne uma equipe de mais de 100 pesquisadores e docentes altamente qualificados, dedicando-se igualmente ao ensino na área de saúde. Além disso, o instituto dissemina sua expertise através de cursos de doutorado, pós-graduação, graduação, entre outros.

O atendimento aos pacientes é um grande diferencial do grupo Oncologia D’Or, uma das mais completas redes de cuidado oncológico do país. São 50 clínicas, nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Sergipe, Maranhão, Ceará, Bahia e Paraná.

A sinergia entre a Rede D’Or São Luiz e a Oncologia D’Or favorece o diagnóstico e o tratamento. O fluxo contínuo de cuidados evita exames repetidos e reduz o tempo de espera entre consultas e procedimentos.

A Rede D’Or São Luiz também possui uma das maiores instalações para cirurgias com auxílio de robôs do Brasil. Os robôs estão disponíveis em 16 hospitais: CopaStar, Copa D’Or, Quinta D’Or, Barra D’Or, Clínica São Vicente, Santa Helena, DF Star, Vila NovaStar, São Luiz Itaim, São Luiz Morumbi, São Luiz Jabaquara, São Luiz Anália Franco, Hospital Brasil, São Rafael, São Lucas e Esperança Recife.

A técnica é minimamente invasiva e é oferecida na Rede D’Or para procedimentos nas áreas de urologia, ginecologia, cirurgia geral e bariátrica. Novas áreas estão em desenvolvimento.

A Rede D’Or São Luiz em números:
• 58 hospitais
• 50 clínicas oncológicas
• +9,6 mil leitos
• +50 mil colaboradores
• +90 mil médicos credenciados

Atualmente, a Rede D’Or São Luiz realiza cerca de 3 milhões de atendimentos de emergência, 240 mil cirurgias, 34 mil partos e 492 mil internações por ano.

Arte: Vinícius Martins / Mover

DISCLAIMER: As informações disponibilizadas na coluna são meramente opiniões do COLUNISTA na data em que foram expressas e não declarações de fatos ou recomendações para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários, ou ainda, qualquer recomendação de investimento.


Leia também

Ações da Sabesp disparam após fala de Rodrigo Maia sobre privatização

Especial: Populismo pré-eleição é o maior risco à Petrobras até 2022, diz candidato ao conselho da estatal

Ibovespa futuro abre em queda, de olho em vencimento de opções; dólar sobe e DIs oscilam: Espresso

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais