Vieira: Promessas políticas podem impactar a bolsa positivamente - TC
TC Mover
Mover

Vieira: Promessas políticas podem impactar a bolsa positivamente

Postado por: TC Mover em 09/08/2021 às 16:43
Novo Bolsa Família é aposta de Bolsonaro

A semana política começou prometendo impactar positivamente o desempenho da bolsa e aliviar pressões sobre o câmbio e os juros futuros, conforme sinalizaram falas de hoje do presidente Jair Bolsonaro e do presidente da Câmara, Arthur Lira.

Jair Bolsonaro recuou de um aumento de 100% ao Bolsa Família para não “ser irresponsável com a economia”, disse em entrevista a uma rádio nacional, sugerindo ter cedido novamente às orientações do seu ministro da Economia, Paulo Guedes, em um desfecho que tem se repetido em meio a cenários considerados de risco fiscal.

Arthur Lira confirmou que a reforma do Imposto de Renda deve ser votada nesta semana. Enquanto o relator, deputado Celso Sabino, que espera aprovação do seu relatório amanhã com mais de 300 votos favoráveis, segundo o Estado de S. Paulo, setores da base aliada defendem mais adequações, arriscando possível adiamento.

Pauta econômica resiste, com vistas a compensar novo Bolsa Família

A pauta econômica resiste na agenda apesar dos ruídos, com vistas também a compensar temores fiscais embutidos no lançamento do novo Bolsa Família, que se chamará Auxílio Brasil, e no “meteoro” fiscal de R$90 bilhões em dívidas judiciais da União. Os textos foram entregues mais cedo ao Legislativo.

A necessidade de parcelar os precatórios acima de R$66 milhões é defendida pelo ministro da Economia. Como o investidor absorverá o parcelamento — se como calote ou não — definirá o peso sobre os índices da bolsa.

A promessa dos principais governistas é de respeito ao Teto de Gastos, ao menos como âncora fiscal, já que bilhões já foram autorizados em crédito extraordinário para cobrir gastos com a pandemia, repercutindo na sustentabilidade da dívida.

Auxílio Brasil é aposta de Jair Bolsonaro

o Auxílio Brasil é a aposta para recuperação da popularidade de Jair Bolsonaro e tende a convergir ao valor médio de R$350, como antecipou o Scoop by Mover. O programa pode coincidir com um armistício entre os Poderes sobre voto impresso.

Arthur Lira disse que Jair Bolsonaro concordou em respeitar o resultado do Plenário da Câmara nesta semana. Isso, contudo, não significa o fim do da tensa estabilidade, mas sim ânimos menos exaltados.

Arte: Nathália Reiter / Mover


DISCLAIMER: As informações disponibilizadas na coluna são meramente opiniões do COLUNISTA na data em que foram expressas e não declarações de fatos ou recomendações para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários, ou ainda, qualquer recomendação de investimento.


Leia também

Jair Bolsonaro diz que Bolsa Família não terá aumento de 100%

Relatório Focus eleva projeção da taxa Selic no fim do ano

IGP-DI sobe mais que o esperado em julho, com geada e seca

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais