TC Mover
Mover

Jovens britânicos se endividam para comprar criptomoedas, aponta pesquisa

Postado por: TC Mover em 07/07/2021 às 18:15
Jovens e criptomoedas

São Paulo, 7 de julho – Quase metade dos jovens britânicos escolheu as criptomoedas como o primeiro investimento da vida, diz a pesquisa da Interactive Investor. O levantamento, que indicou que o mercado de criptoativos tende a atrair pessoas mais novas e mais acostumadas às novas tecnologias, também revelou que mais de 50% dos participantes se endividaram para comprar as moedas digitais.

A pesquisa foi realizada com mil pessoas com idade entre os 18 e os 29 anos e descobriu que o Bitcoin foi a principal escolha dos investidores, já que 20% deles afirmaram ter investido na criptomoeda em algum ponto.

Compra de criptomoedas fez com que mais da metade dos jovens consultados se endividassem

Por outro lado, 56% dos jovens consultados se endividaram para comprar criptomoedas, por meio de ferramentas como cartões de crédito, financiamentos estudantis e empréstimos. Tais produtos costumam cobrar juros altos em caso de inadimplência e demonstram apetite por risco por parte dos investidores.

Além dos criptoativos, 36% dos entrevistados investem em fundos, enquanto 18% deles está posicionado na bolsa de valores. Finalmente, 20% dos jovens acreditam que a melhor maneira de poupar a longo prazo é com dinheiro, seguido das criptomoedas, com 16%, e das ações, com 14%.

Riscos de investir em criptomoedas

Apesar da atratividade e de sua crescente demanda, as criptomoedas possuem muita volatilidade. Suas cotações têm grandes flutuações em curtos períodos de tempo, parte do motivo de ainda não terem decolado como meio de pagamento global. Além disso, os movimentos erráticos de mercado, a possibilidade de roubo de registros de criptomoedas por hackers e a suspeita de manipulação de mercado também fazem parte do risco do investimento.

Muitas operações envolvendo criptoativos são realizadas de forma não regulamentada, com riscos operacionais e regulatórios. É possível encontrar diversos casos em que o dinheiro simplesmente some, é roubado por um hacker ou o investidor sofre um golpe financeiro.

Por outro lado, o risco de controle da moeda por meio do governo com medidas regulatórias ao passo que as criptomoedas ganham notoriedade pode afastar investidores.

Texto: Nicolas Nogueira
Edição: Cíntia Thomaz, Letícia Matsuura João Pedro Malar
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Especial: Depoimentos na CPI da Covid inocentam Ricardo Barros

Bank of America aposta em papéis cíclicos brasileiros

Locaweb sobe após Bradesco BBI recomendar compra

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais