Como e porque investir na Engie (EGIE3)? | TC

Engie (EGIE3)

A ENGIE dedica-se, principalmente, à geração e à comercialização de energia de forma independente ou em sociedade com outras empresas, através de 61 usinas diversificadas pelo Brasil. Atuando a aproximadamente 20 anos em território nacional, conseguiu angariar o posto de maior produtora de energia privada do país como diferentes tipos de usinas de geração sendo elas: hidrelétricas, termelétricas, fotovoltaica e complementar.

Nesse texto, buscaremos compreender a empresa Engie (EGIE3) passando pelos seguintes pontos:

  1. O que faz Engie (EGIE3);
  2. Governança corporativa Engie (EGIE3);
  3. Engie é uma empresa ESG?;
  4. Evolução na Bolsa De Valores;
  5. Como analisar a Engie (EGIE3);

O que faz Engie (EGIE3)

De fato, ela chega ao Brasil em 1994, época do início da privatização do setor, através da companhia belga Tractebel Electricity and Gas International (antiga razão social do grupo ENGIE), mas só é registrada em 1997. Mesmo com a oportunidade de financiamento do BNDES o grupo belga decidiu investir apenas com capital próprio, conseguindo faturar seu primeiro contrato de comercialização de energia no ano 2000 e em 2004 consolida sua atuação no mercado. Além de crescimento por aumento de eficiência nas operações próprias a empresa é característica de crescer por aquisições seja de usinas de outras empresa seja por compra total de outras empresas.

Entre os anos de 2016 e 2018 a empresa expandiu sua atuação entrando nos segmentos de: transmissão de energia, comercialização de energia em varejo, monitoramento de energia, iluminação pública e o mais recente destes foi a entrada no segmento de gás natural através da aquisição da Transportadora Associada de Gás (TAG). Neste último segmento, a empresa afirmar que quer aumentar ainda mais sua participação de mercado e se tornar uma das líderes do meio.

Apresentando um modelo de atuação bem amplo e efetivo, com características tanto de sell-in como de sell-out, a Engie Brasil possui um modelo de negócio bem amplo partindo da produção da energia elétrica até a formação de contratos de comercialização deste produto com os clientes. Destaque também para outras operações muito relevantes para o negócio em si, como o início em 2018 nas operações de trading no mercado de energia, podendo assim estar participando da precificação da energia brasileira. Outro ponto é a preocupação da empresa em gerar energia limpa, iniciando uma reorganização em parte de suas usinas de geração alienando as de fonte “suja” e substituindo-as por fontes limpas.

Por fim é importante atentar que o setor de energia está passando por um conjunto de mudanças transformadoras, as quais, podem ser agrupadas em torno de três tendências, denominadas “3D”: Digitalização, Descarbonização e Descentralização. Este último é o ponto de alerta, pois, em um longo prazo a companhia pode vir a perder capacidade de atuação no mercado e clientes em massa. Assim como a descarbonização, que caso avance mais e torne-se mais acessível, permitirá a grande parte da população gerar sua própria energia por meio de placas solares e depender bem menos ou não depender mais dos serviços da companhia.

Governança corporativa Engie (EGIE3)

No quesito governança corporativa, a empresa está listada no “Novo Mercado” junto à BM&BOVESPA.

Principais diretores da Engie

Acionistas majoritários da Engie

Engie é uma empresa ESG?

Na proporção das suas diversificadas atividades, serviços, geração e transmissão de energia, a ENGIE prática um modelo de crescimento sustentável, atenta aos desafios da transição energética e de uma economia de baixo carbono, com maior acesso à energia renovável, atenuação e adaptação às mudanças climáticas e uso racional dos recursos naturais. 

Avalia os possíveis impactos sobre o meio ambiente, de modo a preservar reservas ambientais e apoiar áreas de preservação. Ao mesmo tempo, quando permitido e necessário, a ENGIE adota métodos e técnicas para que possa causar o menor impacto possível sobre recursos naturais, e deles fazer uso na exata medida capaz de conservá-los para usos diversos, presentes ou futuros. Essa conservação, a depender da atividade e dos estudos de impacto ambiental que sejam necessários, é feita evitando-se, minimizando-se ou compensando-se o impacto, sempre em conformidade legal e com o devido engajamento das partes interessadas. 

No Brasil, a ENGIE investe cada vez mais em energias renováveis, tanto de forma distribuída, por meio de energia solar fotovoltaica, quanto centralizada, em energia eólica, a biomassa, solar e hidrelétrica. As usinas do parque gerador da ENGIE são dotadas de sistemas de instrumentação e controle para a qualidade do ar, do solo e da água, e todas as atividades de implantação, operação e manutenção seguem rigorosos padrões de gestão ambiental.

Evolução da Engie (EGIE3) na Bolsa de Valores

Evolução de EGIE3 na bolsa de valores

Como analisar a Engie EGIE3

Receitas

As receita são provenientes da produção e comercialização de energia elétrica.

Receitas e custos da Engie (EGIE3)

Custos

Os custos são, em essência, o custo da produção e manutenção das usinas. 

Ativos

A maior parte dos ativos da empresa está no ativo não circulante, concentrada nos ativos imobilizados da companhia (usinas, linhas de transmissão).  

Ativos da Engie (EGIE3)

Passivos

A empresa também tem maior concentração dos seus passivos no longo prazo, em sua maior parte, empréstimos e financiamentos de longo prazo.

Passivos da Engie (EGIE3)

Para mais informações sobre empresas da bolsa acesse gratuitamente o TC Matrix. Com ele, você pode fazer análises relacionadas ao crescimento de receita, dívidas ativas, balanço patrimonial e muito mais para garantir que seu investimento tenha alta rentabilidade.

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub