Equatorial Energia EQPA3

A Equatorial Energia S.A. foi criada em junho de 1999 pela PPL Global LLC. para participar do leilão de privatização da Companhia Energética do Maranhão (CEMAR). O objetivo social da companhia é a participação no capital de outras sociedades, consórcios e empreendimentos que atuam no setor de energia elétrica ou em atividades correlatas.

Em 2000, a CEMAR foi privatizada no âmbito do Programa Nacional de Desestatização do Governo Brasileiro, sendo adquirida pela companhia que, na época, era uma sociedade controlada indiretamente pela PPL Global LLC.

Nesse texto, buscaremos compreender melhor a empresa Equatorial Energia S.A. (EQPA3), elencando os seguintes pontos:

  1. História da Equatorial Energia (EQPA3);
  2. Modelo de Negócios da Equatorial (EQPA3);  
  3. Governança corporativa a Equatorial (EQPA3);
  4. Gráfico das ações EQPA3 na bolsa de valores;
  5. Como analisar a empresa Equatorial 

História da Equatorial Energia (EQPA3)

A Equatorial Maranhão – antiga CEMAR – foi criada em 1958 com o propósito de distribuir energia elétrica para todo o estado do Maranhão. Em 2001, a Equatorial Maranhão passou a apresentar problemas financeiros, colocando em risco a prestação do serviço de distribuição de energia elétrica no Estado. Assim, em agosto de 2002, a ANEEL determinou a intervenção administrativa na CEMAR por 180 dias, prorrogada até maio de 2004.

Entre outubro de 2002 e abril de 2004, a GP Investimentos negociou com os principais credores da Equatorial Maranhão o plano de reestruturação da Equatorial Maranhão, que incluía a capitalização e a renegociação de suas dívidas. Esse plano de reestruturação foi aprovado pela ANEEL em fevereiro de 2004, sendo implementado em abril do mesmo ano, quando a GP Investimentos adquiriu o controle da companhia.

Em 2005, a GP Investimentos iniciou as negociações com o PCP Latin America Power Fund, um fundo de private equity, para investimentos na companhia. Em março de 2006, a ANEEL aprovou a implementação do plano de reestruturação societária proposto pela GP Investimentos, envolvendo a companhia e a Equatorial Maranhão, permitindo a venda das ações representando 46,25% do capital social total e de 50% do capital social votante da companhia para o PCP Latin America Power Fund Ltd.

Em novembro de 2011, a Equatorial Energia ampliou seu campo de atuação a partir da aquisição indireta, através de sua subsidiária integral 55 Soluções, de 51% do capital da Sol Energias. A Sol Energias é uma comercializadora de energia elétrica, autorizada pela ANEEL e CCEE.

Em agosto de 2017, a companhia adquiriu 51% do capital total da Intesa. Já em setembro de 2018, a Equatorial Energia adquiriu os 49% restantes do capital da Intesa e passou a ser detentora de 100% do capital social da empresa.

Em março de 2021, a Equatorial Energia venceu o leilão de privatização da CEEE-D, distribuidora de energia do Rio Grande do Sul, que até então era controlada pelo Estado do Rio Grande do Sul.

Em junho de 2021, o Grupo Equatorial adquiriu 100% das quotas da E-Nova, que será transformada em sociedade por ações, com a consequente conversão da totalidade das quotas em ações e sua conversão em subsidiária integral. O valor envolvido nesta operação foi de R$7,5 milhões.

Modelo de Negócios da Equatorial (EQPA3)

A Equatorial é uma holding que atua no setor elétrico brasileiro nos segmentos abaixo:

  • Distribuição, através da Equatorial Maranhão, Equatorial Pará, Equatorial Piauí, Equatorial Alagoas e CEEE-D;
  • Transmissão;
  • Geração Termelétrica, através da  Geramar, e Geração Distribuída, através da E-nova;
  • Comercialização, através da Sol Energias; e
  • Serviços, através da Equatorial Serviços.

No Maranhão, a Equatorial Energia controla a Equatorial Maranhão, única concessionária de distribuição de energia elétrica no estado, sendo a 2ª maior distribuidora do Nordeste do Brasil em termos de área de concessão. A Equatorial Maranhão possui 2,4 milhões de clientes, atendendo cerca de 7 milhões de habitantes.

No Pará, a Equatorial Energia controla a Equatorial Pará desde 2012, também única concessionária de distribuição de energia elétrica do estado. A Equatorial Pará possui 2,6 milhões de clientes, atendendo a cerca de 8,2 milhões de habitantes.

Em outubro de 2018, a Equatorial adquiriu o controle acionário da Equatorial Piauí, distribuidora de energia que cobre todo o Estado do Piauí. 

No segmento de transmissão, a Equatorial possui 8 projetos de construção e operação de linhas de transmissão e subestações. O investimento total estimado pela ANEEL é de R$4,6 bilhões e o prazo regulatório para o início da operação comercial dos empreendimentos é em 2022. A RAP (Receita Anual Permitida) do total dos lotes arrematados pela Companhia soma R$850 milhões, em valores de outubro de 2016. 

Além destes projetos, a Equatorial detém 51% do capital total e votante da Intesa, linha operacional com aproximadamente R$150 milhões de RAP em 2018.

A Equatorial Energia atua ainda no segmento de geração através da Geramar, sociedade responsável pela implantação e operação das usinas termoelétricas de Tocantinópolis e de Nova Olinda, no Estado do Maranhão, as quais fornecem energia para o Sistema Interligado Nacional. 

Governança corporativa a Equatorial (EQPA3)

Gráfico das ações EQPA3 na bolsa de valores

Em 2006, ocorreu a listagem das ações da companhia na B3. Após a oferta de ações, o free float da empresa alcançou 56,8% do seu capital social total.

Como analisar a empresa Equatorial 

Receitas e Despesas 

Ativo

A maior parte dos ativos da companhia está concentrada no Ativo Não Circulante, sendo sua maior parte Ativos Realizáveis a Longo Prazo e Intangíveis.

Passivo

A maior parte dos passivos da companhia também está concentrada no Passivo Não Circulante, sendo a maior parte em Empréstimos e Financiamentos.

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub