Como e por que investir na Taesa (TAEE11)? | TC

Taesa (TAEE11)

A história da Taesa S.A. (TAEE11) começa no ano de 2000, com o leilão 002/2000 da ANEEL, cujo o vencedor foi o consórcio NovaTrans Energia. O evento constituiu-se em uma sociedade de propósito específico denominado “Novatrans Energia S.A”.

Por sua vez, a empresa Enelpower, do grupo Italiano Enel, adquiriu a Novatrans, que transferiu o controle para a Terna S.A., uma outra empresa italiana. Em 2006, a Terna constituiu uma holding no Brasil, Terna Participações S.A. Anos depois, em 2009, foi vendida para o fundo de investimento em participações Coliseu (FIP COLISEU) e para a Cemig (CMIG4), onde no mesmo ano a denominação social da Terna foi alterada para Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A (Taesa).

Desta forma, nesse texto buscaremos compreender um pouco mais sobre a empresa Taesa, elencando os seguintes tópicos:

  1. O que faz a Taesa (TAEE11)
  2. Modelo de negócio da Taesa (TAEE11);
  3. Governança corporativa Taesa (TAEE11);
  4. Sustentabilidade;
  5. Evolução das ações TAEE11 na Bolsa de valores; e
  6. Como analisar a empresa.

O que faz a Taesa (TAEE11)

A Taesa se dedica a construção, operação e manutenção de ativos de transmissão de energia elétrica. A organização apresentou historicamente um grande crescimento e fez diversas aquisições. Além disso, a TAEE11 tem uma política que prioriza a distribuição de proventos. Em 2008 foi constituída a Taesa Serviços e em 2010 a companhia incorpora a Alterosa, a Alvorada, a TSN, a Novatrans e a ETEO. Atualmente, a Taesa detém 39 concessões de transmissão: 10 concessões que compõem a empresa holding; 19 participações; e 10 investidas.

Modelo de negócio da Taesa (TAEE11)

O modelo de negócio da Taesa foca na transmissão de energia. Vale salientar que no setor de energia elétrica há a parte transmissão, geração, comercialização e distribuição de energia. Além disso, a Taesa também possui um modelo de negócio baseado em aquisições de outras companhias.

Governança corporativa Taesa (TAEE11)

A CEMIG é detentora da maior parte das ações da Taesa (21,7%). O free float da companhia é de 63,4%. Além disso, a companhia possui ações ordinárias, preferenciais e as units em negociação no mercado de ações. A companhia conta com um conselho de administração, um conselho fiscal e comitês de finanças, auditoria, implementação de novos negócios e um comitê de estratégia, governança e recursos humanos.

Sustentabilidade

A Taesa (TAEE11) divulga um relatório anual de sustentabilidade, além de informar no site de relação com os investidores uma série de programas e ações que a companhia desenvolve em consonância com o desenvolvimento sustentável.

Evolução da Taesa (TAEE11) na Bolsa de Valores

Setor e concorrentes da Taesa (TAEE11)

O setor de energia elétrica possui um ponto positivo que é a alta previsibilidade da receita e por se tratar de um bem/serviço essencial, ou seja, sempre há uma demanda significante. Além disso, o fato de a Taesa atuar no segmento de transmissão diminui os problemas com o roubo de energia, por exemplo, que se configura como um problema para as empresas que comercializam e distribuem energia elétrica.

Em se tratando de concorrentes, há a Transmissão Paulista – ISA CTEEP (TRPL4), a Afluente T (AFLT3) estão entre as concorrentes diretas da Taesa.

Como analisar a Taesa (TAEE11)

Receitas

A Taesa detalha a sua receita operacional líquida nas seguintes categorias: correção monetária do ativo de contrato de concessão, operação e manutenção, além da receita com a implementação de infraestrutura e a remuneração dos ativos de concessão.

Custos

Os custos mais relevantes para a companhia são os custos de implementação de infraestrutura.

Ativos

Dentro do ativo da Taesa, o ativo realizável de longo prazo é a conta de maior relevância dentro do balanço patrimonial da companhia.

Passivos

No tocante as obrigações da companhia, a maior parte são os empréstimos e financiamento de longo prazo.

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub