TC Mover
Mover

Bradesco (BBDC3; BBDC4) bate consenso de lucro com despesa menor e Lazari vê retomada pela frente

Postado por: TC Mover em 29/10/2020 às 9:53
O Banco Bradesco bateu o consenso de lucro no terceiro trimestre na esteira de fortes controles de despesas e maior margem financeira com clientes e com o mercado, sugerindo que o pior da crise causada pela eclosão da pandemia do coronavírus pode ter ficado para trás.

São Paulo, 29 de outubro – O Banco Bradesco (BBDC3BBDC4) bateu o consenso de lucro no terceiro trimestre na esteira de fortes controles de despesas e maior margem financeira com clientes e com o mercado, sugerindo que o pior da crise causada pela eclosão da pandemia do coronavírus pode ter ficado para trás. O terceiro maior banco comercial do país registrou lucro líquido recorrente de R$5,03 bilhões, acima do consenso TC, de R$4,56 bilhões. 

As provisões vieram abaixo do consenso esperado de R$6,0 bilhões, em R$5,58 bilhões. O banco atingiu no período seu maior índice de cobertura na história, quase 400%, graças à construção de provisões adicionais e complementares nos dois trimestres prévios e o menor índice de inadimplência.

Segundo o presidente-executivo do banco, Octavio de Lazari Jr., a melhora na curva de resultados é um sinal claro de que o pior ficou para trás. O balanço do terceiro trimestre mostra os “primeiros sinais de reencontro com a normalidade, depois dos impactos da paralisação econômica com a pandemia”, afirmou. 

Retorno sobre patrimônio líquido do Bradesco (BBDC3; BBDC4) ficou acima do consenso

O retorno sobre o patrimônio líquido, uma medida de rentabilidade dos bancos, atingiu 15,2%, acima do consenso de 14,0%, mas ainda inferior aos níveis pré-pandemia. A inadimplência despencou na esteira de renegociações e adiamento de prazos, as provisões aumentaram em ritmo sequencial menor e o crescimento da carteira de crédito continuou saudável, especialmente no segmento das pessoas físicas.

Os investidores devem repercutir os resultados, que mostraram uma evolução na margem financeira na base anual, apesar do mix de carteira mais desfavorável neste ano, e uma queda na receita de serviços. 

Temores com o impacto da paralisação econômica na qualidade da carteira e a crescente concorrência por parte das fintechs têm derretido a ação preferencial do banco em quase 36% neste ano. “Ao longo do ano, a visão do mercado em relação aos bancos é de rigor extremo, e não dá para condenar essa postura, mas acredito que, daqui em diante, o nosso valor de mercado deverá retomar um ciclo de valorização, na medida em que os investidores perceberem que estamos prontos para os desafios conjunturais e estruturais que temos à frente”, acrescentou Lazari. 

Cenário leva Bradesco (BBDC3; BBDC4) a elevar provisões adicionais no ano para R$9,1 bilhões

A provisão total do Bradesco no terceiro trimestre deste alcançou R$8,188 bilhões, sendo que deste total R$5,59 bilhões relacionados a provisão expandida, linha reportada em todo o trimestre, e R$2,6 bilhões relativos ao cenário econômico adverso – preparando o banco para um cenário de aumento de inadimplência em 2021.

No segundo trimestre do ano, a provisão adicional havia sido de R$3,8 bilhões devido aos impactos da Covid-19, assim como a provisão no primeiro trimestre que foi de R$2,7 bilhões. Com isso, a provisão adicional do Bradesco soma R$9,1 bilhões em 2020.

Texto: Leandro Tavares

Edição: Guillermo Parra-Bernal e Ana Carolina Amaral

Arte: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais