TC Mover
Mover

Caixa recorde deve acelerar desalavancagem da CSN (CSNA3)

Postado por: TC Mover em 16/10/2020 às 8:54
A geração de caixa recorde na esteira de maiores preços do minério e de aços planos deve acelerar a redução dos passivos da CSN no ano que vem.

São Paulo, 16 de outubro – A geração de caixa recorde na esteira de maiores preços do minério e de aços planos deve acelerar a redução dos passivos da CSN no ano que vem. O maior grupo de siderurgia verticalizado do país atualizou na noite de quinta-feira sua projeção de alavancagem de 3,0 vezes o EBITDA ajustado no final de 2021 para 2,5 vezes – o que deve repercutir positivamente na ação da companhia.

No terceiro trimestre, a CSN reverteu prejuízo de R$871 milhões um ano atrás e registrou lucro líquido de R$1,262 bilhão entre julho e setembro. O consenso TC esperava ganho de R$1,39 bilhão no período. 

O EBITDA ajustado, uma medida de geração de caixa operacional medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciações, amortizações e outros itens, totalizou R$3,51 bilhões no trimestre, avanço de 124% na base anual e de 82% na base sequencial, refletindo melhores volumes e preços nos segmentos de atuação mais relevantes.

O fluxo de caixa ajustado atingiu R$2,84 bilhões, um recorde trimestral, na esteira de maior EBITDA, maior capital de giro e redução de estoque. 

A receita líquida totalizou R$8,72 bilhões, aumento de 45% na base anual e bem acima dos R$8,06 bilhões do consenso TC. Houve uma normalização do volume de produção de minério de ferro, combinado com preços maiores no mineral, assim como do cimento e do aço. 

CSN (CSNA3)

Fundada em abril de 1941, a Companhia Siderúrgica Nacional, ou CSN, é a maior indústria siderúrgica do Brasil e da América Latina, além de uma das maiores do mundo. Além da siderurgia, a CSN também atua com mineração, logística, cimento e energia.

A principal usina da companhia, chamada de Usina Presidente Vargas, fica no Rio de Janeiro e produz cerca de 6 milhões de toneladas de aço bruto e mais 5 milhões de toneladas de laminados por ano, o que a torna uma das mais produtivas do mundo. O grupo com mais de 20 mil colaboradores está presente em 18 Estados além de outros dois países, Alemanha e Portugal. Suas ações estão listadas nas Bolsas de Valores de São Paulo e de Nova York.

Texto: Guillermo Parra-Bernal

Edição: Ana Carolina Amaral

Imagem: divulgação

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis