Mover

Carrefour (CRFB3) tem maior queda desde março e lidera perdas do Ibovespa após morte em loja

Postado por: TC Mover em 23/11/2020 às 15:59

São Paulo, 23 de novembro – As ações ordinárias do Carrefour Brasil, código CRFB3, caíam 6,13% a R$19,15, por volta das 15h30. Este é seu maior tombo desde 12 de março e a queda mais forte do Ibovespa. 

O mercado reage à onda de protestos que ocorreram pelo país após o soldador João Alberto Silveira Freitas, negro de 40 anos, ser morto por seguranças terceirizados em uma das lojas da rede do Carrefour em Porto Alegre. 

A varejista, que teve até unidades depredadas e ocupadas no fim de semana, está entre os assuntos mais comentados no Twitter desde sexta-feira.  A Ambev, um dos fornecedores do Carrefour, se manifestou sobre o assunto e cobrou “medidas imediatas e efetivas” da rede.

O Carrefour prometeu mudar sua conduta na contratação de empresas terceirizadas. Para analistas, a rede precisa mostrar que seus terceirizados não estão autorizados a agir contra seus princípios. O caso também deixa um alerta de que as empresas precisam seguir os princípios de ESG, de respeito a critérios ambientais, sociais e de governança, diariamente, avaliam. 

Desempenho das ações do Carrefour Brasil (CRFB3)

Para acompanhar o desempenho das ações do Carrefour Brasil, código CRFB3, e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Bárbara Leite
Edição: Letícia Matsuura
Imagem: Divulgação

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais