TC Mover
Mover

Credit Suisse eleva preço-alvo da Vale (VALE), citando alta das commodities

Postado por: TC Mover em 02/02/2021 às 11:26

São Paulo, 2 de fevereiro – O Credit Suisse elevou o preço-alvo das três principais produtoras e exportadoras de minério de ferro e derivados do Brasil, destacando a alta nos preços da commodity em 2021 que devem trazer “forte geração de caixa” à Vale, CSN e Usiminas.

 

Em relatório, os analistas Caio Ribeiro, Gabriel Galvão e Gabriel Spillmann elevaram a projeção para o preço da tonelada do minério em 2021 de US$130 para US$150, citando a continuação da forte demanda pelo material, especialmente na China, aliada a restrições à oferta da commodity. Segundo a análise, o saldo entre oferta e demanda deve ficar negativo em 56 milhões de toneladas no ano e retomar tendência superavitária apenas em 2023.

 

Preço-alvo do ADR da Vale (VALE) salta para US$26,00

 

O preço-alvo do recibo de ações negociado em Nova Iorque, ADR, da Vale, código VALE, foi elevado de US$23,50 para US$26,00, com recomendação outperform, equivalente a compra. O Credit Suisse vê a mineradora descontada em relação a concorrentes, negociando a 2,1 vezes o lucro antes dos juros, imposto, depreciação e amortização, EBITDA na sigla em inglês, em 2021.

Para as ações ordinárias da CSN, código CSNA3 os analistas mantiveram recomendação de compra, elevando o preço-alvo de R$46,00 para R$51,50, citando uma “desalavancagem acelerada” da siderúrgica.

Já o papel preferencial classe A da Usiminas, código USIM5, teve preço-alvo elevado de R$20,00 para R$21,50, com um “valuation atrativo” de 3,3 vezes o EBITDA em 2021, abaixo da média histórica da companhia, entre 6 e 6,5 vezes.

 

 

Desempenho das ações das exportadoras

ação da Vale

Ontem, o ADR da Vale, código VALE, subiu 3,65% em Nova Iorque, a US$16,74. Por aqui, a ação ordinária da mineradora, código VALE3, caía 1,70%, a R$89,72, por volta das 11h10. O papel ordinário da CSN, código CSNA3, cedia 1,39%, a R$31,25, enquanto a ação preferencial classe A da Usiminas, código USIM5, operava em queda de 0,82%, a R$13,24.

Apesar das exportadoras estarem no vermelho, no mesmo horário, o Ibovespa subia 1,54%, voltando aos 119,3 pontos. Para acompanhar o desempenho das ações dessas e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Gustavo Boldrini
Edição: Guillermo Parra-Bernal e Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins/TC

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais