TC Mover
Mover

CVM investiga fundador da Marfrig

Postado por: TC Mover em 26/05/2021 às 11:47
CVM investiga fundador

São Paulo, 26 de maio – O fundador da Marfrig, Marcos Molina, é investigado pela Comissão de Valores Mobiliários, CVM, pelo uso de informações privilegiadas para lucrar com uma operação em 2018. Nesse período, a companhia estava prestes a adquirir fatia na americana National Beef. O apetite por derivativos da BRF continua firme em meio à expectativa de uma futura fusão.


CVM pede responsabilização de Marcos Molina pelas operações em posição “extremamente vantajosa”

A informação sobre a investigação, publicada inicialmente pelo jornal Valor Econômico e confirmada por outros veículos, aponta que a Superintendência de Processos Sancionadores da CVM pede a responsabilização de Marcos Molina. Enquanto presidente do conselho de administração, ele teria feito operações em uma posição “extremamente vantajosa” no nome dele e da esposa enquanto negociava a aquisição do controle da National Beef, entre 2017 e 2018. A defesa do fundador da Marfrig, segundo o Valor, nega as acusações que a CVM investiga.

Na BRF, que foi o mais recente alvo do apetite da companhia de Marcos Molina por aquisições, continua a saga de movimentações de derivativos. Ontem, o JPMorgan informou ter atingido exposição sintética a 7,15% das ações ordinárias da maior exportadora global de carne de frango por meio de opções, disse a companhia em comunicado ontem à noite. Segundo o banco de investimentos, a compra, dias após a chegada da Marfrig à BRF, é motivada por “operação com clientes e proteção”.

A notícia pode aumentar as expectativas do mercado em relação a um futuro passo mais amplo na relação entre Marfrig e BRF, que resultaria na fusão das companhias e na criação de uma gigante do mercado de proteínas com exposição a um portfólio extenso de produtos. Até o momento, tanto Marfrig quanto BRF descartam a chance de uma fusão. Na semana passada, a Marfrig adquiriu fatia de 24,23% do capital social da BRF via opções e leilões na B3.


Desempenho das ações da Marfrig (MRFG3)

Perto das 11h35, o papel ordinário da Marfrig (MRFG3) subia 1,11%, cotado a R$18,23. Enquanto isso, a ação ordinária da BRF (BRFS3) caía 1,70%, a R$25,42. No mesmo horário, o Ibovespa operava em alta de 0,85%, voltando aos 124 mil pontos.


Ação da Marfrig - MRFG3


Para acompanhar o desempenho das ações dos frigoríficos e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Gustavo Boldrini
Edição: Lucia Boldrini e Letícia Matsuura
Imagem: Divulgação


Leia também

Inflação da construção volta a acelerar em maio

Pré-mercado sugere recuperação; Caged, Previ, construção civil no radar: Espresso

Calendário Econômico: Emprego, dívida pública, investimento estrangeiro

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais