TC Mover
Mover

Dono da JJ Invest é preso, acusado de pirâmide financeira; prejuízo a investidores chega a R$170 milhões

Postado por: TC Mover em 09/11/2020 às 11:39

São Paulo, 09 de novembro – Foragido há mais de um ano, Jonas Jaimovick, dono da JJ Invest, foi preso pela Polícia Civil nesta manhã na Barra da Tijuca, zona oeste carioca. Segundo a Delegacia de Defraudações, DDEF, o empresário é acusado de formar a maior pirâmide financeira do Brasil, causando prejuízo de aproximadamente R$170 milhões a 3 mil investidores. 

Pirâmide financeira com vítimas célebres

Entre as vítimas de Jaimovick estão atletas e celebridades, como o ex-jogador Zico, e membros da comunidade judaica da cidade do Rio de Janeiro, conforme o jornal O Globo. A promessa da JJ Invest era de lucro de 10% a 15% por mês. Além de Jonas, outras oito pessoas estavam envolvidas no crime financeiro. 

A JJ Invest coleciona mais de 30 inquéritos apenas no Rio de Janeiro. Além disso, há outros processos contra a empresa em outros estados, como São Paulo, Maranhão, Pernambuco e Ceará. 

Foragido desde fevereiro de 2019

A JJ Invest não tinha autorização para exercer o ofício e Jonas desapareceu com o dinheiro em fevereiro de 2019, de acordo com O Globo, após reportagem sobre a Polícia Federal e da Comissão de Valores Monetários, CVM, investigarem a empresa.

Como funciona a pirâmide financeira?

Nas pirâmides financeiras, os novos investidores pagam os resgates dos antigos, até o momento em que o processo de autoalimentação para de funcionar e a maioria fica no prejuízo. O grande atrativo é a promessa de enriquecimento rápido e rentabilidades fora da realidade do mercado. No caso da JJ Invest, a promessa era de lucrar até 15% por mês.

“Enquanto na venda direta a remuneração dos participantes decorre da venda dos produtos ou serviços, nos esquemas irregulares não há realmente uma atividade comercial envolvida e os ganhos decorrem da indicação de novos participantes”, destaca a CVM. Dessa forma, tais esquemas podem vir a ser considerados como crime contra a economia popular.

Texto: Letícia Matsuura
Edição Angelo Pavini
Imagem: Vinícius Martins/TC

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais