TC Mover
Mover

Eleven eleva preço-alvo da Magalu (MGLU3) por aquisições e desempenho do varejo

Postado por: TC Mover em 19/10/2020 às 12:53
A Eleven Financial Research elevou o preço-alvo do papel ordinário da Magazine Luiza para R$32,00, o que tem implícito um potencial de 24% de alta, em função das aquisições recentes, como a escola digital ComSchool, e do desempenho acima do esperado dos dados de varejo.

São Paulo, 19 de outubro – A Eleven Financial Research elevou o preço-alvo do papel ordinário da Magazine Luiza para R$32,00, o que tem implícito um potencial de 24% de alta, em função das aquisições recentes, como a escola digital ComSchool, e do desempenho acima do esperado dos dados de varejo. 

Este preço reflete o desdobramento das ações na proporção de uma para quatro efetivado em 14 de outubro, disseram analistas em relatório. A recomendação de compra foi reiterada. 

De acordo com os estrategistas, as aquisições recentes da varejista dão escala ao negócio online, que teve o número de sellers no marketplace Magalu multiplicado por três em relação a junho de 2019 e já somavam 32 mil no fim do primeiro semestre, enquanto o número de itens vendidos aumentou 115% para 16,8 milhões. As ações da Magalu fecharam em R$25,80, alta de 1,14% na última sexta. 

Magalu (MGLU3) anunciou compra da ComSchool na semana passada

Em fato relevante, o Magazine Luiza informou na última semana que adquiriu a plataforma de cursos ComSchool, referência no país em cursos voltados para plataformas e-commerce e performance digitais. 

Fundada em 2008, a ComSchool é uma plataforma de cursos que já capacitou mais de 85 mil alunos. A plataforma oferece mais de 200 opções de cursos nas áreas de Marketing Digital, E-commerce, Redes Sociais e Comportamentos na Era Digital. Os cursos podem ser realizados de forma online, com aulas ao vivo, ou presencial, em São Paulo e em mais 7 cidades, condicionadas à demanda. 

Desdobramento das ações do Magazine Luiza (MGLU3)

Também na semana passada, o Magalu desdobrou suas ações na proporção de uma para quatro. Com isso, cada acionista que possui uma ação ordinária, ON, recebeu mais três. 

O desdobramento é uma medida benéfica para o investidor, especialmente os de menor porte, pois permite compras e vendas mais parceladas das ações e amplia as negociações e a liquidez dos papéis. Foi o que explicou a empresa na ata de sua assembleia, que definiu que o total de ações da companhia passará a ser de 6,498 bilhões.

Texto: Bárbara Leite

Edição: Ana Carolina Siedschlag e Ana Carolina Amaral

Arte: Nathália Reiter/TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais