Mover

Embraer (EMBR3) sobe quase 3% mesmo com menor entrega de jatos no terceiro trimestre

Postado por: TC Mover em 20/10/2020 às 17:52

São Paulo, 20 de outubro – A Embraer, código EMBR3, entregou 28 jatos no terceiro trimestre e terminou setembro com US$15,1 bilhões de pedidos firmes na carteira, informou hoje a empresa. O número ficou bem abaixo, 36%, que as 44 aeronaves entregues no mesmo período do ano passado.  

Embora haja uma queda expressiva nas entregas na comparação anual, a ação da Embraer fechou hoje em alta de 2,7% a R$6,59.

Os jatos vendidos pela Embraer no terceiro trimestre foram sete comerciais e 21 executivos, dos quais eram 19 leves e dois grandes. As entregas de um Phenom 100EV e de um Phenom 300E ajudaram a empresa a atingir a marca de 250 jatos executivos em operação na América Latina.

Crise do coronavírus derrubou Embraer

Neste trimestre, foram 10 jatos comerciais e seis executivos a menos em comparação ao mesmo período de 2019. A carteira de pedidos firmes caiu US$1,1 bilhão.

Mas há um fator que atingiu certeiramente o setor: o coronavírus. Com a ascensão da Covid-19 no Brasil em março e as políticas de isolamento em andamento, o mercado de aviação despencou. As ações da Embraer vêm oscilando desde junho, mas ainda não se recuperaram.

Menor venda de jatos era esperado

Para o Bradesco BBI, os dados mais fracos vieram dentro do esperado diante do impacto global da crise do coronavírus no setor de aviação e os clientes da empresa devem continuar a cancelar pedidos feitos para 2020 e 2021. 

O banco mantém recomendação neutra para a ação da Embraer e um preço-alvo de US$4,50 para o ADR, ou recibo de ações, da empresa. Em relatório, assinado por Victor Mizusaki e Gabriel Rezende, o banco observa que a Embraer tem reforçado sua posição de caixa e buscado alongar sua dívida.

Texto: Letícia Matsuura
Edição: Angelo Pavini
Imagem: Divulgação

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais