Mover

Empiricus, Eleven recomendam entrar no IPO do GPS; Suno sugere ficar de fora

Postado por: TC Mover em 19/04/2021 às 19:15
IPO do GPS

São Paulo, 19 de abril = A Empiricus e a Eleven Financial recomendam participar da oferta pública inicial, IPO na sigla em inglês, do GPS ainda que sob condições, enquanto a Suno Research sugere ficar de fora da oferta pública inicial do grupo líder de serviços integrados, cujo prazo de reserva de ações acaba amanhã.


Pagamento em dividendos de 25% da captação de recursos é ressalva da Eleven

Para a Eleven, o grupo GPS une um interessante potencial de crescimento e consolidação de mercado, com um nível de rentabilidade atraente. A única ressalva é a destinação de 25% dos recursos da oferta primária para o pagamento de dividendos aos atuais acionistas, avaliam os analistas da Eleven, Alexandre Kogake e Eric Huang.

Exatamente por conta dessa ressalva, a Suno sugere ficar de fora deste IPO. “Vemos como um fato muito negativo a empresa estar captando recursos para pagar dividendos aos antigos acionistas. Mesmo sendo apenas 25% do total captado, isso nos preocupa bastante, pois evidencia a ausência de alinhamento de longo prazo com os futuros acionistas”, afirma Rodrigo Wainberg, analista da casa, em relatório.

Segundo ele, também pesa oselevados padrões de remuneração da diretoria, além de que a avaliação de preço por ação é pouco atrativa. A faixa indicativ apara o preço está entre R$13,00 e 15,50. No entanto, o analista considera o histórico de resultados ótimo e acredita no potencial de crescimento da empresa.


Empiricus acredita que vale entrar em IPO do GPS se preço não passar de R$14,25

Para a Empiricus, o investidor só deve entrar no IPO do GPS apenas até o valor do preço médio da faixa indicativa, que é de R$14,25. “Os múltiplos não são uma barganha, mas são justificados pelo alto potencial de crescimento, melhora de margens e boas oportunidades de consolidação do setor”, diz o analista Ruy Hungria, que assina o estudo. Pelo preço médio, a companhia é avaliada em 34 vezes o lucro de 2020 e 18 vezes o EBITDA de 2020. Em 2020, o lucro líquido do GPS atingiu R$ 283 milhões, e o EBITDA somou R$564 milhões.

O preço do IPO está previsto para ser fixado nesta quinta-feira, 22. A listagem na B3 está marcada para a próxima segunda, 26. As ações vão negociar sob código ou ticker de GGPS3. A oferta é coordenada por Itaú BBA, Goldman Sachs, Bank of America, BTG Pactual, Citi e Morgan Stanley.

Texto: Bárbara Leite
Edição: Leandro Tavares e Letícia Matsuura
Arte: TC Mover


Leia também

Governo vetará R$10,5 bilhões em emendas no Orçamento, diz Flavia Arruda

Projeto de Lei que destrava BEm e Pronampe pode ser votado hoje

Levante recomenda não entrar no IPO da Caixa Seguridade

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais