Maior risco à Petrobras é populismo pré-eleição, diz advogado - TC
TC Mover
Mover

Especial: Populismo pré-eleição é o maior risco à Petrobras até 2022, diz candidato ao conselho da estatal

Postado por: TC Mover em 20/08/2021 às 10:46
Populismo pré-eleição é risco à Petrobras

 São Paulo, 19 de agosto – As eleições de 2022 representam o maior risco à Petrobras no curto prazo. A análise é do advogado Marcelo Gasparino, candidato a uma das vagas dos minoritários no conselho de administração da companhia. Em entrevista exclusiva à TC Mover, o especialista disse que o cenário político aponta que o presidente Jair Bolsonaro deve ser submetido à tentação de usar estatais para aumentar apoio junto ao eleitorado.

Isso explica por que acionistas minoritários têm buscado maior representatividade no conselho. Ocorre uma mobilização para levar três indicados ao colegiado da Petrobras. O próprio Marcelo Gasparino chegou a renunciar recentemente a uma vaga para forçar nova votação. “Há uma sensação evidente de que tem que haver uma agenda social para sustentar a reeleição do atual presidente Jair Bolsonaro. Sem essa agenda social ele vai perder apoio em redutos importantes”, disse.

Intervenção do governo na Petrobras

Para Marcelo Gasparino, o governo já realizou uma “evidente” interferência na companhia em fevereiro deste ano, ao dispensar o então presidente-executivo Roberto Castello Branco e substituí-lo pelo general da reserva Joaquim Silva e Luna. Mesmo que a transição na gestão tenha sido vista por ele como “habilidosa” e sem ruídos até o momento, configura-se como intervenção. A substituição foi anunciada por Bolsonaro em fevereiro deste ano no Facebook, em meio a desentendimentos devido à política de preços da companhia, principalmente para o diesel.

Desde então, Bolsonaro fez diversas queixas públicas sobre o valor dos combustíveis, deixando o mercado em alerta para reajustes da petroleira, com temores de intervenção. “Não temos visto nada de significativo. Apenas que a Petrobras está demorando um pouquinho para manter a paridade dos combustíveis – está mantendo, mas está demorando um pouco. Não sei se isso pode ser interpretado como interferência”, disse Gasparino.

Transparência na política da estatal

Na entrevista, o candidato ao conselho também afirmou que, se vitorioso na disputa, defenderá que a companhia se torne mais transparente e generosa no pagamento de dividendos quando o cenário for favorável. Sem isso, pode haver dúvidas sobre os pagamentos serem uma decisão empresarial ou estarem relacionados a “outras variáveis, como por exemplo a necessidade de caixa da União”, explicou Marcelo Gasparino.

Práticas de ESG na Petrobras

Quanto a políticas de meio ambiente, sustentabilidade e governança, conhecidas como ESG, ele acredita que falta uma área dedicada na companhia. “Como sou conselheiro da Vale e lá temos essas estruturas, acho que isso tem que ser pelo menos avaliado na Petrobras”, disse. Apesar disso, Gasparino contou que será contrário a investimentos da companhia em projetos de geração de energia renovável, por exemplo.

A Petrobras chegou a ter usinas eólicas, mas concluiu recentemente a venda desses ativos em meio a seu programa de desinvestimentos. “Precisa focar na exploração e produção de petróleo e participar de projetos que permitam a ela contribuir para redução da emissão de carbono no Brasil”, defendeu. “Agora, ela não pode se aventurar em outras áreas. Não é o DNA dela, ela é estatal, se abrir essa oportunidade você pode estar abrindo [espaço] para corrupção”, analisou.

Desempenho das ações da Petrobras (PETR4)

Perto das 10h45, a ação preferencial da Petrobras (PETR4) caía 1,61%, cotada a R$26,21. Em relação à ação ordinária (PETR3), recuava 1,88%, cotada a R$26,65.No mesmo horário, o Ibovespa operava em baixa de 0,65%, aos 116,4 mil pontos.ação da Petrobras - PETR4

Para acompanhar o desempenho das ações da Petrobras e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Luciano Costa
Edição: Karine Sena e Stéfanie Rigamonti
Arte: Vinícius Martins / Mover


Leia também

Lojas Renner sofre ataque hacker; operações estão quase reestabelecidas

Vieira: Crescem as dificuldades para a aprovação da Reforma do Imposto de Renda

Especial: Rogério Xavier e André Jakurski revelam temores com risco fiscal e eleição

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais