Mover

GPA (PCAR3) pretende abrir 50 lojas nos próximos anos e vender no Mercado Livre

Postado por: TC Mover em 24/02/2021 às 15:30
GPA

São Paulo, 24 de fevereiro – O Grupo Pão de Açúcar, GPA, código PCAR3, quer abrir 50 lojas em três anos e pretende vender produtos pelo Mercado Livre. As informações são da teleconferência de resultados da empresa com o diretor-presidente interino, Christophe Hidalgo, e o presidente do Multivarejo, Jorge Faiçal.


Prioridade será ampliação da atuação nas plataformas digitais, diz presidente

O GPA teve lucro líquido de R$1,59 bilhão no quarto trimestre, bem acima do consenso de R$491,0 milhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, EBITDA na sigla em inglês, ajustado foi R$2,13 bilhões no período, bastante acima do consenso de R$1,61 bilhão.

A prioridade do GPA em 2021 será a ampliação da atuação nas plataformas digitais, segundo Christophe Hidalgo. Parte da estratégia de expansão inclui a venda de produtos através do Mercado Livre, disse Jorge Faiçal, acrescentando que “queremos vender em várias plataformas de mercado”.

Grupo Pão de Açúcar planeja abrir 50 lojas em três anos

Apesar do foco no digital, as lojas físicas não serão esquecidas. Faiçal declarou que o plano do GPA é abrir 50 lojas Pão de Açúcar nos próximos três anos, além de 100 unidades do Minuto Pão de Açúcar.

Mesmo com a ampliação em outros meios, Faiçal destacou também que o e-commerce próprio continua sendo a prioridade da companhia no Brasil, com foco no varejo alimentar. O presidente do Multivarejo ressaltou também que vê possibilidade de integração de estratégia e processos com o grupo colombiano Éxito, adquirido pelo GPA.

Desempenho das ações do GPA (PCAR3)

GPA

Perto das 15h30, o papel do GPA, código PCAR3, caía 0,12%, cotado a R$89,56. No mesmo horário, o Ibovespa operava em alta de 0,50%, aos 115,8 mil pontos.

Para acompanhar o desempenho das ações do GPA e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Igor Sodré
Edição: Leandro Tavares e João Pedro Malar
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Mesmo com MP, analistas seguem céticos com privatização da Eletrobras (ELET6)

Vivo (VIVT3) prevê investimentos controlados em 2021 e defende compartilhamento do 5G

Especial: Desvinculação pode ter sido para preservar gatilhos, dizem traders

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais