Grupo Fleury vê aquecimento da demanda e mira aquisições - TC
TC Mover
Mover

Grupo Fleury (FLRY3) prevê aquecimento da demanda e mira novas aquisições

Postado por: TC Mover em 30/07/2021 às 19:32

São Paulo, 30 de julho   – O Grupo Fleury prevê aquecimento da demanda por serviços de diagnóstico médico nos próximos trimestres e está investindo para recompor e ampliar sua estrutura de atendimento a fim de atender a expansão prevista, mas sem deixar de lado a estratégia de aquisições, que continuará forte até o final do ano, disse a presidente da companhia, Jeane Tsutsui, em teleconferência de resultados.

Impactado pelas medidas de restrição contra a Covid-19, que reduziram os procedimentos eletivos no ano passado e afetaram também a área de medicina diagnóstica, seu principal negócio, o Grupo Fleury já viu a recuperação da demanda impulsionando seus resultados no primeiro semestre deste ano, quando bateu recorde em receita bruta e reverteu o prejuízo apurado um ano antes.

Jeane Tsutsui destacou que o crescimento de 88,4% nas despesas operacionais no segundo trimestre ante um ano antes, para R$129,4 milhões, já reflete adequação da empresa aos níveis de aumento previstos para os atendimentos. “A empresa está reforçando estrutura e time, com pessoas experientes para os variados tipos de negócios que tem; e também reforçando o time de M&A – sigla em inglês para fusões e aquisições – para olhar o mercado dentro da estratégia de crescimento também inorgânico”, disse a executiva.

Grupo Fleury se destaca como forte consolidador do setor

O Grupo Fleury tem se destacado como forte consolidador do mercado de saúde. Seu balanço do trimestre, por exemplo, traz impactos de aquisições recentes de controle de empresas, incluindo a entrada da companhia em novos segmentos, como a Clínica de Olhos Moacir da Cunha e a Clínica Vita, especializada em ortopedia, realizadas em abril deste ano; além do Centro de Infusões Pacaembu, adquirido em dezembro passado.

“Temos capacidade do crescer de maneira orgânica, mas também de acelerar esse crescimento por meio de aquisições que sejam complementares, que tragam sinergias e aumentem as receitas dos outros negócios da Fleury. As aquisições têm trazido conhecimento para a empresa crescer em novos mercados e também expandem a área de medicina diagnóstica”, explicou Jeane Tsutsui.

Fernando Leão, que deixa hoje o cargo de diretor-executivo de finanças e relações com investidores do Fleury, disse que os planos são ambiciosos e que há caixa robusto para ampliar os negócios existentes e ir às compras. “A empresa tem um baixo nível de endividamento, de 1,4x o Ebitda, e pode chegar a 2x, 2,5x. Há bastante espaço para trazer novas empresas”, colocou na ponta do lápis, lembrando ainda que o Fleury, neste mês, emitiu R$1 bilhão em debêntures. No primeiro semestre, a empresa investiu R$137,2 milhões, 69,6% a mais ante um ano antes.

Desempenho das ações do Grupo Fleury (FLRY3)

A ação ordinária (FLRY3)caiu 2,91%, cotada a R$23,36. No mês, o papel acumula perda de quase 10%. O Ibovespa fechou em queda de 3,08%, voltando aos 121,8 mil pontos. Ação da Fleury - FLRY3

Para acompanhar o desempenho das ações do Grupo Fleury e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Iolanda Nascimento
Edição: Gustavo Boldrini e Letícia Matsuura
Imagem: Divulgação


Leia também

Resumo da Semana: Ciro Nogueira, Petrobras (PETR4), PIB forte

Especial: Petrobras deve reportar EBITDA recorde no trimestre

Taxa de desemprego de maio se mantém em patamar recorde

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais