TC Mover
Mover

Incorporadora Melnick Even (MELK3) estreia na Bolsa com ações em queda

Postado por: TC Mover em 28/09/2020 às 12:07
As ações da incorporadora Melnick Even (MELK3), subsidiária da Even, estrearam com queda nesta manhã na bolsa de valores B3, concluindo a Oferta Pública Inicial com a qual a empresa captou mais de R$700 milhões.

As ações da incorporadora Melnick Even (MELK3), subsidiária da Even, estrearam com queda nesta manhã na bolsa de valores B3, concluindo a Oferta Pública Inicial com a qual a empresa captou mais de R$700 milhões.


A incorporadora vendeu as ações no piso da faixa indicativa de preço, que ia de R$8,50 a R$12,50, e pretendia captar R$620,5 milhões com a oferta primária, de ações novas, de 73 milhões de papéis. Depois, optou por colocar um lote de ações suplementar e levantou mais R$93,8 milhões.

A Melnick prevê que os recursos levantados em seu IPO serão usados principalmente na compra de terrenos para empreendimentos futuros. Além disso, a incorporadora também pretende reforçar o caixa da companhia e o caixa das sociedades de propósito específico, SPEs, vinculadas a outros projetos.

O que faz a Melnick (MELK3)

Com mais de 50 anos de atuação na região Sul do país, a Melnick é uma das maiores incorporadoras do Rio Grande do Sul e conta com mais de 500 colaboradores.


A Melnick trabalha com prédios residenciais e comerciais, além de atender todos os outros segmentos do mercado por meio das empresas Open, com foco em Minha Casa Minha Vida, a Melnick Even Urbanizadora, para loteamentos e condomínios fechados e a prestação de serviços de engenharia pela Eixo-M

Preço das ações da MELK3 hoje

Logo após sua entrada na B3, as ações da Melnick tiveram uma queda de 0,12% nos preços.


Alta de IPOs em 2020

Com a realização de seu IPO, a Melnick passa a ser a 153ª empresa listada no Novo Mercado, segmento com os mais elevados padrões de governança corporativa. A incorporadora desafiou a piora do mercado acionário que fez o Ibovespa cair abaixo dos 100 mil pontos e levou algumas empresas a adiarem ou desistirem da abertura de capital, como a BR Partners e a Caixa Seguridade. A Melnick teve de aceitar, porém, vender seus papéis pelo piso da oferta.

“Para nós é motivo de comemoração, não apenas pelo 17º IPO do ano, mas também pela chegada de mais uma empresa gaúcha e a primeira construtora da região Sul listada na B3, trazendo ainda mais representatividade e diversificação na bolsa brasileira”, comentou Juca Andrade, vice-presidente de Produtos e Clientes da B3 durante a transmissão do IPO.

Em uma entrevista concedida ao portal UOL, o presidente da Câmara Consultiva de Empresas e Estruturadores de Ofertas da B3, Alvaro Gonçalves, disse que as vendas de novas ações, entre IPOs, Ofertas Públicas Iniciais, e Follow-on, também chamado de emissão secundária de ações, já atingiram mais de R$66 bilhões em 47 operações este ano, e ainda há uma fila com cerca de 45 empresas que aguardam autorização da CVM, Comissão de Valores Mobiliários, para a entrada na Bolsa, declarou Gonçalves.

Saiba mais sobre as Ofertas Públicas Iniciais, IPOs, baixando o e-book que o TC School preparou. Basta clicar aqui.

Texto: Ana Carolina Amaral / Edição: Angelo Pavini / Imagem: divulgação.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis