TC Mover
Mover

Investidor deve ficar mais exigente na nova temporada de balanços

Postado por: TC Mover em 11/01/2021 às 17:51
balanços

São Paulo, 11 de janeiro – Após a redução das incertezas com a eleição dos Estados Unidos e início das campanhas de vacinação contra a Covid-19, os balanços das empresas e os dados econômicos devem desempenhar uma pressão maior sobre o preço das ações.

Os investidores estão ficando mais exigentes com os números da nova temporada de balanços, já que durante o auge da pandemia o mercado não se importava se uma empresa perdia ou atingia os lucros: tudo o que importava eram estímulos e vacinas.

Balanços americanos devem ganhar força amanhã

Nos Estados Unidos, a safra de resultados do quarto trimestre começou hoje com empresas menos conhecidas, mas começa a ganhar força a partir de quinta, com BlackRock e Delta Airlines divulgando seus números.

Na sexta é a vez dos bancos JMorgan, Citigroup e Well Fargo, que darão pistas para as instituições brasileiras sobre provisões e inadimplência no período, além de indicações de como podem ser as projeções para o ano.

Na média das empresas listadas no índice S&P500, é esperada uma queda de 12% nos lucros do quarto trimestre, de acordo com projeções da Refinitiv. Para 2021, os ganhos devem subir 23% na média.

Balanços de empresas brasileiras iniciam no final do mês

Por aqui, os fundamentos econômicos também devem entrar mais no foco dos investidores. A temporada brasileira de balanços do quarto trimestre inicia no dia 26, com a Cielo. Na sequência, Bradesco e Santander divulgam seus dados em 3 de fevereiro.

Texto: Bárbara Leite
Edição: Melina Flynn e Letícia Matsuura
Imagem: Vinícius Martins/TC

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais