TC Mover
Mover

IPO deve avaliar Rede D’Or perto dos R$114 bilhões, dizem fontes

Postado por: TC Mover em 08/12/2020 às 15:12

São Paulo, 8 de dezembro – A oferta pública inicial, IPO na sigla em inglês, de ações da Rede D’Or São Luiz, que está programada para ser concluída hoje, deve avaliar o maior grupo independente de hospitais do Brasil em torno de 23 vezes o EBITDA anual estimado para 2021, ou perto dos R$114 bilhões, disseram três fontes à TC Mover.

Se confirmados esses múltiplos, a Rede D’Or entraria no restrito grupo de dez empresas cuja capitalização de mercado ultrapassa os R$100 bilhões e que inclui Vale, Itaú e Petrobras, disse uma das fontes, que pediu para manter sua identidade em sigilo para falar da transação. Outra delas disse que tudo aponta para o IPO da Rede D’Or ser precificado entre R$56,00 e R$58,00 por ação, ou seja, ao redor do meio da faixa sugerida, entre R$48,91 e R$64,35.

Rede D’Or pode ter o segundo maior IPO da B3

A rede fundada pelo médico Jorge Moll no Rio de Janeiro 43 anos atrás ofertará até 145,68 milhões de ações ordinárias no IPO. Na mediana dos preços esperados, as fontes disseram que a empresa levantaria cerca de R$8,3 bilhões e, considerando os lotes adicional e suplementar, a oferta poderá movimentar quase R$12,9 bilhões, a segunda maior da história na B3. O maior IPO na história do mercado de capitais brasileiro foi o do Banco Santander Brasil, que, em novembro de 2009, captou R$13,2 bilhões.

Segundo as fontes, a demanda pelos papéis da Rede D’Or superou R$40 bilhões. De acordo com uma terceira fonte, grandes fundos de investimento independentes, como SPX Capital, JGP Gestão de Recursos, XP Gestão e o estrangeiro Capital Group fizeram ordens firmes pelo papel da Rede D’Or, que deve negociar com o símbolo “RDOR3” na B3. 

Outro interessado seria o investidor George Soros, de acordo com notas da imprensa. Informações sobre o valor da ação e o montante colocado no IPO devem ficar disponíveis no site da Comissão de Valores Mobiliários na noite de hoje.

Dasa/Ímpar cogita relistagem

A transação levou a arquirrival Dasa/Ímpar a cogitar fazer uma relistagem, disse o jornal Valor Econômico, citando pessoas com conhecimento direto do assunto. Segundo o jornal, a decisão de fazer o chamado re-IPO da Dasa/Ímpar será tomada nas próximas semanas pela controladora, a família Bueno. 

Texto: Guillermo Parra-Bernal
Colaboração: Leandro Tavares
Edição: Bárbara Leite e Letícia Matsuura
Imagem: Vinícius Martins/TC

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais