Mover

Itaú BBA eleva preço-alvo da Simpar e vê ação abaixo do valor real de subsidiárias

Postado por: TC Mover em 15/04/2021 às 16:10
Simpar

São Paulo, 15 de abril – A ação ordinária da Simpar negocia bem abaixo do valor real dos seus ativos, em especial das suas subsidiárias, avalia o Itaú BBA. O banco elevou o preço-alvo para o papel de R$36,50 para R$51,50, e manteve a recomendação outperform, equivalente a compra.


Para Itaú BBA, mercado parece não ter precificado valor total de subsidiárias da Simpar

Em relatório, o banco de investimentos destaca visão positiva para as subsidiárias da companhia “baseada em projeções sólidas de crescimento à frente, melhor rentabilidade e desalavancagem”. O Itaú BBA vê o valor justo do grupo, que controla companhias como Movida, Vamos e JSL, chegando a R$15,1 bilhões ao final de 2021.

“O mercado parece não ter precificado o valor total que vemos para as subsidiárias da Simpar listadas e não-listadas”, diz o estudo assinado por Thais Cascello, Julia Hupperich e Gabriel Rezende.


Banco de investimentos também elevou preço-alvo da Movida

No caso da Movida, subsidiária de locação de carros, o Itaú BBA também elevou o preço-alvo de R$21,50 para R$23,00, com recomendação de compra. O banco citou um cenário de otimismo para a retomada da locadora no segundo semestre, mas destacou que o gargalo de produção de peças automotivas pode prejudicar os índices de frota da empresa.

Para a locadora de caminhões Vamos e a transportadora JSL, duas outras subsidiárias da Simpar, o banco manteve recomendação outperform. Os preços-alvos estabelecidos foram de R$40,00 e R$15,00, respectivamente.


Desempenho das ações da Simpar (SIMH3)

Perto das 16h10, o papel da Simpar (SIMH3) subia 0,26%, cotado a R$38,69. Já as ações das subsidiárias Movida (MOVI3), Vamos (VAMO3) e JSL (JSLG3) tinham alta, respectivamente, de 2,17%, a R$17,45, 1,97%, a R$38,26, e 1,13%, a R$8,95. No mesmo horário, o Ibovespa avançava 0,17%, aos 120,4 mil pontos.


Simpar


Para acompanhar o desempenho das ações da Simpar e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Gustavo Boldrini
Edição: Leandro Tavares e João Pedro Malar
Imagem: Divulgação


Leia também

Hering dispara após recusar proposta de fusão da Arezzo

Ações da Petrobras caem por receio fiscal e realização

Bank of America supera consenso em balanço do primeiro trimestre

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais