TC Mover
Mover

JPMorgan eleva ações da Petrobras para compra

Postado por: TC Mover em 28/05/2021 às 16:07

São Paulo, 28 de maio – A percepção de continuidade no plano estratégico da Petrobras com a nova direção reduz os riscos da tese de investimento na companhia, na visão do JPMorgan. O banco elevou a recomendação para os papéis preferenciais (PETR4), ordinários (PETR3) e para os recibos de ações negociados na bolsa de Nova Iorque (PBR), ADRs, da estatal para overweight, equivalente a compra.


Foco no pré-sal e controle de custos indicam continuidade, segundo o JPMorgan

O banco de investimentos avalia, em relatório, que a nova administração da Petrobras, sob o comando de Joaquim Silva e Luna, vem mostrando continuidade com as ações do ex-presidente Roberto Castello Branco. Elas incluem, entre outros fatores, foco no pré-sal, disciplina de capital e controle de custos.

“O avanço na venda de refinarias e promoção de executivos chave reforçam a ideia de continuidade e, portanto, menor risco”, dizem os analistas do JPMorgan Rodolfo Angele, Ricardo Rezende e Lucas Yang.


Para o JPMorgan, Petrobras vem negociando com desconto em relação a rivais

Os analistas também ressaltaram o desconto no qual a Petrobras vem negociando no mercado, como em relação a rivais da Rússia. O banco prevê geração de caixa livre da estatal a 21% entre 2021 e 2022, baseando-se no Brent a US$60 o barril.

O JPMorgan destacou, ainda, a geração de dividendos como catalisadores para as ações da Petrobras, diante da manutenção do ritmo de redução de sua dívida líquida. O banco estabeleceu preço-alvo de R$35,50 para as ações ordinárias e preferenciais da Petrobras e de US$13,00 para os ADRs.


Desempenho das ações da Petrobras (PETR4)

Perto das 16h05, o papel preferencial da Petrobras (PETR4) subia 4,05%, cotado a R$26,96, e o ordinário (PETR3) avançava 5,78%, a R$26,71. O movimento ocorre após o balanço do primeiro trimestre trazer forte geração de caixa e lucro antes de juros, imposto, depreciação e amortização, EBITDA na sigla em inglês, acima dos consensos.

Os ADRs da estatal (PBR), que também foram recomendados pelo JPMorgan, subiam 6,47%, a US$10,20. No mesmo horário, o Ibovespa operava em alta de 1,03%, aos 125,6 mil pontos.


Desempenho das ações da Petrobras


Para acompanhar o desempenho das ações da Petrobras e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Gustavo Boldrini
Edição: Lucia Boldrini e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

Inflação do aluguel dispara em maio com alta das commodities

Mercados mostram apetite; inflação americana, IGP-M, crise hídrica no radar: Espresso

Calendário Econômico: Inflação, inadimplência, crédito

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais