Mover

Rede D’Or precifica segundo maior IPO da história no país

Postado por: TC Mover em 09/12/2020 às 10:46

São Paulo, 9 de dezembro – A Rede D’Or São Luiz precificou nesta terça-feira, 8, a segunda maior oferta pública inicial de ações da história no país e a maior do ano, validando a aposta otimista dos investidores nos planos de crescimento do maior grupo independente de hospitais do Brasil.

A Rede D’Or precificou suas ações ordinárias a R$57,92 cada no IPO, sigla em inglês para oferta inicial. Fontes disseram ontem à TC Mover que o IPO devia precificar perto dos R$58,00 por ação, avaliando a empresa perto dos R$114 bilhões. Considerando os lotes adicional e suplementar, a transação movimentou cerca de R$11,4 bilhões, com a rede hospitalar colocando mais de R$8,4 bilhões no caixa.

Rede D’Or é avaliada 23 vezes o EBITDA esperado para 2021

No preço definido pelo IPO, a empresa ficaria avaliada no equivalente de quase 23 vezes o EBITDA anual estimado para 2021, disse uma fonte diretamente envolvida na transição. Grandes fundos de investimento independentes, como SPX Capital, JGP Gestão de Recursos, XP Gestão e o estrangeiro Capital Group colocaram ordens firmes perto de 3 vezes o montante de ações ofertado pela companhia, apontou a mesma fonte. A ação ordinária da Rede D’Or deve negociar com o símbolo “RDOR3” na B3 a partir desta quinta.

Rede D’or oferta mais de 145 milhões de ações

O maior IPO na história do mercado de capitais brasileiro foi o do Banco Santander Brasil, que, em novembro de 2009, captou R$13,2 bilhões. A Rede D’Or, fundada pelo médico Jorge Moll no Rio de Janeiro 43 anos atrás, ofertou 145,68 milhões de ações ordinárias no IPO. Os acionistas vendedores incluíram fundos de participações controlados pela gigante americana de private equity Carlyle Group e o fundo soberano cingapuriano GIC.

Setor hospitalar sobe com precificação

Ações do setor hospitalar, rivais da Rede D’Or, subiram com a notícia da precificação. As ações ordinárias da Hapvida, código HAPV3, e da Notre Dame Intermédica, código GNDI3, ambas empresas verticalizadas do setor de saúde, fecharam ontem em alta de 1,86% e 1,95%, respectivamente. 

A Dasa, rede de diagnósticos do grupo hospitalar Dasa/Ímpar, que também deve fazer um IPO nos próximos meses e é negociada pelo código DASA3 na bolsa, se manteve estável. A Rede D’Or ainda não confirmou o desfecho da transação, que deve estar disponível no site da Comissão de Valores Mobiliários na noite de ontem.

Desempenho de ações

Para acompanhar o desempenho das ações das empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Vinícius Custódio
Edição: Bárbara Leite, Guillermo Parra-Bernal e Letícia Matsuura
Imagem: Vinícius Martins/TC

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais