TC Mover
Mover

TC Day – Alta do varejo é questão de tempo, diz João Luiz Braga

Postado por: TC Mover em 20/05/2021 às 19:02

São Paulo, 20 de maio – Olhando para a retomada econômica nos EUA, com grande força do varejo, a alta nas empresas varejistas da bolsa brasileira é uma questão de prazo, na visão de João Luiz Braga, sócio da Encore Asset Management. Segundo ele, a principal tese é a poupança que os consumidores construíram durante os meses de restrições para conter a pandemia.


Mercado de varejo deve se consolidar, com investimentos em tecnologia

João Luiz Braga participou de um debate no TC Day com o sócio e contribuidor do TC, Rafael Ferri, sobre o cenário do varejo no pós-pandemia. O gestor afirmou que vê mais consolidação do mercado daqui para frente, “especialmente com investimentos em tecnologia”, o que abriria um grande leque de oportunidades e de opções para as empresas encontrarem consumidores e vendedores.

Segundo eles, as recentes quedas das varejistas, citando o Mercado Livre e a Via, são indicativos de uma boa chance para os investidores ganharem com a retomada do setor a partir do segundo semestre, com a vacinação mais acelerada.


Mercado Livre já ocupa primeiro lugar no setor, segundo João Luiz Braga

Sobre o Mercado Livre, João Luiz Braga disse que a empresa argentina de varejo não é mais um “concorrente a ser batido, já é o primeiro lugar”. A empresa tem um grande futuro pela frente, podendo até dobrar de valor, de acordo com o sócio da Encore.

O case da Via, antiga Via Varejo, também é interessante, segundo Braga. Para ele “a empresa pode ter muita vantagem com o open banking” e está muito descontada frente aos pares, com muito potencial para se valorizar.


Varejo deve ter retomada melhor que a de shoppings, disse o gestor

Numa outra ponta, o executivo disse que crê mais na retomada das empresas varejistas do que dos shoppings. Segundo ele, “os shoppings ainda vão sofrer por muito tempo, já que optaram por ficar ocupados de lojistas, mesmo que isso significasse mudança de contratos ou descontos”, o que dificulta uma retomada tão forte no setor, que ainda terá de pagar essa conta.

Enquanto isso, “as empresas do varejo vão de fato surfar na onda da retomada da circulação dos consumidores”, afirmou o gestor.


Desempenho das ações das varejistas

O papel da Via (VVAR3) caiu 1,16% nesta quinta-feira, cotado a R$11,91. Já os recibos de ações negociados na B3, BDRs, do Mercado Livre (MELI34) subiram 3,76%, a R$60,49. O Ibovespa fechou em alta de 0,05%, aos 122,7 mil pontos.


Desempenho das ações da Via


Para acompanhar o desempenho das ações das companhias de varejo e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Karine Sena e João Pedro Malar
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Eduardo Pazuello assume má condução na pasta, mas diz que não é único culpado

TC Day – Lojas físicas seguem cruciais para modelo da Petz, diz Diogo Bassi

TC Day – Fleury quer ampliar leque de atuação em saúde, diz Jeane Tsutsui

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais