Mover

Temporada de balanços do terceiro trimestre supera expectativas, diz XP

Postado por: TC Mover em 18/11/2020 às 16:38

São Paulo, 18 de novembro – O balanço realizado pela XP Investimentos revela que a temporada de resultados do terceiro trimestre de 2020 superou as expectativas. Iniciado em meados de novembro e terminado nesta semana, mostrou que 48% das 47 empresas nacionais que a corretora cobre apresentaram números acima do esperado e 32% em linha com o consenso do mercado. Apenas 20% frustraram projeções dos analistas do mercado.

Já em relação às estimativas da XP, 30% dos resultados vieram em linha com as projeções e 65% acima das expectativas. Neste caso, a receita líquida média bateu previsões em 1,2%, EBITDA, que é o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, ou lucro líquido 10,3% maior, na média, segundo os analistas Fernando Ferreira e Marcela Ungaretti.

Setor de mineração e siderurgia se destaca no balanço

Por setores, o grande destaque de alta dos balanços foi o de mineração e siderurgia, onde se incluem Vale, código VALE3, e Gerdau, código GGBR3 para ações ON e GGBR4 para PN, por exemplo. Todas as companhias do segmento superam consenso, conforme a análise. 

Além do efeito positivo da alta do dólar, a retomada da indústria, da construção civil e do setor automotivo impulsionaram os resultados das siderúrgicas. No caso da Vale, puxaram os maiores preços do minério de ferro e do volume de vendas. 

Os setores de frigoríficos, com exportações em alta, e de bebidas, representado pela Ambev, código ABEV3, que se beneficiou de um avanço de 25,4% nas vendas de cerveja, também se beneficiaram de julho a setembro, diz o estudo.

A Petrobras, código PETR4, apresentou “resultados excelentes mesmo em um trimestre em que preços de petróleo Brent ficaram, na média, de US$43 por barril”, avaliam os analistas. As incorporadoras também surpreenderam, refletindo o reaquecimento do setor da construção e a retomada dos lançamentos e vendas, com destaque para os resultados de MRV, código MRVE3, e Tenda, código TEND3, com foco na baixa renda e a EZTec, código EZTC3, do segmento de média e alta renda.

O varejo também teve resultados positivos. As empresas mais fortes no segmento digital foram as mais beneficiadas, como Magazine Luiza, código MGLU3, Lojas Americanas, código LAME4, B2W, código BTOW3 e Via Varejo, código VVAR3. Somado a isso, varejo físico também contribuiu para o desempenho positivo das companhias, de forma que 69% do setor reportou resultados acima ou em linha com o esperado.

Retomada de atividade e sinais de recuperação

O setor financeiro, por sua vez, teve uma boa temporada de resultados, com a retomada das atividades contribuindo para um aumento da receita de serviços. Além disso, teve um crescimento do crédito com nível ainda baixo de inadimplência e a diminuição do provisionamento complementar, com destaque para os resultados do Itaú, código ITUB4, dizem. 

As elétricas e empresas de saneamento, como Sabesp, código SBSP3, e Equatorial, código EQTL3, apresentaram uma sólida performance refletindo menores impactos da crise da Covid-19 e a volta dos cortes de fornecimento por inadimplência. Após meses desafiadores, os shoppings centers recuperam, com destaque para a Multiplan, código MULT3, que reportou números melhores do que o esperado, segundo a XP.

Desempenho de ações

Para acompanhar o desempenho das ações dessas e outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Bárbara Leite
Edição: Letícia Matsuura
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais