Mover

Vivo (VIVT3) prevê investimentos controlados em 2021 e defende compartilhamento do 5G

Postado por: TC Mover em 24/02/2021 às 14:09

São Paulo, 24 de fevereiro – A Vivo, código VIVT3, espera realizar investimentos controlados em 2021, e é favorável ao compartilhamento de infraestrutura para o 5G. As afirmações foram feitas por Christian Gebara, diretor-presidente da companhia, e outros executivos em uma teleconferência de resultados nesta manhã.


Companhia teve lucro líquido de R$1,29 bilhão

A Vivo apresentou lucro líquido de R$1,29 bilhão no quarto trimestre de 2020, batendo o consenso TC, de R$1,27 bilhão, e receita líquida de R$11,19 bilhões.

No evento, Gebara afirmou que a Vivo e a espanhola Telefônica, sua controladora, terão fatia de 25% cada no negócio pela unidade de fibra da Oi, a InfraCo, de acordo com a Bloomberg.

O presidente da Vivo disse que a compra dos ativos móveis da Oi, códigos OIBR3 e OIBR4, não deve exigir investimentos extras. Segundo ele, a companhia deve manter um investimento para compra de bens de capital, o capex, “controlado” em 2021.

Novos clientes impulsionaram segmento de fibra óptica

Gebara também afirmou que a Vivo está disposta a compartilhar sua infraestrutura para o 5G. A companhia aguarda por uma análise da Anatel sobre o edital do leilão do 5G nos próximos dias.

Já no segmento de fibra óptica da Vivo, o crescimento foi impulsionado por novos clientes, disse Gebara. O presidente afirmou que a operadora segue apostando em parcerias para acelerar o crescimento da base de clientes, e manterá a estratégia de migrar clientes de serviços pré-pagos para pós-pagos e híbridos.

Desempenho das ações da Vivo (VIVT3)

Vivo

Perto das 14h10, o papel da Telefônica Vivo, código VIVT3, caía 0,84%, cotado a R$44,73. No mesmo horário, o Ibovespa operava em alta de 0,38%, aos 115,6 mil pontos.

Para acompanhar o desempenho das ações da Vivo e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Gustavo Boldrini
Edição: Leandro Tavares e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

WEG (WEGE3) bate consensos com balanço robusto, mas alerta para impactos da crise

Especial: Desvinculação pode ter sido para preservar gatilhos, dizem traders

Prévia da inflação, IPCA-15 desacelera para 0,48% em fevereiro

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais