Mover

XP e Bradesco BBI rebaixam Petrobras (PETR4) de olho em política de preços

Postado por: TC Mover em 08/02/2021 às 14:35
Petrobras

São Paulo, 8 de fevereiro – Os analistas da XP Investimentos rebaixaram a recomendação das ações da Petrobras, códigos PETR3 e PETR4, para neutra citando como motivo os riscos para a política de preços de combustíveis da companhia. O Bradesco BBI, que também rebaixou os papéis, destaca os riscos relacionados à situação dos caminhoneiros no Brasil.

A XP reduziu o preço-alvo das ações preferenciais e ordinárias da Petrobras de R$35,00 para R$32,00 e também dos recibos de ações negociados na bolsa de Nova Iorque, os ADRs, de US$13,00 para US$12,00. O Bradesco reduziu o preço-alvo das ações para R$34,00 e dos ADRs para US$13,00.

Possíveis mudanças na política de preços influenciaram decisões

Para os analistas da XP Gabriel Francisco e Maira Maldonado, existem riscos cada vez mais elevados de que a política de preços de combustíveis da Petrobras não obedeça a referências internacionais de preços de combustíveis, além de uma margem adicional para custos de importação.

Por isso, os analistas esperam margens de refino menores no futuro, não apenas devido às menores margens sobre os combustíveis produzidos nas refinarias, mas também devido às importações de derivados com prejuízo para cobrir a demanda interna, especialmente no caso do diesel.

Preços do diesel devem ficar próximos aos anteriores à greve dos caminhoneiros

A XP ressalta que, apesar da recente coletiva de imprensa realizada pelo presidente Jair Bolsonaro, com ministros e o Presidente da Petrobras, na qual todos defenderam a independência da política de preços de combustíveis, além da independência de gestão da companhia, discussões tributárias tanto na esfera federal quanto na estadual não devem render frutos de curto prazo, especialmente tendo em vista o complexo cenário fiscal.

Os analistas do BBI Vicente Falanga e Gustavo Sadka dizem que, embora a Petrobras controle o “timing” de seus ajustes de preço do diesel, a situação com os motoristas de caminhão “nos faz acreditar que esse ‘timing’ poderia não estar de acordo com as expectativas dos acionistas”. Eles estimam que os preços do diesel vendido pela Petrobras devem ficar na faixa de R$2,12 a R$2,30 por litro nos próximos meses, valores muito próximos dos níveis anteriores à greve dos caminhoneiros, que aconteceu em 2018.

Desempenho das ações da Petrobras (PETR4)

petrobras

Perto das 14h30, o papel preferencial da Petrobras, código PETR4, caía 2,10%, cotado a R$28,41. A ação ordinária, código PETR3, recuava 2,96, a R$28,80. No mesmo horário, o Ibovespa operava em alta de 0,15%, aos 120,4 mil pontos.

Para acompanhar o desempenho das ações da Petrobras e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Igor Sodré
Edição: Guilherme Dogo e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

Lucro da BB Seguridade (BBSE3) cai, refletindo Selic baixa e inflação em altaLucro da BB

Yellen anima mercados com papo dócil; semana intensa precede feriados: Espresso

Calendário Econômico: Relatório Focus, IPO, balanços

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais