Mover

Come-cotas reduz saldo de investimentos de novembro

Postado por: TC Mover em 01/12/2020 às 15:55

São Paulo, 1 de dezembro – Muitos investidores vão notar uma queda no saldo de seus fundos de investimento hoje. O motivo é a cobrança do come-cotas, um imposto antecipado que é pago no último dia útil dos meses de maio e novembro, mesmo que o cliente não tenha sacado os recursos. 

Por ser descontado em cotas, e não em valores, o imposto é chamado de come-cotas, ao reduzir o total de cotas que o investidor possui. É uma forma de não afetar a rentabilidade do fundo com o pagamento do imposto. 

Fundos de ações, previdência e imobiliários não estão sujeitos ao come-cotas

O come-cotas é cobrado sobre o rendimento dos fundos de renda fixa, multimercados e cambiais.  Os fundos com prazo médio de até 375 dias pagam alíquota de 20% e os com prazo superior, de 15%. Não estão sujeitos ao come-cotas os fundos de ações e de previdência e os fundos imobiliários. 

Um consolo para o investidor é que a rentabilidade mais baixa dos fundos de renda fixa neste ano reduziu também o imposto a pagar.

Texto: Angelo Pavini
Edição: Letícia Matsuura
Imagem: Divulgação

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais