TC Mover
Mover

INPC acelera em fevereiro com alta de produtos não alimentícios

Postado por: TC Mover em 11/03/2021 às 12:06
inpc

São Paulo, 11 de março – O Índice Nacional de Preços ao Consumidor, INPC, subiu 0,82% em fevereiro. Diferentemente dos meses anteriores, os responsáveis pela inflação foram os produtos não alimentícios. Calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, o índice acelerou em comparação ao primeiro mês do ano, quando registrou alta de 0,27%.


Inflação dos pobres fica abaixo do IPCA

Conhecido popularmente como inflação dos pobres, o INPC calcula a variação de preços de produtos e serviços mais consumidos por famílias de renda entre um e cinco salários-mínimos.

Nos últimos meses, a alta do INPC superava a do Índice de Preços ao Consumidor Amplo, IPCA, devido ao reflexo do impacto maior dos alimentos no custo de vida das famílias mais pobres. Já outros itens, como serviços, lazer e passagens aéreas, que teve inflação menor em 2020 por conta da crise, pesam mais no orçamento das famílias de maior renda.

Os combustíveis, que tiveram forte alta nas duas últimas semanas de fevereiro puxaram o IPCA, que avançou 0,86%. Por outro lado, nos últimos 12 meses, o INPC acumulou alta de 6,22%, superando os 5,20% do IPCA.


Aceleração dos não alimentícios impulsionou INPC

O preço dos produtos alimentícios desacelerou fortemente de janeiro, 1,01%, para 0,17% em fevereiro. Já os não alimentícios seguiram a direção contrária, passando de 0,03% em janeiro para 1,03% em fevereiro, impulsionando o INPC.

De todas as capitais analisadas pelo IBGE, Fortaleza apresentou a maior alta, com 1,52%, principalmente pelo aumento nos cursos regulares. Na outra ponta da tabela do INPC está o Rio de Janeiro, subindo apenas 0,35%, influenciado pela queda no preço dos setores de vestuário e energia elétrica.

Texto: Letícia Matsuura
Edição: Guillermo Parra-Bernal
Arte: TC Mover


Leia também

Inflação de fevereiro supera consenso por combustíveis; DIs de curto prazo sobem

Otimismo no mercado exterior continua; no radar, inflação, PEC, auxílio emergencial

Calendário Econômico: Inflação, BCE, seguro-desemprego dos EUA

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais