Intenção de consumo de SP sobe 1,8% em novembro, mas ainda há insegurança, diz Fecomercio - TC
TC Mover
Mover

Intenção de consumo de SP sobe 1,8% em novembro, mas ainda há insegurança, diz Fecomercio

Postado por: TC Mover em 30/11/2020 às 17:52

São Paulo, 30 de novembro – Pelo terceiro mês consecutivo, o Índice de Intenção de Consumo das Famílias, ICF, subiu 1,8% na cidade de São Paulo, acumulando 66,6 pontos em novembro. Mas, apesar da melhora, o indicador ainda cai mais de 30% na comparação anual. 

A insegurança e o ritmo lento de recuperação do mercado de trabalho desaceleram a retomada da cidade, de acordo com os dados da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo, FecomercioSP. A pesquisa não levou em conta a adoção de medidas mais restritivas para o comércio em várias cidades do Estado, que passaram da classificação verde para a amarela.

De acordo com a instituição, o aumento de 5,9% na perspectiva de emprego de novembro em relação a outubro e a alta 4,7% do consumo atual impulsionaram o ICF.

Apesar do resultado positivo na comparação mensal, a intenção de consumo caiu 31,9% em relação a novembro de 2019, quando o indicador tinha 97,8 pontos. As quedas de 41,6% na perspectiva de consumo, 40,3% na renda atual e 38,7% na expectativa de compra de bens duráveis puxaram essa retração.

Segundo a Fecomercio, as famílias ainda estão inseguras em consumir como antes da pandemia, seja pela inflação, principalmente dos alimentos e bebidas, ou pelo ritmo lento do mercado de trabalho.

Retomada lenta e gradual em São Paulo

O Índice de Confiança do Consumidor subiu 3,8% em novembro na comparação mensal, com 11,7 pontos. A Fecomercio afirma que o índice “corrobora uma retomada lenta e gradual da demanda no mercado na capital paulista”. O indicador ficou abaixo de 2019, quando registrou 118,6 pontos. As mulheres e os jovens, com menos de 35 anos, contribuíram para a alta do índice. 

O Índice das Condições Econômicas Atuais, ICEA, teve queda de 31,1% em novembro na comparação anual, passando de 99,1 pontos para 68,3 pontos. Este cenário reafirma um retorno menos acelerado do mercado paulistano, diz.

Texto: Letícia Matsuura
Edição: Angelo Pavini
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais