TC Mover
Mover

IPCA de junho desacelera, mas energia elétrica pesa

Postado por: TC Mover em 08/07/2021 às 12:21
IPCA desacelera

São Paulo, 8 de julho – Considerada a inflação oficial do Brasil pelo Banco Central, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, IPCA, mostrou desaceleração em junho frente aos números de maio. Contudo, os principais catalisadores para o aumento de preços continuam os mesmos: energia elétrica e combustíveis.

Em junho, o índice teve alta de 0,53% em junho, queda de 0,3 ponto percentual do resultado de maio. O resultado também veio abaixo do consenso do TC, que estimava alta de 0,70%. Apesar disso, o dado é o maior para o mês desde 2018, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE. A inflação somou 8,35% em 12 meses e 3,77% no primeiro semestre de 2021.

Calculado pelo IBGE, o IPCA acompanha os preços dos principais produtos e serviços consumidos pelas famílias com renda entre um e 40 salários-mínimos.

Energia, carnes e combustíveis puxaram alta do IPCA de junho

Oito dos nove grupos pesquisados para o cálculo do IPCA apresentaram alta no mês passado, com destaque para a habitação, alimentação e transportes. No primeiro, o maior impacto foi da energia elétrica, que teve alta de 1,97%, apesar de desacelerar frente a maio, quando a alta da energia elétrica foi de 5,37%. Os dados mais fortes desse item nos últimos meses é reflexo da adoção da bandeira tarifária vermelha patamar 2, a mais cara do sistema.

Já no grupo de alimentação o principal catalisador foi o aumento das carnes, em 1,32%, quinto mês consecutivo de alta. Nos transportes o vilão continua sendo os combustíveis, com alta de 0,69% da gasolina, 2,14% do etanol e 1,10% do diesel. Com isso, os combustíveis subiram 0,87% no mês passado e acumulam alta de 43,92% nos últimos 12 meses.

Reabertura econômica impacta na inflação

A reabertura econômica também começa a mostrar os efeitos na inflação. Segundo o TC Matrix, os preços dos serviços cresceram 0,39 ponto percentual em junho, passando de queda 0,15% em maio para alta de 0,23%, o que mostra a retomada das atividades no último mês. A economista-chefe do TC, Fernanda Mansano, diz que a atenção da inflação agora passará a ser desse grupo, que deve ser o principal catalisador no segundo semestre do ano.

De acordo com os dados do TC Matrix, o índice de difusão do IPCA ficou estável em 64,46%, o que afasta a possibilidade de um aperto mais duro da política monetária, segundo Mansano. “O comitê de política monetária do Banco Central deverá manter o que foi falado na última ata: mais uma alta de 0,75 ponto percentual”, conclui.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Cíntia Thomaz e Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Mercado cai com China e coronavírus; BCE, IPCA, cautela pré-feriado no radar: Espresso

Calendário Econômico: IPCA, leilão, seguro-desemprego

FOMC suave anima bolsas; no radar, emprego nos EUA, IPCA, coronavírus, reformas, CPI da Covid: Espresso

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais