Mover

Ata do FOMC mostra preocupação com segunda onda, mas otimismo com vacina

Postado por: TC Mover em 06/01/2021 às 18:57

São Paulo, 6 de janeiro – Os dados econômicos dos Estados Unidos vieram mais fortes que o esperado pelo Federal Reserve no fim do ano, o que fez o banco central americano melhorar as projeções do Produto Interno Bruto, PIB, de 2020. Mas a segunda onda de coronavírus deve reduzir o crescimento do país no primeiro trimestre deste ano e nos próximos meses, com o impacto das vacinas melhorando a retomada apenas no médio prazo, segundo a ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto, FOMC, realizada em dezembro e divulgada hoje.

FOMC deve manter programa de incentivo ao mercado para inflação voltar aos 2,00%

Segundo a ata, os integrantes do FOMC discutiram também o fim do processo de incentivos ao mercado via recompra de títulos, reforçando, porém, que devem manter o programa pelo tempo que for necessário para que a inflação volte para a meta de 2,00% e o emprego se recupere.

Os dirigentes afirmaram também que vão garantir o máximo de informações ao mercado sobre o fim do programa, e compararam o processo ao adotado em 2013 e 2014, quando o Fed passou a revender para os bancos os papéis que havia comprado após a crise de 2008 para socorrer as instituições. A preocupação é evitar turbulências com especulações sobre o fim do incentivo.

A ata mostra também que o Fed seguia preocupado em dezembro com o fim dos incentivos fiscais e da ajuda para famílias, medidas que foram prorrogadas pelo Congresso no fim do mês.

Cenário econômico continua incerto, conforme FOMC

Os integrantes do FOMC destacaram que, apesar das vacinas, o cenário para a economia continua bastante incerto neste ano devido à nova onda do vírus e a volta de restrições em vários Estados, e que uma política monetária assumidamente estimulativa será necessária para ajudar na recuperação, reforçando a projeção de juros perto de zero por um longo período. Já as vacinas podem ajudar a melhorar as fortalecer a expectativa de melhora do consumo no médio prazo.

Texto: Angelo Pavini
Edição: Kariny Leal e Letícia Matsuura
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais