TC Mover
Mover

Banco Central Europeu acelerará compras de programa de emergência

Postado por: TC Mover em 22/07/2021 às 11:09
Banco Central Europeu e estímulos

São Paulo, 22 de julho – Mesmo com a vacinação engrenando na Europa, o risco da pandemia segue no radar do Banco Central Europeu. Assim, a autarquia vai acelerar o programa de compras de ativos de emergência, o PEPP, de acordo com a decisão de política monetária divulgada nesta quinta-feira, 22.

Como era esperado pelo mercado, o Banco Central Europeu não fez mudanças na taxa básica de juros, que continuou em 0,00%. Também manteve as taxas de facilidade permanente de depósito e de cedência em -0,50% e 0,25%, respectivamente.

Recuperação europeia menos robusta justificou decisão do Banco Central Europeu

A novidade foi o tom mais estimulativo da autarquia em relação ao programa PEPP, que continuará com orçamento de 1,850 bilhões de euros até o fim de março de 2022, mas com ritmo “significativamente mais elevado nesse trimestre”, escreveu o banco.

O ritmo maior do PEPP se deve à conjuntura da economia da Zona do Euro, que ainda não demonstrou recuperação robusta como a dos EUA, apesar de vacinação por lá ter acelerado. A variante Delta continua no radar e pode causar retrocessos, como medidas restritivas que desaceleram a atividade econômica.

O Banco Central Europeu disse que o orçamento do PEPP pode não ser usado na totalidade, caso as condições se mantenham favoráveis, mas também pode ser revisto para cima, se a situação tomar um caminho pior.

Meta para a inflação é de 2,00% na Zona do Euro

Sobre a inflação, o conselho do Banco Central Europeu concordou em estabelecer a meta para o aumento de preços em 2,00% para o médio prazo, como foi anunciado na recente atualização estratégica da autarquia, adotando postura mais permissiva em relação a inflação.

Após a decisão da autarquia, o rendimento do Treasury de dez anos dos EUA acelerou a alta, assim como os títulos da dívida pública da Alemanha. Já o índice Dólar DXY, que rondava a estabilidade, foi para baixa, caindo 0,15% após a divulgação da política monetária.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Lucia Boldrini e Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins / Mover


Leia também

Calendário Econômico: Banco Central Europeu, Petrobras, Multilaser

Bolsas ganham força; no radar, BCE, emprego, balanços, estímulos, reforma ministerial: Espresso

Especial: IRB Brasil está conduzindo uma boa reestruturação, diz Louise Barsi

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais