Mover

Fed mantém juro inalterado e vê alta na inflação americana como temporária

Postado por: TC Mover em 17/03/2021 às 16:29
Fed

São Paulo, 17 de março – O Federal Reserve, Fed, manteve a taxa básica de juros no intervalo próximo de zero, e alertou que assim ela permanecerá pelo menos até 2023, após reiterar que a recente alta na inflação não parece ser duradoura e que as perspectivas econômicas estão melhorando.


Fed espera que alta recente na inflação seja de curta duração

A decisão do comitê decisório de juros do Fed, conhecido como FOMC, foi unânime, e veio em meio a um aumento nos rendimentos dos títulos da dívida pública americana, fator que tem trazido volatilidade adicional aos mercados globais desde fevereiro.

O Fed também disse que espera que a recente alta na inflação deste ano seja de curta duração, notando que vê a medida oficial de inflação subjacente, ou núcleo, desacelerando de 2,20% em 2021 para 2,00% em 2022 e 2,10% em 2023.

A taxa básica, conhecida como taxa Fed Funds, foi mantida no intervalo entre 0,00% e 0,25%, a mínima histórica. Sete dos 18 diretores do Fed preveem uma Fed Funds mais alta apenas no final de 2023, ante cinco na reunião de dezembro. A mudança mostra que há mais diretores aguardando por um início de normalização de ciclo de juros mais rápido do que o anteriormente esperado.

Índices acionários americanos melhoraram desempenho após decisão

“Após uma moderação no ritmo de recuperação, os indicadores de atividade econômica e emprego mostraram uma recuperação recentemente, embora os setores mais adversamente afetados pela pandemia continuem mostrando desempenho fraco”, disse o comitê em comunicado nesta quarta-feira.

“A inflação continua abaixo” da meta oficial de longo prazo, de 2,00%, disse. O presidente do Fed, Jerome Powell, iniciou sua fala por volta das 15h30, horário de Brasília. Os principais índices acionários americanos melhoraram seu desempenho após a decisão, enquanto a bolsa brasileira acelerou a alta e o dólar futuro na B3 virou para queda.

Texto: Guillermo Parra-Bernal e Karine Sena
Edição: Kariny Leal e João Pedro Malar
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Mansano: Dia de Copom e os fatores que o comitê levará em conta

Especial: Vale (VALE3) se desfaz de PCHs em plano para otimizar eficiência energética

Parra-Bernal: Âncora da política fiscal, meta de dívida pode ajudar BC

Especial: Brasil destoa da supervalorização de ativos por fiscal, ESG e pandemia, diz Amorim

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais