Federal Reserve vê retirada de estímulos se aproximando - TC
TC Mover
Mover

Federal Reserve vê economia se aproximando de condições para retirada de estímulos

Postado por: TC Mover em 28/07/2021 às 18:26
Federal Reserve mantém juros

São Paulo, 28 de julho – O Federal Reserve, banco central americano, manteve nesta quarta-feira, 28, inalteradas as taxas de juros nos EUA. A autarquia disse que a economia do país tem progredido nas condições pré-estabelecidas para a retirada dos estímulos para o combate à pandemia do coronavírus. O dólar americano, assim como os rendimentos dos títulos públicos do país oscilaram com o anúncio.

A recuperação da maior economia do mundo continua no caminho certo, apesar do aumento nas infecções por coronavírus por conta da variante Delta, disse o banco central americano no comunicado de política monetária após a decisão unânime que manteve a taxa Fed Funds entre 0,00% e 0,25%. A autarquia permanece otimista e disse que manterá as discussões atuais em torno da eventual retirada do apoio à economia.

Jerome Powell diz que Federal Reserve está pronto para ajustar política por preço

O Federal Reserve reiterou que a inflação mais alta vista nos EUA é produto de “fatores transitórios”. O presidente do banco central americano, Jerome Powell, disse em coletiva de imprensa que o impacto do coronavírus nos empregos está perdendo força. Para ele, o Federal Reserve está pronto para ajustar política por preço, mas ainda está longe de cogitar elevar o juro.

Jerome Powell afirmou que a inflação continua acima da meta e deve superar 2,00% nos próximos meses. Contudo, o banco central americano espera que a inflação ceda em médio prazo. Ele vê espaço para cobrir “progresso substancial”.

Segundo economistas, primeiro passo para retirada de apoio pode ser no final do ano

O comitê conhecido como FOMC, que decide os juros no Federal Reserve, não divulgou nenhuma nova projeção econômica. Os economistas esperam que o primeiro passo para encerrar os programas de apoio seja dado no final deste ano ou no início de 2022.

“Em dezembro passado, o Comitê de Mercado Aberto indicou que continuaria a aumentar suas posses de títulos do Tesouro em pelo menos US$80 bilhões por mês e de títulos garantidos por hipotecas de agências em pelo menos US$40 bilhões por mês até que um progresso substancial tenha sido feito em direção ao seu emprego máximo e objetivos de estabilidade de preços”, disse o comunicado. “Desde então, a economia avançou em direção a essas metas, e o Comitê continuará avaliando o progresso nas próximas reuniões”, ressaltou.

Federal Reserve divulgou duas novas facilidades de acordo de recompra

O Federal Reserve anunciou que estabeleceu duas novas facilidades de acordo de recompra permanentes, conhecidas como repôs. Essas linhas “servirão de apoio no mercado monetário para implementar a política monetária de forma eficaz e permitir um funcionamento mais suave dos mercados”, disse a autoridade em comunicado separado.

Os principais índices acionários anularam as perdas, com o futuro do S&P 500 virando para alta de 0,07% por volta das 15h15. O Índice Dólar DXY subiu e os rendimentos dos Treasuries de dez anos aceleraram a alta para 3 pontos-base, a 1,259% no mesmo horário.

Texto: Guillermo Parra-Bernal
Colaboração: Felipe Corleta
Edição: Guilherme Dogo e Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins / Mover

Leia também

CSN pode alcançar alavancagem zero em 2021, diz Benjamin Steinbruch

Santander Brasil manterá DNA com nova gestão, diz Sergio Rial

Mercados aliviam quedas; FOMC, Vale, Big Techs atraem os holofotes: Espresso

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais