FMI sobe projeção de PIB de ricos e reduz a de emergentes - TC
TC Mover
Mover

FMI sobe projeção de PIB de ricos e reduz a de emergentes

Postado por: TC Mover em 27/07/2021 às 16:18
Projeções do FMI

São Paulo, 27 de julho – A desigualdade no acesso a vacinas divide em dois blocos os países em recuperação econômica e essa diferença aumentou, diz o Fundo Monetário Internacional, FMI, na revisão trimestral de seu Panorama Econômico Global.

Para manter em 6,00% a previsão de crescimento global em 2021, o Fundo melhorou as estimativas dos desenvolvidos e piorou a dos emergentes. Para 2022, a projeção cresceu meio ponto percentual, de 4,40% para 4,90%.

FMI alerta que os países desenvolvidos também correm riscos por desigualdade

Com 40,0% da população nas nações desenvolvidas já com uma dose de imunizante e menos da metade desse percentual nos emergentes e pobres, a projeção de PIB de 2021 do primeiro grupo avançou de 5,10% para 5,60%. Enquanto isso, a dos emergentes caiu de 6,70% para 6,30%. O FMI diz que mesmo os países desenvolvidos correm riscos por causa da desigualdade, propícia ao surgimento de mais cepas como a variante Delta.

A projeção de PIB dos EUA subiu de 6,50% para 7,00% em 2021 e de 4,10% para 4,90% em 2022. O FMI considera na estimativa o impacto do pacote de infraestrutura física e social do presidente Joe Biden, que deve acrescentar 0,3 ponto percentual ao PIB de 2021 e 1,1 ponto ao de 2022. Pacote fiscal menor e guinada brusca na política monetária dos desenvolvidos são considerados riscos para as projeções.

Projeção para 2021 do PIB da China encolhe, mas a do Brasil cresce

Para 2021 e 2022, o Fundo elevou o crescimento da União Europeia de 4,40% para 4,60% e de 3,80% para 4,30%, respectivamente. No caso da China, a projeção encolheu de 8,40% para 8,10% neste ano e subiu de 5,60% para 5,70% no próximo.

O FMI também elevou a projeção de crescimento do Brasil em 1,6 ponto percentual neste ano, para 5,30%. Mas cortou-a em 0,7 ponto em 2022, para 1,9%.

Texto: Lucia Boldrini
Edição: Guilherme Dogo e Letícia Matsuura
Arte: Mover

Leia também

Vieira: Se Ciro Nogueira frustrar reformas, mercado pode ganhar com agenda heterodoxa

Bolsas caem com “efeito China”; balanços, política no radar: Espresso

Calendário Econômico: Balanços, INCC, FMI

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais